13 sinais de que você é um amante de cães

Um amante de cães é uma pessoa que demonstra seu amor pelos cães com respeito, carinho e cuidados de qualidade. Descubra aqui o que caracteriza essas pessoas.
13 sinais de que você é um amante de cães

Última atualização: 30 março, 2022

Não há dúvida de que cães e humanos compartilham um vínculo ancestral: o período de domesticação dessa espécie nos proporcionou tanto a facilidade para o entendimento mútuo quanto para a criação de vínculos. No entanto, um verdadeiro amante de cães não é apenas alguém que realmente gosta de cães, mas alguém que também tem muitas outras qualidades.

Se você quiser saber quais são elas, confira o resto deste artigo. Certamente você se identifica com muitas das afirmações que vai ler a seguir, mas será que você vai dar check em todas elas?

13 sinais de que você é um amante de cães

Um amante de cães é uma pessoa que leva seu amor pelos cães um passo adiante: ela se preocupa com o bem-estar deles, protege os cães mais desfavorecidos e se posiciona contra todas as práticas nocivas que são exercidas sobre essa espécie. Esse estilo de pensamento se manifesta em certos detalhes e práticas que você pode ler abaixo. Não perca.

1. Qualquer cachorro que passe por você chama sua atenção

Não importa o que você esteja fazendo. Você pode estar passeando, conversando, entrando na casa do seu amigo ou até mesmo assistindo a vídeos de cachorros. Se um cachorro passa ao seu lado, há um momento que certamente soa familiar: vocês se olham, os olhos dele se arregalam, você também, ele balança o rabo e você diz “olá”. E pronto, de repente você está mimando um cachorro desconhecido.

É possível que você tenha deixado uma frase no meio do caminho ou que estivesse de mau humor antes de conhecer aquele canídeo desconhecido. Isso é irrelevante: nesse momento, você está cumprimentando um cachorrinho e nada de ruim pode atingir você.

2. Seus entes queridos sabem que você vai à casa deles para ver o cachorro deles

Talvez essa frase seja exagerada, já que você obviamente também ama seu amigo humano e o visita em primeiro lugar. De qualquer forma, há algo de especial em ir a uma casa onde um cachorro parece feliz em vê-lo assim que você abre a porta, e você sabe disso. Seus amigos já aceitaram que você vai cumprimentar o cachorro deles primeiro.

Um cachorro se divertindo com sua família.

3. Um amante de cães adota, não compra

A triste realidade de muitos cães que vivem em abrigos e nas ruas lhe é familiar. Você sabe que, tendo tanto amor para dar a esses animais, não vale a pena comprar um. Além disso, cada vez que você adota um cachorro, você tem consciência de que na verdade ajudou 2: aquele que você tira do abrigo e aquele que tem a oportunidade de substituí-lo nesse local.

4. Você leva seu cachorro para todos os lugares

Se você pode viajar com seu cachorro e conhecer novos lugares, por que deixá-lo em casa, entediado e sozinho? Toda vez que você planeja um passeio, você se preocupa em encontrar lugares que permitam levar seu companheiro canino porque entende que eles têm o mesmo direito de desfrutar de passeios que você.

5. Sacos de cocô aparecem em todos os seus bolsos

Nunca é demais ter um saco para guardar os excrementos do seu cão, seja para pegar um cocô inesperado ou caso alguém tenha esquecido e precise. O fato é que no final eles são esquecidos ali e passam pela máquina de lavar, pelo ferro e pelo armário.

A reação que você tem quando coloca a mão no bolso e sente o saco é quase como encontrar uma moeda deixada na calça.

Ademais, isso acontece porque você está ciente do impacto que seu cão tem no ambiente. Você sabe que recolher seus excrementos não é apenas limpar a rua, mas também evitar que outros cães os comam e adoeçam ou que outros humanos pisem neles. Na verdade, você também não deixa seu cão incomodar outros animais ou estragar a mobília da rua.

6. Você sempre está com a câmera pronta

Um amante de cães não pode resistir a imortalizar cada momento carinhoso ou engraçado de seu cão. Isso é verdade mesmo que você não use as redes sociais, pois você pode passar horas olhando fotos e vídeos do seu animal de estimação sem precisar compartilhá-los. Na verdade, seus entes queridos também podem passar horas olhando as imagens mais engraçadas do seu cachorro, porque você envia todas elas.

Além disso, você sabe da importância de selecionar conteúdo sobre animais nas redes sociais e não visita ou compartilha nada que envolva abuso de animais.

7. Seu cão faz parte do seu apoio emocional

O vínculo que você tem com seu cão é de mão dupla: ambos sabem quando o outro se sente mal e se apoiam. Às vezes, explicar a outro ser humano o que você tem dentro de si é complicado, mas seu cão ajuda você a processar seus sentimentos com uma ação tão simples quanto deitar ao seu lado.

8. Seu conhecimento sobre esta espécie é infinito

Como um bom amante de cães, você sabe que para dar o melhor cuidado ao seu cão é necessário absorver informações confiáveis sobre essa espécie. Você é daqueles que faz mil perguntas no veterinário, lê todos os artigos, faz cursos e analisa constantemente cada comportamento do seu cão.

Além disso, você aprendeu a diferenciar as informações falsas das comprovadas por especialistas. Você reconhece notícias falsas e não as compartilha.

9. Para um amante de cães qualquer cão é lindo

As raças não fazem sentido para você. Você pode gostar de algumas características estéticas em detrimento de outras, mas no final se apaixona pelo caráter deles. E uma vez que conhece qualquer cachorro, nenhuma ruga, dente mal colocado ou membro torto parece feio para você.

10. Você não diz não a nenhum tratamento veterinário

Você sabe que a saúde do seu cão vem em primeiro lugar e você assumiu, assim que o adotou, que seus cuidados às vezes exigem grandes somas de dinheiro. Por isso, você administra sua economia de forma a ter sempre um resguardo financeiro exclusivo para sustos veterinários.

11. Entre o seu cão e outra pessoa, você sabe quem escolher

É irrelevante que vocês sejam de espécies diferentes. Seu cachorro não é seu brinquedo, nem “o que te faz companhia”, nem sua ferramenta. Você dá a ele o mesmo respeito e prioridade que qualquer outro ser vivo e internalizou seu direito de ser feliz e receber os cuidados de que precisa.

Além disso, quando você o adotou, sabia que estava assumindo uma responsabilidade. Você não se livra de alguém só porque é de outra espécie, mas procura a melhor forma de convivência entre todos.

12. Já lhe disseram que você se parece com seu cachorro ou vice-versa?

Embora seja uma frase um tanto clichê, a verdade é que os amigos acabam se assemelhando em certos aspectos do seu jeito de ser pelo simples fato de passarem o tempo juntos. Os cães são animais empáticos e aprendem facilmente com os humanos, por isso não se surpreenda se o seu cão mostrar reações e comportamentos semelhantes aos seus se vocês tiverem um relacionamento próximo.

Na verdade, se outras pessoas dizem isso para você com más intenções, elas não o ofendem: você sabe que tanto você quanto seu cão tiram o melhor um do outro.

13. Você colabora com organizações de defesa animal

Algumas pessoas vivem em circunstâncias que as impedem de receber um cão em suas casas: alergias, dificuldades econômicas, humanos dependentes e muito mais. Não é necessário viver com um cão para ser um amante de cães: no final das contas, a luta contra o abuso de animais exige muitas habilidades, por isso sempre é possível contribuir com algo.

Seja divulgando informações, fazendo doações, voluntariado ou mesmo liderando as redes sociais de uma organização, qualquer ação é útil.

Você sabe o que é treinamento positivo?

De fato, algumas pessoas acabaram colaborando com abrigos que ajudam outras espécies. Quando você ama um cachorro, é impossível não reconhecer essa beleza de espírito em qualquer outro animal e generalizar o desejo de proteger, cuidar e resgatar todo ser vivo que está sofrendo. Amar um cão é sempre sinônimo de respeitar a natureza e tudo o que ela implica.

This might interest you...
Afinal, os cães sentem amor?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Afinal, os cães sentem amor?

Todos que convivem ou já conviveram com um desses animais de estimação sabem: os cães sentem amor. Afinal, é um sentimento puro e sem qualquer tipo...



  • Gómez, L. F., Atehortua, C. G., & Orozco, S. C. (2007). La influencia de las mascotas en la vida humana. Revista Colombiana de Ciencias Pecuarias20(3), 377-386.
  • Videla, M. D., & López, P. A. (2017). La oxitocina en el vínculo humano-perro: Revisión bibliográfica y análisis de futuras áreas de investigación. Interdisciplinaria34(1), 73-90.
  • Acero Aguilar, M. (2019). Esa relación tan especial con los perros y con los gatos: la familia multiespecie y sus metáforas. Tabula Rasa, (32), 157-179.