Seu cão sente tontura no carro? Atenção!

abril 7, 2018

A cena de um cão que coloca a cabeça na janela do carro, com a língua de fora, é um clássico. Levar o nosso animal de estimação a todos os lugares se tornou um hábito comum nos dias de hoje. Mas muitas vezes, quando o levamos em nosso carro, o nosso cão sente tontura durante esses passeios.

Há alguns conselhos que podemos seguir para evitar que eles passem por esse mau momento. Uma brincadeira ou uma guloseima serão uma boa recompensa para o nosso amigo.

Isto não ocorre com todos os cães, mas com alguns, sim. É mais frequente em cães filhotes e é um problema que geralmente se resolve à medida em que o cão se torna adulto.

É essencial saber que alguns cães sentem tontura ao viajar em um veículo: assim como os humanos, seu equilíbrio tem a ver com a estabilidade do líquido no ouvido interno. O movimento do carro pode mover este líquido de maneira que ele afete as áreas do cérebro onde se produz a tontura.

O fator psicológico é importantíssimo. Se um cão sente tontura em um carro ou em um avião, a ansiedade e o estresse podem ser a causa; a emoção ou o susto podem ativar as zonas responsáveis pela tontura no cérebro deles. Se for a primeira vez que um cão anda de carro, ou se anteriormente ele teve uma experiência negativa, é provável que ele reaja à situação com tontura.

Alguns sinais que podem indicar que seu cão sente tontura

  • Saliva mais do que o habitual, de uma forma visível
  • Fica inquieto e age de maneira estranha
  • Geme e protesta, ainda que seja de forma leve
  • Boceja muito
  • Fica imóvel
  • Tenta sair do carro e fica nervoso
  • Urina ou defeca
  • Tem tremores
  • Late incessantemente
  • Vomita
Cachorro viajando de carro

Se seu cão sente tontura, siga estes conselhos

  • Ajude o cão a reagir de maneira positiva ao subir no carro, para isso é recomendável acostumá-lo desde filhote. Entrar no carro desligado, deixar que ele o cheire e que o examine, fará com que ele se familiarize com o veículo e diminua sua ansiedade.
  • Evite dar-lhe muita comida antes do passeio. O estômago cheio pode fazer com que ele vomite, por isso evite alimentá-lo pelo menos duas horas antes do passeio.
  • Uma das coisas que assustam os filhotes e que pode fazê-los sentir tontura é o ruído do veículo. Acostumá-los aos sons do motor é uma tarefa importante se um cão sente tontura no carro.
  • Aumente gradualmente a duração dos passeios. É recomendável começar com passeios curtos de apenas alguns minutos, e aumentar progressivamente a duração dos mesmos.
  • Leve seus brinquedos preferidos ou sua manta habitual, isso dará a ele mais calma durante o passeio. Fazê-lo se sentir confortável no espaço onde está é importante para que se sinta à vontade e confiante.

Regular a temperatura e as paradas

  • Manter uma temperatura agradável o fará se sentir mais confortável. As janelas abertas são de seu agrado, enquanto o calor em excesso pode deixá-lo indisposto.
  • Pode ser útil dar uma pequena caminhada com o cão antes de começar o passeio no carro. Assim ele pode gastar um pouco de energia e fazer suas necessidades, se for o caso.
Cachorro e menina na mala de um carro

  • Evite cheiros fortes dentro do veículo, como aromatizadores e perfumes, que podem afetar o cão. Recordemos que seu sistema olfativo é bem mais delicado que o nosso; um aroma forte pode ser terrível se seu cão sente tontura no carro.
  • Se a viagem de carro é longa, é bom planejar as paradas. Elas servirão para levar o cão para caminhar por alguns momentos, fazer suas necessidades e para que ele se hidrate.
  • Um peitoral ou um cinto especial para cães é sempre recomendável para evitar movimentos bruscos ou quedas.

Se nenhuma das recomendações funcionar, será necessário consultar um veterinário. Há medicamentos, como sedativos e antieméticos, que podem ser úteis em alguns casos. Também existem certos “sprays” e produtos com feromônios que ajudem o cão a superar estas situações.

Estes conselhos ajudarão muito se nosso cão sente tontura ao passear de carro. Também é importante que, ao chegarmos ao nosso destino, não descuidemos de nosso animal de estimação, pois o final da experiência deve ser positivo para ele, para que ele sempre relacione o carro com algo agradável.