Varanos: você conhece essa família de lagartos?

· fevereiro 18, 2019
Você quer conhecer os répteis que mais se parecem com dragões? Neste artigo, nós contaremos tudo sobre os varanos. 

De todos os répteis, os varanos ou varanus do gênero Varanidade são um grupo de animais pouco conhecidos, grandes e inteligentes.

Quem são os varanos?

Os varanos são répteis nativos da Oceania, Ásia e África, embora tenham se tornado espécies exóticas invasoras em alguns países da América.

Eles estão presentes em nosso planeta pelo menos desde o período Mioceno e, atualmente, compreendem quase 80 espécies. São animais corpulentos, com grande força no pescoço, o que lhes permite rasgar a carne de suas presas.

Além disso, eles têm garras e rabos com uma força tremenda, especialmente no caso do dragão de Komodo, um varano de três metros.

Ele é considerado o maior, comparado a alguns de apenas 20 centímetros, como é o caso dos varanos anões australianos.

No entanto, antigamente havia varanos maiores do que o dragão de Komodomegalania; conhecido como o grande andarilho, era um varano gigante que habitava a Austrália 30.000 anos atrás, por isso, acredita-se que poderia coexistir com populações humanas aborígines.

Grandes répteis: varanos

Dieta dos varanos

A maioria dos varanos são animais terrestres e carnívoros, no entanto, existem alguns arborícolas ou semiaquáticos, e até mesmo alguns que também incluem frutas e vegetais em sua dieta.

Os lagartos varanos podem consumir insetos, crustáceos, moluscos, peixes, anfíbios e até aves, outros répteis e mamíferos. Em alguns casos, como o dragão de Komodo, esses animais podem consumir grandes cervos.

Assim como as cobras, eles têm um órgão vomeronasal altamente desenvolvido e localizam suas presas pelo cheiro.

Por isso, como as serpentes, têm uma língua bifurcada, ao contrário de outros répteis quadrupedes, tais como crocodilos e iguanas.

Os varanos podem consumir presas muito maiores que eles, como as cobras. Apresentam uma adaptação em sua mandíbula, na parte superior, que é independente do resto do crânio.

Comportamento

Tradicionalmente, é um animal solitário, mas grupos com até 25 indivíduos podem se reunir em áreas com recursos limitados. Isso porque são animais que praticam a caça ativa em grandes territórios.

Esses grandes répteis são um grupo de animais impressionantes: embora sejam anatomicamente semelhantes, existem grandes diferenças entre o tamanho dos membros do grupo.

Eles são muito mais ativos que outros répteis, pois têm uma grande capacidade metabólica, muito maior que os demais.

Ao contrário da maioria dos répteis, o coração dos lagartos-varanos é muito semelhante ao dos mamíferos.

Há um septo ventricular, que separa as duas câmaras durante os batimentos cardíacos; o que permite que o oxigênio se desloque com muito mais eficiência.

lagarto varano do deserto

Um dos tópicos mais controversos ao falar sobre os varanos é a presença de veneno. Certamente, sua mordida causa mais do que perda de sangue e dor, mas não está comprovado se é devido à presença de veneno ou infecções causadas por bactérias presentes em sua boca.

Ameaças sofridas pelos lagartos varanos

Estes animais se encontram muito ameaçados. A Espanha é considerada a porta de entrada para o tráfico ilegal de animais na Europa, sobretudo de répteis e varanos.

Esses animais são escolhidos ​​como animais de estimação por algumas pessoas, o que fez da Espanha um dos países-chave quando se trata de combater o comércio ilegal de répteis.

Vamos permitir que os últimos dragões da Terra desapareçam?

McNab, B. K., & Auffenberg, W. (1976). The effect of large body size on the temperature regulation of the Komodo dragon, Varanus komodoensis. Comparative Biochemistry and Physiology Part A: Physiology55(4), 345-350.