Saiba mais sobre a insuficiência mitral em cães

A insuficiência mitral em cães é uma doença causada pela degeneração ou má formação da válvula mitral. Também é conhecida como incompetência mitral ou insuficiência da válvula mitral (I.V.M.). Quer saber mais sobre a função da válvula mitral e os problemas causados por sua degeneração? Então continue lendo este post.

O funcionamento do coração e a importância das válvulas cardíacas

O coração pode ser dividido em dois lados – direito e esquerdo – e possui quatro câmaras. As duas superiores são chamadas de átrios e as duas inferiores de ventrículos.

O sangue que chega ao coração depois de passar pelo resto do corpo entra pelo átrio direito e passa para o ventrículo direito. Em seguida, é conduzido aos pulmões para liberar dióxido de carbono e absorver oxigênio.

O fluxo sanguíneo e as válvulas

O sangue já oxigenado retorna ao coração, ingressando pelo átrio esquerdo e passando para o ventrículo esquerdo. Nesse momento ele é bombeado através da artéria aorta para “alimentar” todo o organismo.

As válvulas cardíacas se encontram entre os ventrículos e os átrios e servem para controlar o fluxo de sangue entre as cavidades do coração. Isso permite o ritmo cardíaco e a transmissão regular de sangue para todo o corpo.

Cachorro com coleira
Autor: Travel and Roll

A válvula mitral se encontra no lado esquerdo do coração e separa o átrio e o ventrículo esquerdos. Sua principal função é impedir que o sangue oxigenado regresse ao átrio e possa ser bombeado até o ventrículo.

No lado direito encontramos a válvula tricúspide, por onde circula o sangue que será filtrado. Sua ação permite que o sangue chegue aos pulmões para ser oxigenado e não fique preso no átrio.

O que é a insuficiência mitral em cães?

Falamos em insuficiência quando uma estrutura ou órgão não consegue exercer suas funções corretamente por causa de alguma anomalia. Esse fato pode ser ocasionado por fatores internos ou até mesmo externos.

No caso da válvula mitral, a insuficiência ocorre quando a estrutura não se fecha adequadamente. Isso impede que o sangue oxigenado seja bombeado para o corpo, pois acaba retornando para o átrio esquerdo.

Para tentar conservar o equilíbrio do organismo, o corpo realiza algumas manobras para garantir a oxigenação dos tecidos e órgãos. Mas com a intensificação da deficiência vascular e cardíaca pode superar esses mecanismos paliativos.

Causas da insuficiência mitral em cães

A causa específica que ocasiona a má formação da válvula mitral ainda não é totalmente conhecida. Muitos especialistas defendem que sua origem se encontra em uma alteração sistêmica na produção de colágeno. Esse problema poderia até ter influência genética.

Sabemos que o envelhecimento é um fator natural que pode levar ao enfraquecimento das estruturas cardíacas. Além disso, a gravidez nas fêmeas também é considerada uma possível causa para esse problema.

Motivos e fatores que influenciam na insuficiência

A incompetência mitral também está associada às seguintes condições:

  • Prolapso da válvula mitral;
  • Danos nos tendões que conectam a válvula mitral ao coração;
  • Sopros cardíacos e alterações no ritmo cardiovascular;
  • Infecção das válvulas cardíacas (endocardite);
  • Radioterapia;
  • Traumatismo;
  • Febre reumática;
  • Deformações no músculo cardíaco (cardiomiopatia);
  • Alterações congênitas;
  • Uso prolongado de medicamentos à base de ergotamina.

Sintomas da insuficiência cardíaca em cães

Um sintoma notável é o acúmulo de líquido em diferentes partes do corpo do animal, causando inchaços localizados. Com frequência, o cachorro parece estar “barrigudo” por causa da dilatação abdominal.

A seguir, listamos outros sintomas comuns em casos de insuficiência cardíaca em cães:

  • Cansaço, falta de interesse e debilidade;
  • Tosse e dificuldade respiratória;
  • Alterações no ritmo cardíaco;
  • Dificuldade para realizar exercícios físicos;
  • Gengivas, mucosas ou língua com tonalidades cinza ou azul;
  • Desmaios (síncope);
  • Colapsos.

Se a insuficiência afeta também a válvula tricúspide, o cão pode apresentar complicações no fígado e baço. Além disso, é possível ver sinais de inchaço e acúmulo de líquido abdominal (ascite).

Cachorro deitado sobre a dona na praia

Tratamento de insuficiência mitral em cães

Ao reconhecer qualquer um dos sintomas que citamos, é muito importante consultar um veterinário imediatamente. O profissional procederá adequadamente para diagnosticar a anomalia cardíaca, e assim indicar o tratamento adequado.

Se o quadro de saúde do cão permitir, o profissional poderá indicar uma intervenção cirúrgica para recompor a válvula mitral. De maneira complementar, podem indicar medicamentos para fortalecer a contração do músculo cardíaco.

Quando há acúmulo de líquidos no pulmão ou no abdômen, deverão ser realizadas coletas controladas. Também podem ser administrados fármacos diuréticos para incentivar a eliminação natural e o bom funcionamento das válvulas.

Finalmente, quando a insuficiência mitral em cães é especialmente grave, o animal pode precisar de internação hospitalar e terapias de oxigenação de urgência.

Recomendados para você