Você sabe por que os cães uivam?

· janeiro 13, 2018

À noite, quando a cidade adormece, às vezes escutamos alguns cães que uivam. E a essa “voz” se somam muitas outras, perto e longe, até formar uma corrente de cães se comunicando entre si. Entretanto, talvez nós não saibamos por que os cães uivam, o que querem dizer nem o que tentam fazer todos juntos. 

O uivo

Os cães descendem dos lobos. As teorias mais recentes dizem que os lobos que tinham menos medo das pessoas ficaram no entorno das aldeias para ser aproveitar do lixo que esses povoados geravam. As pessoas viam que os lobos que ficavam rondando podiam ajudá-las na caça, e, assim, começou uma relação de simbiose que evoluiu até chegar aos cães atuais.

cão branco uivando

Assim aconteceram as coisas, o uivo dos cães provém dessa fase em que eram lobos, que também uivam, mas não latem, como os cães. Suspeita-se que os cães aprenderam latir quando já tinham evoluído. Alguns cães de raça precisavam avisar os seus donos sobre onde estavam suas presas, nós, humanos, prestamos atenção muito rapidamente a um latido.

Na verdade, existem raças de cães que hoje em dia não latem: os chamados cães primitivos, como as raças nórdicas (Samoyedo, Husky, Malamute, etc.), por exemplo. Eles são capazes de fazer barulho, mas não de latir.

O chamado: por que os cães uivam

Um uivo é um chamado. Tanto os cães quanto os lobos o utilizam para saber onde se encontram os outros membros de sua família ou matilha.

Por que os cães uivam:

  • Para pedir ajuda
  • Para localizar outros cães por perto

É comum que cães que têm um problema ou se sentem angustiados uivem para pedir ajuda. Os que passam mal quando ficam sozinhos em casa uivam para clamar por ajuda dos seus donos, mesmo que eles não sejam capazes de entender esse chamado ou não consigam escutá-lo. Os cães que ficam presos em algum lugar ou que têm um problema que não conseguem resolver, uivam.

É comum encontrar vídeos de lobos uivando para localizar outros membros de sua matilha. Os cães também agem assim, e isso é uma das razões pelas quais, quando um cão uiva sozinho, acaba se juntando a todos os cães do bairro e além.

Isso porque o primeiro que uiva pede ajuda ou “pergunta” pela localização de outros cães próximos, e esses lhe respondem. De acordo com a distância que alcança o uivo, o cão é capaz de saber se está sozinho ou acompanhado.

Na natureza, tanto os cães quanto os lobos se utilizam do uivo para se juntar aos seus semelhantes. Mas atualmente eles vivem reclusos em casas ou jardins, e só são capazes de saber onde estão os outros, mas não de reunir o grupo.

Os cães uivam por instinto

Portanto, emitir um uivo é algo instintivo. Quando um cão deixa o que está fazendo e começa a uivar, faz isso de maneira instintiva. Ele age assim porque é sua natureza, não porque escolhe fazer isso.

Da mesma maneira, responder a outro cão que uiva é algo instintivo. Ainda mais porque, à noite, é possível ouvir de maneira mais clara, pois não há sons ou ruídos que distraem ou abafem o som.

Um cão que começa a uivar com frequência provavelmente tem um problema: pode estar sentindo dor, solidão ou fome. Ele tem que satisfazer uma necessidade e pede ao seu dono que venha em sua ajuda.

cão uivando

As sirenes das ambulâncias

Nas cidades, é comum nos depararmos com cães que ficam uivando quando cruzam com uma sirene, como a das ambulâncias, dos carros do corpo de bombeiros ou das viaturas policiais.

Essa resposta também é instintiva: a sirene lembra muito um uivo. Do ponto de vista do cão, esse som que vem das ruas é como se fosse outro cão pedindo ajuda. Ele se vê obrigado a responder a esse uivo, embora nos pareça estranho. São uivos que costumam demorar um pouco a parar, já que o emissor do uivo foi embora e costuma existir muitos outros ruídos que não cessam.

Agora você já sabe por que os cães uivam e qual é o motivo dessa corrente de vozes que começa a se formar à noite e que se estende pela região em que você vive: são os cães consolando uns aos outros, lembrando aos seus amigos onde estão.

Por último, lembre-se que uivar é algo instintivo: não adianta dar uma bronca nem tentar calar o cão que uiva. Definitivamente, uivar é um mecanismo de sobrevivência.

Fonte da imagem principal: nathanmac87