Três tratamentos para a pneumonia em animais de estimação

Dentre todos os processos que afetam o sistema respiratório, a pneumonia é um dos mais complexos. Existem diferentes tratamentos, de acordo com a causa subjacente.
Três tratamentos para a pneumonia em animais de estimação

Última atualização: 17 Dezembro, 2020

Os processos patológicos que envolvem o sistema respiratório são muito comuns na clínica diária. Dentre todas elas, a pneumonia em animais de estimação, embora não seja a doença mais comum, tem especial importância devido à possível gravidade do seu prognóstico.

O tratamento adequado da pneumonia pode fazer a diferença para a boa recuperação do animal. Por isso, hoje faremos uma abordagem das possíveis formas de tratar a pneumonia em animais de estimação.

A pneumonia e seus tipos

A pneumonia é definida como a inflamação do parênquima pulmonar. É uma doença que os animais domésticos não costumam apresentar com muita frequência, mas cujo prognóstico pode ser grave em alguns indivíduos.

Dentre as pneumonias, existem diferentes classificações de acordo com a sua etiologia. Portanto, do ponto de vista médico, podemos dividi-las em:

  • Pneumonia bacteriana: uma resposta inflamatória associada ao desenvolvimento de bactérias patogênicas alojadas no parênquima pulmonar. É caracterizada pela exsudação de células e fluidos nas vias aéreas e espaços alveolares.
  • Pneumonia micótica: responde a uma inflamação associada ao crescimento de microrganismos micóticos no parênquima pulmonar. Esses fungos geralmente vêm da inalação direta do solo. Nos alvéolos pulmonares, eles encontram o meio apropriado para se desenvolver.
  • Pneumonia alérgicaprocesso inflamatório associado à resposta a antígenos presentes no parênquima pulmonar. Pode ser causada por antígenos parasitários ou antígenos presentes no ar, tais como pólen ou esporos.

Uma vez que cada tipo de pneumonia tem um agente etiológico diferente, o tratamento sempre será direcionado ao controle do agente causador. Por isso, vamos explicar os tratamentos para cada tipo de pneumonia.

tratamentos para a pneumonia em animais de estimação

1. Tratamento da pneumonia bacteriana

Assim como em todos os processos que envolvem o desenvolvimento e a proliferação de bactérias patogênicas, a principal medida terapêutica consiste na administração de antibióticos. Esse medicamentos podem ser administrados por via oral ou parenteral – por meio de injeções sob a pele.

Quanto à escolha do antibiótico, idealmente deve ser baseada em uma cultura e um antibiograma. A recuperação dos pacientes que recebem terapia antibiótica a partir do resultado de um antibiograma é mais promissora. No entanto, também pode ser feito um tratamento empírico com um antibiótico de amplo espectro.

Por outro lado, a manutenção de um bom estado de hidratação contribui de forma significativa para a eliminação de material mucociliar e secreções derivadas. Para esse propósito, é útil a administração de soluções eletrolíticas intravenosas. Além disso, a nebulização com aerossóis também é comprovadamente eficaz.

2. Tratamento da pneumonia micótica

As pneumonias micóticas são especialmente complexas em termos de tratamento, e a porcentagem de resposta dos animais doentes é muito limitada. Portanto, é preciso ter muito cuidado com elas.

Uma vez que há a presença de microrganismos micóticos, são necessários medicamentos específicos para esse tipo de patógeno. Os medicamentos antifúngicos são o pilar fundamental da terapia. É válido destacar que, durante pelo menos dois meses, o tratamento deve ser ininterrupto.

Após a recuperação do animal, é aconselhável manter a medicação por mais algumas semanas para evitar recaídas, pois elas geralmente são frequentes nesse tipo de doença. Assim, estamos diante de um tratamento lento e caro, mas certamente necessário.

3. Tratamento da pneumonia alérgica

A principal medida terapêutica nesse tipo de pneumonia consiste na administração de corticosteroides, tais como prednisona ou prednisolona. Também podem ser úteis outras famílias de medicamentos imunossupressores, tais como ciclofosfamida ou azatioprina.

Esse tipo de medicamento é útil para reduzir o processo inflamatório associadobem como para diminuir a intensidade dos sinais clínicos, o que melhora a respiração do animal.

Por outro lado, no caso específico da pneumonia alérgica mediada pela presença de parasitas cardíacos, é aconselhável estabelecer um tratamento específico contra eles. Além disso, também é aconselhável controlar e medicar contra os sinais cardiovasculares associados à presença desses microrganismos.

Em geral, o prognóstico para esse tipo de doença costuma ser bom e há um alto percentual de recuperação. Porém, no caso dos animais infectados por vermes do coração, além da pneumonia, o prognóstico sempre vai depender das consequências cardiovasculares decorrentes da doença.

tratamentos para a pneumonia em animais de estimação

Conforme você pode ver, a pneumonia é uma doença complexa e potencialmente fatal. De qualquer forma, todas as informações apresentadas aqui têm caráter informativo e nunca vão constituir uma consulta veterinária. Por isso, se o seu animal de estimação tiver algum problema respiratório, é aconselhável procurar um profissional para que ele possa avaliar e tratar o animal corretamente.

Pode interessar a você...
Como identificar um gato com asma felina?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Como identificar um gato com asma felina?

Neste artigo, descubra como identificar um gato com asma felina, uma doença que pode ser desencadeada por alergia ou estresse.



  • CUNNINGHAM: FISIOLOGIA VETERINARIA (5ª ED.)