7 cuidados com nossos cães durante o verão

março 27, 2019
Durante o verão, os cães podem sofrer insolação, portanto, é vital evitar a exposição ao sol durante a tarde.

Durante o verão, os cães podem sofrer muito com o calor. Portanto, como donos, devemos cuidar deles mais do que em qualquer outra época. No artigo a seguir, damos algumas dicas para esta estação.

Dicas de como cuidar do seu cão durante o verão

Assim como as pessoas, os animais passam por mudanças de temperatura. Portanto, é preciso ter cuidado adicional com os cães no verão. Preste atenção a estas dicas:

1. Passeie com seu cão nas horas de menos calor

Durante o período das 12:00 às 16:00 horas é recomendado que os cães fiquem em casa protegidos do calor e do sol.

Além disso, se você estiver na praia, é indicado ficar na sombra e com muita água fresca disponível, ou até mesmo voltar para casa.

Nesse período os cochilos são melhores do que passeios. Deixe os exercícios ou jogos ao ar livre para quando estiver menos quente.

Tenha em mente que uma insolação pode ser fatal para o seu animal de estimação, pois pode causar queimaduras nas almofadas das patas, nariz ou pele.

Mulher caminhando com seu cão

2. Não corte o pelo do seu cão

Quando os dias mais agradáveis começarem, o seu animal de estimação provavelmente perderá pelos. Se isso não acontecer, recomendamos que você não o corte perto da pele, pois isso pode ser muito perigoso. Claro, porque assim seu cão não terá nenhuma proteção contra o sol.

Evite a tosa em certas raças, como chow chow, pastor alemão, labrador ou border collie. Estes cães têm duas camadas de pelos, que mudam de acordo com a época do ano. O que você pode fazer é escová-los diariamente para remover a sujeira e o pelo morto.

Recomendamos também a leitura: Como prevenir parasitas em cães e gatos?

3. Não deixe seu cão trancado no carro

Você sabia que deixar seu cachorro no carro é o mesmo que condená-lo a uma morte horrível? Mesmo que seja apenas cinco minutos para fazer uma compra, durante esse tempo o animal sofre muito e pode até mesmo morrer.

Não faça isso em nenhuma época do ano, muito menos no verão, já que o carro se torna um ‘forno’ sem oxigênio em dois minutos.

É preferível que você o deixe amarrado na porta da loja ou que alguém cuide dele no carro com as janelas abertas.

4. Sempre tenha água

Mesmo em casa, o cão pode sentir muita sede e precisar se refrescar várias vezes ao dia. Antes de sair do trabalho, ou ao levantar da cama, troque a água do recipiente. Além disso, se você ficar fora por muitas horas, coloque um bebedor adicional.

Existem outras maneiras de refrescar seu animal de estimação, como molhar a cabeça, barriga e pernas algumas vezes por dia, preparar sorvete caseiro, ou comprar um recomendado pelo veterinário, bem como manter o ambiente ventilado.

Cachorro bebendo água

Evite que o sol e o calor entrem pelas janelas. Permita, além disso, o acesso a áreas mais frias da casa: banheiro, cozinha e lavanderia.

Tenha cuidado com o ar condicionado e o ventilador, pois ambos podem causar doenças devido à mudança de temperatura abrupta após ligar ou desligar.

Recomendamos também a leitura: Cães do grupo 5: classificação de raças segundo a FCI

5. Não dê muita comida ao seu cão

O veterinário pode dizer qual a porção adequada depende da raça, tamanho ou idade do animal. Um dogue alemão não é o mesmo que um poodle, o que é mais do que óbvio, mas você também deve ter em mente que, quando está quente, seu animal de estimação deve comer menos.

6. Adapte a cama do seu animal

No verão, os cães preferem dormir no chão, uma vez que lá é mais frio que a cama, o colchão ou qualquer outra superfície.

No mercado você pode encontrar almofadas que dispersam o calor, camas elevadas ou esteiras de resfriamento.

7. Cuidado com insetos no verão

No verão, os insetos se proliferam e atacam nossos animais de estimação. Além de usar repelentes em casa para evitar a entrada de mosquitos, consulte o veterinário para um tratamento específico para proteger o seu pet… especialmente se você tem um jardim com muitas plantas!

Finalmente, é muito importante evitar a insolação no verão. Ante os primeiros sintomas – salivação excessiva, fadiga, taquicardia, nariz seco – não hesite em levá-lo ao veterinário para tratá-lo.