Qual é o melhor tratamento para os vermes em cães?

maio 30, 2019
Os vermes em cães costumam ser principalmente intestinais, embora um deles afete o coração e o sistema respiratório. Existe um tratamento único para eliminá-los?

As lombrigas ou vermes em cães são um problema mais comum do que imaginamos. É necessário tratá-los a tempo para evitar complicações. Neste artigo, vamos falar sobre o melhor tratamento contra esses parasitas.

Tipos de vermes em cães

Basicamente, existem cinco tipos de vermes que podem afetar o seu animal de estimação. Os quatro primeiros são intestinais e o quinto afeta o coração:

1. Nematoides

Estes são os vermes mais comuns em cães e podem ser transmitidos aos seres humanos. Muitos filhotes já nascem com esses micro-organismos, então um dos tratamentos iniciais inclui a vermifugação. Desta forma, é possível eliminar os nematoides.

2. Tricocéfalos

Eles podem ser vistos nas fezes como pequenos fios amarelos. Vivem no intestino grosso e no cólon, e geralmente são difíceis de diagnosticar porque o cachorro não os elimina em quantidade suficiente para que eles sejam detectados nos exames veterinários.

3. Ancilostomídeos

São vermes pequenos e finos que aderem ao intestino delgado do cachorro e sugam o seu sangue. A principal via de transmissão dos ancilostomídeos é o útero da mãe, embora eles também possam ser transferidos através do leite materno. Se o filhote não for tratado a tempo, pode morrer depois de sofrer uma anemia muito grave.

4. Tênias

São vermes bastante grandes – medindo entre 10 e 15 centímetros de comprimento – são transmitidos através das pulgas. Elas se alojam no intestino e são eliminadas por ‘segmentos’, sem que o parasita morra de fato. Elas são difíceis de tratar com medicamentos simples.

Tênias em cães

5. Verme do coração

Sem dúvida, este é o mais preocupante. Os responsáveis por transmiti-lo são os mosquitos infectados, por isso é muito importante aplicar algum tipo de repelente que impeça a picada desses insetos. O tratamento do verme do coração é longo e dispendioso e requer o confinamento do animal.

Causas e sintomas dos vermes em cães

Os vermes podem estar em qualquer lugar e podem não ser vistos porque são minúsculos ou até mesmo microscópicos. O cachorro pode comer fezes infectadas de outros animais, carne crua, lixo, carniça ou terra onde esses organismos ou os seus ovos estejam.

A partir do momento em que entram no organismo, eles se alojam na mucosa intestinal e se alimentam dos nutrientes provenientes da comida. Por isso, os principais sintomas de vermes em cães são:

  • Vômitos
  • Diarreia
  • Febre
  • Inchaço abdominal
  • Fezes com sangue
  • Emagrecimento
  • Fraqueza
  • Letargia
  • Pelo seco e sem brilho
  • Coceira na região anal

O verme do coração, o mais grave de todos, causa problemas respiratórios, pulso fraco, gengivas pálidas, intolerância ao exercício e até mesmo a morte.

Cada tipo de verme requer um tratamento específico

Existe um tratamento único para os vermes em cães?

Na verdade, tudo depende do tipo de verme que o animal tem, da sua idade, do seu estado geral de saúde e de quando o parasita foi detectado. Cada tipo de verme requer um tratamento específico, então a primeira coisa que você deve fazer é identificá-lo.

Os filhotes precisam ser tratados de uma forma diferente dos adultos. É necessário ter em mente que eles são mais vulneráveis e que os efeitos podem ser mais graves, pois eles ainda não desenvolveram completamente o seu sistema imunológico.

Os vermes em cães podem ser muito difíceis de eliminar; por isso, os veterinários recomendam tratamentos preventivos. Alguns profissionais indicam comprimidos que devem ser fornecidos uma vez por mês, enquanto outros optam por um tratamento específico para que eles possam ser eliminados através das fezes.

Além disso, aconselhamos que você evite que o seu animal de estimação cheire ou coma fezes nos parques. Portanto, preste muita atenção ao seu comportamento nas áreas visitadas por outros animais. Diante dos primeiros sintomas de diarreia, vômito ou fraqueza, não hesite em consultar o veterinário. Afinal, o tratamento iniciado a tempo aumenta as chances de cura.

  • Junquera, P. (2015). TRICHINELLA spp. gusanos nematodos parásitos del GANADO PORCINO, PERROS y GATOS: biología, prevención y control.