Insetos de estimação: um formigueiro em casa

· junho 10, 2018

Quando pensamos em escolher um animal de estimação, praticamente nunca pensamos em insetos. Geralmente pensamos em cães, gatos, talvez um roedor… No entanto, ter um formigueiro em casa pode ser uma experiência apaixonante, educativa, e que precisa de poucos cuidados. Se você nunca teve insetos de estimação, vamos lhe dar razões pelas quais um formigueiro pode ser uma boa ideia.

Um formigueiro de estimação

As formigas são insetos muito conhecidos por todos nós. Sabemos que elas formam sociedades com estruturas complexas, e que desempenham diferentes funções em sua sociedade. No entanto, essas sociedades crescem debaixo do solo, e raramente podemos vê-las organizadas e trabalhando.

Construindo um formigueiro em casa podemos observar, de maneira cômoda e de muito perto, como se desenvolve uma dessas sociedades. Como constroem seus túneis e organizam os espaços onde comem, vivem ou colocam o lixo. Como cada formigueiro começa com poucos habitantes, podemos ver como vão se reproduzindo e crescendo.

É barato e fácil criar um formigueiro em casa. Há lojas especializadas que vendem kits com diferentes materiais para montá-los. No entanto, se somos habilidosos, com poucos materiais e em pouco tempo podemos construir a base de nosso formigueiro e começar a buscar seus habitantes.

As lojas que vendem os kits, além disso, dão informações sobre como cuidar das formigas. Mas se você decidir criar um formigueiro em casa, há livros, fóruns e páginas na internet que lhe ajudarão a alimentá-las e cuidar delas.

Insetos de estimação educativos

Um formigueiro pode ser o ideal para uma sala de aula ou uma criança. Não exige muitos cuidados e só é preciso alimentar as formigas às vezes. As formigas fazem todo o trabalho de limpeza e manutenção do lugar. Seu trabalho será observá-las e buscar um lugar com condições de umidade e temperaturas adequadas.

O trabalho que se realiza com um formigueiro pode ser uma grande experiência para uma criança. Em primeiro lugar, os pequenos poderão participar das fases de construção do formigueiro e da busca das formigas. Poderá pegá-las sem causar danos e ver como vão se reproduzindo e criando o espaço vital.

Essa experiência não traz ensinamentos apenas sobre escolher materiais e construir um formigueiro em si. Também ensina responsabilidade: são animais de estimação que podem ocupar os pequenos da casa. Transmite a mensagem de que todos os seres vivos são importantes, não só os mamíferos. Ensina a apreciar os pequenos seres que vivem entre nós e traz conhecimentos concretos sobre animais tão fascinantes como são as formigas.

Conseguir um formigueiro

Há várias maneiras de fazer um formigueiro em casa:

  • Pode-se pedir um kit pronto para montar em uma loja especializada.
  • Pode-se construir um do zero em casa com algumas ferramentas.
Formigueiro na natureza

Independentemente de como você quiser pegar esses insetos, o formigueiro deve ser formado pelas seguintes partes:

  • Um recipiente onde conter o formigueiro. Existem grandes e pequenos, profundos ou planos. Para poder observar o trabalho das formigas, ao menos uma das paredes do ambiente precisa ser transparente.
  • Areia ou terra onde as formigas possam viver e cavar seus túneis. Elas gostam de locais úmidos onde possam cavar. Também se encontram à venda géis especiais onde as formigas podem viver.
  • Outro recipiente diferente, mas conectado ao formigueiro, que será a caixa de forrageio: onde as formigas irão buscar a comida.
  • Uma formiga-rainha.
  • Formigas operárias da mesma colônia que a formiga-rainha.
  • Elementos decorativos. Não são necessários, mas colocar uma pequena decoração na caixa de forrageio não trará dano às formigas, e pode deixar o formigueiro mais interessante.
  • Algo para fechar o formigueiro, já que as formigas preferem construir no escuro, e muita luz pode fazer com que se estressem.
  • Uma tampa para conter as formigas dentro do formigueiro.

Alimentação e manutenção do formigueiro

As formigas não ingerem alimentos sólidos. Comem alimentos aquosos. Ou seja, os alimentos dados a elas, como açúcar, mel ou pastas, devem ser diluídos em água.

As formigas precisam de proteína para viver, e devemos dar isso a elas também: insetos, xaropes proteicos que podem ser comprados ou, no caso de algumas espécies, sementes.

A comida não deve estar sempre colocada na caixa de forrageio. Devemos retira-la e colocar novamente no dia seguinte, para evitar que estrague e crie mofo.

A luz solar é ruim para as larvas e pupas. O formigueiro deve ficar tampado muitas horas por dia, e deve estar afastado da luz solar direta. Na natureza, as formigas fazem seus túneis sob o solo, e eles nunca recebem luz solar.

Evite colocar o formigueiro em lugares muito frios ou muito quentes, como ao lado de uma janela.

Pode parecer uma opção extravagante ter insetos de estimação, mas uma colônia de formigas é uma experiência divertida, didática e recomendada para todas as idades.