O tigre siberiano, veloz caçador em perigo de extinção

O tigre siberiano: um caçador solitário
O tigre siberiano, veloz caçador em perigo de extinção

Última atualização: 01 Junho, 2018

O tigre siberiano é uma das espécies de tigre mais conhecidas do planeta. É um dos animais mais citados no mundo contemporâneo, chegando até mesmo ao ponto de servir como base de inspiração para algumas canções, romances e poemas ao longo do tempo. No entanto, hoje está em perigo de extinção. A seguir, contaremos mais a você a respeito deste curioso animal.

O tigre siberiano: um caçador solitário

Os tigres são animais solitários que costumam viver nas regiões arborizadas de nosso planeta. No caso do tigre siberiano, como seu próprio nome já indica, habita na gélida região da Sibéria, ainda que já tenha sido visto nas florestas da China e da Coreia do Norte. Conhecido também como tigre de Amur, seu nome científico é Panthera Tigris Altaica.

Características do tigre siberiano

Este grande felino selvagem possui quase as mesmas qualidades que seus outros parentes: listras horizontais de camuflagem, olhos muito sensíveis à luz e corpo atlético adaptado ao meio onde habita.

tigre siberiano
Fonte: Appaloosa

Sua pelagem é a mais clara de toda a espécie, talvez para que possa se camuflar melhor no meio que o circunda. Também, possuem uma capa grossa de pelos, que lhes protege do cruel clima frio da região onde habita.

São os mais pesados de sua espécie, com os machos rondando os 320 quilos e as fêmeas situando-se nos 180 quilos, em média. Existem relatos não verificados de alguns tigres siberianos que atingiram ou superaram os 400 kg, ao longo do século 20.

Veloz e bom caçador, mas em perigo de extinção

Possuem as patas mais curtas da espécie, mas com a mesma força e rigidez que as de seus primos. Pensa-se que são um dos animais mais velozes do planeta, pois atingem velocidades em territórios planos de nada menos que 90 km/h. Esta rapidez faz deles grandes predadores que, por sua vez, costumam caçar solitários, atravessando as geladas planícies e colinas da Sibéria, da China e da Coreia do Norte.

Devido a atividade humana, seu ambiente reduziu-se a um estado considerado muito alarmante para os conservacionistas globais. Costumavam habitar quase todo o território russo, Mongólia e Manchúria, mas a devastação e outras atividades têm dizimado seu meio.

Alimentação

Os tigres siberianos são carnívoros e contam com variadas fontes de alimentaçãoSua dieta consiste em javalis, cervos, ursos e alces. Devido às condições geográficas, sua fonte de alimento não é constante e devem consumir a maior quantidade de carne possível de cada presa, inclusive podem chegar a ingerir 30 quilos de uma só vez, para se manterem com energia.

É preciso pontuar que têm sido muito raros os ataques de tigres siberianos a seres humanos. Normalmente, eles se mantêm muito afastados de nós, a não ser que lhes falte alimentos e isso os obrigue a atacar.

Reprodução

A maturidade sexual é bastante tardia, pois eles a atingem aos quatro anos, enquanto o tempo de gestação é de três meses para parir uma ninhada de entre dois e quatro filhotes. Estes filhotes ficam com sua mãe por 18 meses em média, para serem instruídos na caça e depois empreenderem sua viagem à procura de um território próprio.

tigre siberiano
Fonte: Johan Spaedtke aka Spade

Atualmente existem trabalhos de laboratórios para tentar aumentar a carga genética desses animais. Devido à falta de indivíduos, muitos dos genes que compõem esses animais foram perdidos, dando lugar a doenças e outras síndromes.

Em perigo

Existem atualmente cerca de 500 exemplares de tigres siberiano. Eles se encontram em perigo de extinção para a UICN, devido à caça de suas peles, à redução de seus espaços, o desflorestamento de seus meios e o desaparecimento de suas presas naturais.

Na medicina tradicional chinesa, considera-se que a pele e os ossos do tigre siberiano possuem propriedades curativas, por isso eles são constantemente caçados, para que sejam retirados deles ingredientes deste tipo.

Curiosidades sobre o tigre siberiano

  • Um tigre siberiano chamado Hodori foi o mascote oficial durante o mundial de futebol celebrado na Coréia do Sul de 1988.
  • Da mesma maneira, o tigre siberiano aparece no escudo da seleção sul-coreana.
  • O escudo da cidade de Vladivostok tem um tigre siberiano gravado nele.

Fonte das imagens: Appaloosa e Johan Spaedtke aka Spade

Pode interessar a você...
8 espécies de felinos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
8 espécies de felinos

Essa família de mamíferos carnívoros tem um corpo esbelto, um ouvido afiado e uma visão excepcional, além de serem sigilosos e alimentarem-se de pr...