Os 6 animais mais emblemáticos da Espanha

São várias as espécies animais que se destacam por sua beleza ou características únicas na Península Ibérica. Infelizmente, muitas estão em perigo de extinção.
Os 6 animais mais emblemáticos da Espanha

Última atualização: 11 Maio, 2021

Embora a fauna de Espanha normalmente não seja muito conhecida em todo o mundo, existem algumas espécies que se destacam por suas características únicas, como o seu tamanho ou sua agilidade. No entanto, esses fatores fazem com que os animais mais emblemáticos da Espanha sejam, ao mesmo tempo, os mais ameaçados atualmente.

Esses seres vivos se acostumaram com o ecossistema mediterrâneo, mas isso está mudando devido ao aquecimento global e às ações antrópicas. A seguir, apresentamos os 6 animais emblemáticos da Espanha que, infelizmente, também estão em perigo.

1. Lince ibérico

Essa espécie de mamífero (Lynx pardinus) é bem conhecida na Península Ibérica, sendo uma das espécies felinas mais ameaçadas do mundo. Dentre os territórios isolados que ele prefere, estão os Montes de Toledo e em Andaluzia. Acredita-se que o número de indivíduos não seja maior que 15 na primeira localidade e que 300 nas paisagens da Andaluzia.

Alicante e Murcia são outras regiões onde esse animal raramente pode ser visto.

É um animal de tamanho relativamente médio que não ultrapassa os 20 quilos, prefere viver sozinho e defende fortemente o seu território. Sua enorme agilidade o define como um especialista na caça de coelhos e, atualmente, está listado como espécie em extinção, segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (UICN).

 

2. Vison-europeu

Um dos animais mais emblemáticos da Espanha – e um dos mais ameaçados – é o vison-europeu (Mustela lutreola), um pequeno mamífero da família dos mustelídeos. Esse animal tão esquivo quanto belo tem uma pelagem marrom-escura, um focinho com tons brancos e um nariz escuro.

Seu território preferido tem águas com correntes lentas e vegetação densa. Na Espanha, tem baixíssima presença em La Rioja, no País Basco, no nordeste de Castela e Leão e no oeste de Aragão. Seu atual estado de conservação está em perigo crítico de extinção, devido ao parvovírus transmitido pelo vison-americano, que o afeta fortemente.

Além disso, a proliferação do invasor provocou a redução do número de indivíduos dessa espécie.

 

3. Urso-pardo

O urso-pardo (Ursus arctos) é a espécie de urso mais popular na Espanha. Tem uma presença reduzida na Cordilheira Cantábrica e nos Pireneus, devido à caça ilegal com episódios violentos que colocaram em perigo a vida de alguns humanos.

Planos para a reintrodução do urso-pardo foram implementados em algumas regiões espanholas, porém, o número de indivíduos não se mantém estável.

Esse urso se caracteriza por medir quase 3 metros de comprimento e pesar mais de 300 quilos. Há um dimorfismo sexual bastante evidente, que deixa as fêmeas abaixo dos machos na questão do peso, já que não ultrapassam 150 quilos. São animais onívoros e solitários, pois o macho não costuma ser visto com a fêmea e seus filhotes após o acasalamento.

 

O urso-pardo é um dos animais mais emblemáticos da Espanha.

4. Sapo-parteiro-ibérico

Outro dos animais mais emblemáticos da Espanha é o sapo-parteiro-ibérico (Alytes cisternasii), um anfíbio quase ameaçado encontrado no centro e sudoeste da Espanha. Fisicamente, observa-se que sua cor é acastanhada e seu dorso é coberto por verrugas alaranjadas. Possui hábitos noturnos e se alimenta principalmente de formigas.

 

Sapos e rãs podem ser muito diversos.

5. Esturjão

O esturjão (Acipenser sturio) é um dos peixes mais curiosos e de maior tamanho da Espanha. As fêmeas geralmente são maiores que os machos, chegando a medir 2,5 metros e atingir cerca de 85 quilos. Vivem nas zonas costeiras, geralmente nos estuários dos rios, como o Tejo ou o Guadalquivir.

A alimentação desse enorme peixe é muito variada e, curiosamente, quando os espécimes adultos estão na época de reprodução, eles param de se alimentar. Essa espécie é classificada como em perigo crítico de extinção de acordo com a UICN, então seu futuro não é muito promissor.

O esturjão: umdos animais mais emblemáticos da Espanha

6. Águia-imperial-ibérica

A águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti) é uma das maiores e mais ameaçadas aves da Península Ibérica. Fisicamente, esse animal tem uma plumagem marrom-escura e algumas penas brancas na região dos ossos coracoides, da escápula e da clavícula.

Alimenta-se de coelhos e pode caçar em pares ou sozinha. Em 2013, foram registrados 47 pares da espécie, número que vem diminuindo cada vez mais devido à invasão de seu habitat, ao envenenamento e à caça ilegal. Por conta disso, algumas comunidades autônomas implementam planos de conservação para a espécie.

 

A águia-imperial-ibérica: um dos animais mais emblemáticos da Espanha

Os múltiplos esforços de ambientalistas e governos locais conseguiram reduzir o perigo de extinção dessas espécies. No entanto, os animais mais emblemáticos da Espanha continuam ameaçados pelo homem, devido à poluição, à superpopulação e à caça ilegal.

Pode interessar a você...
Reservas marinhas e áreas protegidas da Espanha
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Reservas marinhas e áreas protegidas da Espanha

A conservação dos ecossistemas marinhos é extremamente importante para o setor pesqueiro. E para isso, são criadas reservas marinhas.



  • Bosch, J., Martı́nez-Solano, I., & Garcı́a-Parı́s, M. (2001). Evidence of a chytrid fungus infection involved in the decline of the common midwife toad (Alytes obstetricans) in protected areas of central Spain. Biological conservation, 97(3), 331-337.
  • Alba, V. (2007). Apuntes históricos sobre el lince ibérico en Andalucía. Galemys, 19(2), 33-52.
  • Ceña, A., Ceña, J. C., & Lobo, L. (2003). Sustitución del visón europeo (Mustela lutreola) por el visón americano (Mustela vison) en el municipio de Vitoria-Gasteiz. Galemys, 15, 131-143.