5 doenças de pássaros enjaulados

· julho 24, 2018
A falta de cuidados, o cativeiro, as mudanças de habitat e a superpopulação podem causar algumas doenças em pássaros enjaulados.

Os animais não nasceram para viver trancados e aprisionados, e sim para serem livres. Mesmo que muitas pessoas criem aves e estas saibam se acostumar a ficar em uma jaula a vida inteira, também é verdade que seus corpos se rebelam contra essa situação antinatural. Se juntamos a isso a falta de cuidados, aparecem certas doenças típicas de pássaros enjaulados. Falaremos mais sobre isso a seguir.

Quais são as doenças de pássaros enjaulados?

Se você tem aves em casa, é preciso que conhecer algumas doenças que elas podem sofrer pelo fato de viverem em uma jaula ou gaiola. Alguns problemas são causados por questões climáticas, outros por falta de cuidados, e também há aqueles que aparecem porque o animal não está feliz.

  1. Falsa mudança

Muitas vezes, os pássaros são levados a lugares muito distantes de seu habitat natural e, por isso, precisam se acostumar a mudanças climáticas. No entanto, seus organismos seguem “pensando” como se estivessem em seu ecossistema original, e agem como tal.

Quando a ave vive em uma zona quente, ou quando na casa onde vive usa-se muito o aquecedor, o animal mudará suas penas mais vezes do que o normal. Para quê? Para evitar que sua temperatura corporal aumente.

Pássaro na gaiola
doenças em pássaros

O problema é que essa mudança de penas traz um grande desgaste físico para o pássaro. Seu ciclo natural se altera e ele pode até morrer. Para evitar isso, recomendamos que você coloque a ave em um local fresco, onde haja sol, mas também em que haja algumas horas de sombra.

  1. Ornitose

Também chamada de psitacose, é uma doença infecciosa muito contagiosa que afeta as aves e é causada por uma bactéria, a Chlamydia psittaci. Qualquer pássaro pode portar o agente infeccioso em suas penas, tecidos e secreções.

A ornitose é mais frequente em pavões, patos e pombas, mas também afeta canários – nos quais não é mortal – e pode ser contagiosa também para as pessoas e os mamíferos domésticos.

Os sintomas da doença nas aves são ventre volumoso, falta de apetite, secreção esverdeada e problemas respiratórios.

  1. Estresse

É uma das típicas doenças de pássaros enjaulados, sobretudo naqueles que não nasceram em cativeiro. Perder a liberdade para ficar em um ambiente pequeno, muitas vezes compartilhado com várias aves, sem dúvidas, é algo muito traumático para o animal.

Uma das maneiras de perceber que um pássaro está estressado é analisando seu comportamento: ele pode se coçar, ficar inquieto ou se machucar sozinho, como “via de escape”, ou para tentar reduzir sua ansiedade.

  1. Cistos foliculares

Trata-se de protuberâncias que aparecem em qualquer parte do corpo do animal, comumente embaixo das asas, e que precisam da ajuda do veterinário para serem retiradas através de cirurgias.

Os cistos aparecem quando as penas, ao invés de nascer para fora, por alguma razão, se retraem. Isso é comum em aves com plumagem densa, como o papagaio e o canário.

  1. Parasitas

Mesmo não sendo um problema muito comum nas aves de cativeiro, o fato é que um pássaro que chega ainda filhote à casa pode ter parasitas internos ou externos. É possível que ele contagie seus “companheiros” de jaula.

piolho em pássaros

No caso dos parasitas externos, vivem sobre a pele ou entre as penas. Por sua vez, os internos alojam-se nos intestinos, no sangue ou debaixo da pele. Os sintomas da proliferação destes últimos pode ser anorexia, letargia, diarreia, distensão abdominal, perda de peso, presença de vermes nas fezes, fraqueza nas asas, entre outros.

Para poder determinar se sua ave tem parasitas, é preciso levar ao veterinário uma amostra das fezes. É possível também que o profissional analise um amostra de sangue do animal. Uma vez confirmado o prognóstico, o veterinário indicará o tratamento adequado.