A hierarquia no galinheiro

· abril 24, 2018

Um galinheiro é o espaço onde se criam galinhas e galos basicamente para aproveitar sua carne e ovos. A hierarquia no galinheiro é o resultado da interação entre seus membros.

A diferença entre uma galinha e um galo, além do sexo, é determinada pelo tamanho de seus corpos e suas cristas. Outra característica é ter ou não esporões.

Devido à intervenção do ser humano, as galinhas gradualmente perderam a habilidade de voar.

Essas aves estabelecem complexas estruturas de grupos em liberdade ou em galinheiros, conhecendo cada uma delas o lugar que tem em sua estratificação coletiva. Uma vez estabelecidos, elas conseguem viver em harmonia.

Em liberdade, essas aves conseguem viver entre 10 e 15 anos. Mas como resultado da sua criação industrializada para consumo em massa, poucas alcançam essa idade.

Como é estabelecida a ordem e a hierarquia em um galinheiro?

Sempre existe uma hierarquia estabelecida no galinheiro. Ela determina a categoria entre as aves, mesmo que elas estejam em gaiolas. Desta forma, cada novo habitante terá que disputar seu lugar naquela construção social piramidal.

Galinhas

Se houver apenas um galo em um galinheiro, este ocupará o primeiro lugar na hierarquia, sem discussão. As galinhas estarão imediatamente um degrau abaixo na categoria.

Se o galinheiro, por outro lado, não tem galo, serão as galinhas quem determinarão sua própria estrutura hierárquica. Estas categorias são conquistadas a bicadas, em lutas que podem ser mais ou menos ferozes.

A batalha pela liderança na hierarquia do galinheiro

Como é de se esperar, quanto maior o número de galinhas, mais demorado será o processo de estruturação da hierarquia.

Exceto no caso de necessidade extrema, como um ataque violento contra uma única galinha, é melhor não se meter nas brigas entre os membros do galinheiro. Intervir na sua estrutura hierárquica não é recomendado.

Uma vez que o processo de hierarquização tenha sido alcançado, batalha após a batalha entre vencedores sucessivos, uma ordem será estabelecida. Então virão a calma e a harmonia.

Essa harmonia será alterada se uma nova ave for introduzida no grupo, ou se uma delas tiver que ser removida do grupo. Se assim for, será necessário um novo processo de estruturação hierárquica no galinheiro. Isso não ocorre apenas nos galinheiros ou com as galinhas, mas em diferentes grupos do mundo animal.

Galinhas e galos são animais totalmente territoriais, o que os leva a ter a hierarquia bem detalhada.

Através das características de suas cabeças, eles são capazes de se reconhecer e também de aprender com os sucessos ou falhas de outros membros do grupo. Cada membro invariavelmente domina outro e é o dominante que estabelece os padrões para a execução de certas tarefas.

Também é bom ressaltar a capacidade que essas aves têm de se comunicar. Elas fazem isso através da quantidade de vocalizações que alertam para diferentes oportunidades ou perigos. Este é o caso da chegada de alimentos ou da suspeita de algum tipo de risco ou predador, por exemplo.

Os galos

Você pode distinguir quatro tipos deles:

Galo

  • Dominante cordial: é o galo que foi criado sem estar exposto ao abuso ou ao estresse. Ele tem equanimidade e inteligência. Sabe quando e como intervir de acordo com a circunstância.
  • Dominante hostil:  de aparência maluca, agressivo. Passa sua vida dominando o resto de seu grupo na base da briga. Isso o acostumou a não receber golpeado, por isso, quando se dá mal numa briga, entra em pânico e foge.
  • Submisso Cordial: não são aves muito confiáveis. Estão no penúltimo lugar da estrutura hierárquica. Têm traumas desde muito pequenos. Foi muito espancado por aqueles que estavam acima dele em seu grupo. Tendem a ser muito vigiados ou eliminados por serem considerados prejudiciais.
  • Submissivo hostil: produzem uma grande desconfiança. Estão na última posição na hierarquia. Sempre acostumados a serem espancados pelos outros no grupo, desenvolvem uma existência tímida e isolada entre as outras aves.

Essas aves só comem quando os outros membros do galinheiro acabaram de comer. Não são poucas as vezes em que os submissos são eliminados do grupo.

É importante que os galinheiros tenham espaço suficiente para que as aves não sejam forçadas a se expor a situações violentas. Elas precisam de espaços que lhes permitam andar e comer com relativa liberdade. Desta forma, serão criadas as condições ideais para minimizar os confrontos pelo espaço.