Sinais de que seu cão está envelhecendo

· novembro 8, 2018

Em geral, os veterinários estabelecem que um cão está envelhecendo após os sete anos de idade. Saiba mais aqui!

À medida que nossos animais de estimação envelhecem, correm um risco maior de desenvolver doenças.

Portanto, saber se o nosso cão está envelhecendo é essencial para tratamentos preventivos e cuidados da saúde.

Como saber se o meu cão está envelhecendo?

Como nas pessoas, a idade não se aplica a todos os cães igualmente. Depende do seu tamanho, sua raça e muitas outras variáveis.

Geralmente, os veterinários esperam que os cães se tornem idosos a partir dos sete anos.

No entanto, isso não deve ser generalizado. Há muitos cães nessa idade ou até mais velhos que ainda estão longe de envelhecer.

Porém, embora ainda sejam joviais, a partir dessa idade é necessário fazer exames médicos mais frequentes.

Geralmente, os cães grandes envelhecem mais rápido que os cães pequenos. Assim, enquanto que para um Pastor alemão viver 13 anos é uma conquista, isso é algo comum para os Yorkies.

Mas para saber com certeza quando seu cão está envelhecendo, o melhor é observá-lo. Nós lhe daremos algumas dicas para entender a mudança de estágio em sua vida.

Porém, quem conhece melhor os cães é quem mora com eles.

1. Menos energia

A primeira mudança que é perceptível no cão que está envelhecendo é a mudança em seu nível de energia.

Ele não tem mais a vitalidade explosiva e incansável que tinha há alguns anos. Embora os cães sempre tenham gostado de dormir, os cochilos agora são mais longos e eles preferem atividades mais silenciosas.

Alguns até se recusam a correr atrás de uma bola e as brincadeiras com outros cães são mais lentas e com menos contato físico.

Como acontece com tantos outros animais à medida que envelhecem, eles deixam de gostar da adrenalina e da velocidade. Assim, começam a desfrutar de jogos mais relaxantes e passeios mais lentos.

Sinais de que seu cão está envelhecendo: saiba alguns

2. Mudanças no humor

Quando seu cão está envelhecendo, pode sofrer alterações no humor, embora possam ser muito diferentes, dependendo de cada caso.

Ou seja, alguns cães tornam-se até mais pacientes. Filhotes e crianças pequenas são mais tolerados e, em geral, os cães lidam com as coisas com muito mais calma do que antes.

No entanto, há outros que se tornam um pouco mais mal-humorados. Não querem mais suportar ruídos altos ou situações estressantes.

Porém, isso também pode ser um sintoma de dor. Se a personalidade do seu cão mudar dessa maneira, consulte um veterinário para saber o que o incomoda.

3. Comportamento de outros cães

Quando um cão está envelhecendo, ele não muda sozinho. O comportamento dos outros animais também muda, inclusive nas relações que mantêm.

Os cães se entendem de uma forma que os seres humanos só podem imaginar. Os outros cães que vivem juntos sabem quando seu amigo está envelhecendo e do que ele precisa.

Cachorro idoso comendo ração

Portanto, se os amigos no parque mudarem a maneira como brincam com ele, se insistirem em interagir menos ou se você percebe que ele está mais deslocado, podem ser outros sinais de que seu cão está envelhecendo.

Uma exceção são os filhotes: os cães mais jovens são frequentemente atraídos pelos mais velhos. 

Sempre que seu cão permitir, os filhotes tentarão brincar com ele ou observá-lo à distância.

4. Mudanças de pelo e pelos grisalhos

Você também pode ver mudanças físicas quando um cão está envelhecendo. Uma das mais óbvias é a mudança no pelo.

Ele pode ficar com os pelos grisalhos, mais secos e menos brilhantes. Além disso, podem ficar com uma cor mais suave do que o habitual.

Em alguns casos, o pelo cresce menos em certas áreas, é áspero ou mesmo careca. É comum cães jovens terem cabelos grisalhos, especialmente nas costas e ao redor da boca.

No entanto, quando ficam mais velhos, esses cabelos grisalhos também envolvem seus olhos e ouvidos. Alguns cães podem ficar totalmente brancos.

5. Doenças

Como também acontece com as pessoas, quando o seu cão está envelhecendo, torna-se mais propenso a desenvolver muitos tipos de doenças. 

As mais frequentes têm a ver com os olhos, com as articulações, com os ossos e com o metabolismo.

O peso também pode mudar. Ele pode começar a perder peso ou a ganhar peso mesmo se seguir sua dieta habitual.

Cachorro idoso dormindo com gatinho

Não devemos esquecer que existem muitas outras doenças diferentes que podem afetar os cães mais velhos que podemos não perceber.

Eles podem sofrer desorientação, surdez, problemas de pele ou alergias, problemas digestivos, etc.

Se seu cão começa a acumular remédios e visitas ao veterinário, esse é mais um dos sinais de que ele está ficando idoso.

A importância dos controles médicos

É por isso que é tão importante que a partir dos sete anos de idade todos os cães façam revisões cada vez mais frequentes no veterinário.

Somente pessoal médico qualificado pode detectar mudanças na saúde que um cão possa estar sofrendo, seja ele adulto ou jovem, e propor tratamentos para preveni-las ou aliviá-las antes que afetem sua qualidade de vida.