8 peixes de água doce

· maio 29, 2018

Se você está pensando em montar um aquário em sua casa, a melhor opção para iniciar é escolher peixes de água doce e fria. Para começar, são eles que lhe darão menos trabalho e, quando você se tornar um especialista, poderá então trocar para um aquário de água quente. Neste artigo, informaremos quais são as espécies que você deve escolher.

Quais peixes de água doce existem?

Esta questão tem uma resposta bastante ampla, vamos listar os peixes de água doce mais famosos e mais fáceis de serem cuidados. Então, assim, você poderá escolher os que mais gosta e montar seu aquário, porém, tenha em mente que nem sempre eles são compatíveis entre si. Portanto, recomendamos que você verifique isso na loja de animais antes de comprá-los.

  1. Peixe espiga

Seu nome científico é Bedotia Geayi, também conhecido como arco-íris de Madagascar. Este peixe, nativo da África Oriental, se reproduz facilmente e, por ser muito colorido, é muito escolhido para os aquários. O habitat natural destes peixes de água doce são os rios, os riachos e charcos com muita vegetação.

Morfologicamente, eles têm um corpo alongado, uma boca virada para cima, olhos grandes e uma linha escura que a atravessa. Em cativeiro, mede cerca de oito centímetros, é bastante pacífico e ignora seus companheiros de aquário, embora nade tão rápido que pode estressar os outros.

  1. Killifish

Pertence ao grupo dos Cyprinodontiformes e existem cerca de 100 espécies diferentes. Esta família variada adapta-se a diferentes climas, não competem uns com os outros por comida e os espécimes maiores do aquário a ignoram. A melhor coisa é que Killifish traz muita cor para o seu aquário.

Peixe de água doce

  1. Peixe-gato

Esse é outro peixe de água doce que você pode escolher para o seu aquário, desde que você tenha espaço suficiente, porque eles podem crescer muito. Eles são parentes próximos do bagresão caracterizados por viverem no fundo do aquário e por terem queixos ou tentáculos no rosto (mandíbula e bigode).

As barbatanas peitorais e dorsais terminam em forma pontiaguda, porque são usadas como defesa. Você vai vê-los à procura de restos de comida na areia, e o melhor de tudo, eles são excelentes limpadores de habitat.

  1. Anostómidos

Outros peixes grandes (com mais de 12 centímetros de comprimento), mas como são de cores diferentes, podem servir para dar vida ao seu aquário. Além disso, geralmente são bastante independentes, não têm problemas de convivência com seus pares e não brigam por comida. Se você está pensando em montar um aquário grande, os anostómidos podem ser uma excelente opção.

  1. Ciclídeos

Eles são peixes de água doce que podem se tornar problemáticos por uma razão muito importante: eles são onívorosIsso significa que eles se alimentam não apenas do que você dá a eles, mas também das ovas e das crias de outros peixes.

Tenha cuidado para não ter um casal de ciclídeos, porque eles podem se tornar os “donos” do aquário. Uma maneira de controlar a população é através da temperatura da água: mais quente ou mais fria, isso não permite a ovulação da fêmea.

  1. Calictídeos

Eles têm características semelhantes às do peixe-gato, porque vivem nas profundezas do aquário e porque apresentam barbas nas laterais do rosto. Embora, a diferença esteja no tamanho, já que os calictídeos são menores e podem ser ideais para um pequeno aquário. Além disso, adaptam-se a todos os tipos de água e habitats.

  1. Beijador (Helostoma Temminckii)

O peixe beijador foi batizado com esse nome devido a disposição de sua boca (que parece um tronco saliente), e porque eles estão sempre se movendo e parece que estão tentando beijar aqueles que se aproximam deles.

Embora seja verdade que há muitos peixes de água doce com este hábito, os beijadores são muito calmos e não têm problemas com os companheiros. Crescem até 25 centímetros, mas para isso você terá que gastar muito tempo e esforço, senão eles só crescerão até 10 centímetros.

  1. Peixe anjo

É uma espécie muito sociável e pacífica que precisa estar ao lado de outros peixes como ele, para não sofrer estresse. Além disso, é necessário ter cuidado com aqueles que compartilham o aquário de peixes, porque se ele se sentir intimidado, não irá mais comer e seu comportamento irá mudar.