Você conhece os gibões?

Eles são primatas caracterizados principalmente pelo comprimento de seus braços, o que lhes permite mover-se balançando através dos galhos das árvores.
Você conhece os gibões?
Eugenio Fernández Suárez

Escrito e verificado por o veterinário Eugenio Fernández Suárez.

Última atualização: 22 dezembro, 2022

Os gibões são um grupo de primatas pouco conhecidos, chamados hilobatídeos. Os gibões são hominoides, assim como humanos, chimpanzés ou orangotangos, mas são muito diferentes dessas espécies.

Ao contrário dos grandes símios, os gibões são menores e possuem braços extremamente longos, o que lhes permite se movimentar de forma exclusiva: por um processo chamado braquiação.

Os gibões, braquiadores por excelência

O comprimento de seus braços e seu esqueleto extremamente adaptado permitiram que eles se movessem através da braquiação.

Eles são animais arborícolas, que se movem através do balanço de galho em galho, usando apenas os braços. 

Além disso, esses animais podem se mover três metros por braçada e pular até dez metros de uma árvore para outra.

Isso permite que eles acessem frutas às quais outros animais não chegam e gastem pouca energia nos deslocamentos.

Embora humanos e outros grandes macacos tenham braquialidade incompleta, apenas a considerada braquiação verdadeira é realizada pelos gibões.

No entanto, outros primatas, como macacos-aranha, são semi-braquiadores, porque eles não realizam esse movimento completamente.

Seu polegar também é único, e seu comprimento e articulação permitem que ele sirva tanto como um gancho durante a braquiação como para agarrar objetos.

Gibão

O som original dos gibões

Outra razão pela qual esses primatas são especiais é por causa dos sons que emitem: os chamados desses primatas são muito intensos e frequentes, e muito específicos. Variam de acordo com a espécie e gênero.

Os sons dos gibões são usados para apontar seu território e advertir os rivais, embora eles também pareçam servir como uma espécie de “som de acasalamento”. São sons muito fortes, que podem chegar a cinco quilohertz e serem ouvido a dezenas de quilômetros.

Comportamento dos gibões

Eles são animais sociais que normalmente vivem em grupos formados por dois a sete animais, que permanecem juntos durante a maior parte do dia para se assear e comer juntos.

Portanto, são animais com fortes laços sociais, que convivem com outros gibões durante todos os estágios de suas vidas.

O território que eles defendem tem entre 2 e 7 quilômetros quadrados; apesar de serem animais muito territoriais, eles geralmente nunca chegam a agredir e regulam seus territórios através dos sons, que se destinam a intimidar outros rivais.

macaco gibão

Quanto à dieta, consomem frutas ao longo do dia, principalmente figos

Além disso, também podem consumir folhas tenras, flores e invertebrados; em geral, seu movimento único permite que eles não tenham maiores problemas para obter sua comida, uma vez que eles têm poucos competidores.

Ameaças dos gibões

Os gibões vivem nas selvas do sudeste da Ásia, junto com outras espécies de primatas, como o orangotango.

Portanto, eles enfrentam ameaças muito semelhantes: o desmatamento e o tráfico ilegal de animais selvagens.

O desmatamento dessas florestas é realizado sobretudo pelo óleo de palma (azeite de dendê). Ele é usado em muitos artigos de higiene e alimentos processados, e, para ser cultivado, exige que o habitat desses animais seja incinerado.

A produção de dendezeiros causa problemas aos habitantes da área e à fauna que vive nessas florestas, de modo que a melhor maneira de proteger esses animais incríveis é recusar o consumo de produtos como bolos industrializados e outros produtos processados ​​que contenham esse óleo prejudicial.


Este texto é fornecido apenas para fins informativos e não substitui a consulta com um profissional. Em caso de dúvida, consulte o seu especialista.