4 erros na educação dos gatos

julho 1, 2019
Educar um gato requer tempo e dedicação, e até mesmo os professores experientes podem ter dúvidas. Hoje apresentaremos os 4 erros mais comuns na educação dos gatos.

Podemos ter algumas dúvidas em relação aos principais erros na educação dos gatos quando adotamos um bichinho. Isso é natural, porque educar um gato requer tempo e dedicação, e até mesmo tutores experientes podem ter dúvidas.

Para ajudá-lo a evitar as situações mais difíceis, hoje vamos resumir os principais equívocos que você pode cometer na educação do seu gato.

Os 4 principais erros na educação dos gatos

O primeiro e mais grave erro que podemos cometer é pensar que os gatos não precisam ser educados. Infelizmente, certos mitos sobre os gatos persistem, e um deles é acreditar que os gatinhos “se criam e educam sozinhos”.

Como qualquer outro animal de estimação, os gatos devem ter a nossa ajuda para entender as regras da casa. Os princípios básicos de uma boa convivência nos permitirão construir um vínculo de amizade e confiança com ele.

No entanto, também devemos ficar atentos ao modo e aos métodos que usamos para ensinar nossos gatos. Em grande parte, os erros mais comuns na educação dos gatos acontecem devido à ignorância ou ao uso de técnicas inadequadas.

Criança fazendo carinho em gato

1. Tentar educar os gatos como se fossem cães

Certamente, há muito mais material e fontes disponíveis em relação ao treinamento dos cães. Portanto, nossa percepção da educação dos animais de estimação é condicionada pelas técnicas e resultados da obediência canina.

Na prática, e mesmo se o fizermos inconscientemente, tendemos a associar a imagem de um animal de estimação educado a um cão obediente.

Gatos e cachorros são animais muito diferentes que estabelecem laços muito distintos com seus guardiões.

Primeiro, precisamos entender que os gatos nunca foram domesticados como os cachorros. Eles simplesmente se adaptaram para compartilhar seu território e estabelecer uma relação de benefício mútuo com os seres humanos.

Por outro lado, os felinos são animais que, na natureza, preferem uma vida solitária e independente, enquanto os cães se adaptam à estrutura hierárquica de um matilha para garantir sua sobrevivência. Portanto, eles podem aprender a ver seu guardião como seu líder.

Embora um gato seja perfeitamente capaz de aprender, sua obediência sempre estará condicionada à sua vontade e interesse próprio. Dessa forma, se a sua ideia for ter um animal de estimação com obediência incondicional, é melhor escolher um cachorro.

2. Não dedicar tempo para ganhar a confiança do seu gato

Um dos erros na educação do gato é o de não construir um vínculo de amizade e confiança. É evidente que, devido ao caráter mais independente dos felinos, é muito mais complexo ganhar a confiança de um gato do que a de um cão.

Um gato nunca obedecerá por qualquer motivo, ou simplesmente para agradar seu guardião ou impedir que ele fique com raiva. Primeiro, ele precisará sentir que esse relacionamento de aprendizado é seguro e positivo para sua própria rotina. 

Ou seja, para educar um gato, precisamos ganhar sua confiança e mostrar a ele que a obediência lhe oferece muitos benefícios.

Gato se lambendo

3. Acreditar que a violência tem alguma função educacional

No passado, acreditava-se que a violência física ou verbal desempenhava um papel na educação. Felizmente, hoje sabemos que os métodos violentos e abusivos são contraproducentes e perigosos no aprendizado de todas as espécies.

Se tentarmos educar um gato com punições ou repreensões, nunca obteremos bons resultados. Além disso, vamos prejudicar nosso relacionamento com nossos felinos e favorecer o desenvolvimento de problemas comportamentais.

Para evitar esse erro terrível, devemos usar o reforço positivo na educação do gato. Ao recompensar seu gatinho por seus bons comportamentos, você o encorajará a assimilá-los como parte de sua rotina e estará estimulando a sua inteligência.

4. Não fornecer uma medicina preventiva adequada ao seu gato

Outro dos principais erros na educação dos gatos é esquecer que a saúde dele é uma peça fundamental para o seu aprendizado. Um gatinho precisa estar saudável e forte para desenvolver plenamente suas capacidades físicas, emocionais e sociais.

Por esse motivo, oferecer uma medicina preventiva adequada ao seu gato será essencial para que ele aprenda a ser obediente.

Lembre-se de visitar o veterinário a cada seis meses, respeitar a época das vacinas e da desparasitação, fornecer uma nutrição completa e equilibrada e oferecer a estimulação física e mental necessária.