Água-viva ovo frito: distribuição, características e alimentação

Durante o verão, um dos medos mais comuns na hora de ir à praia é a presença de águas-vivas. No entanto, nem todas são perigosas, como você poderá ver neste artigo.
Água-viva ovo frito: distribuição, características e alimentação

Última atualização: 17 Junho, 2021

Se você costuma mergulhar no oceano, poderá encontrar um dos animais mais antigos da história da Terra: a água-viva ovo frito. Não se pode negar que ela tem um nome curioso, no mínimo. Esse invertebrado pelágico reside principalmente nas águas do Mar Mediterrâneo, embora também seja encontrado no Mar Egeu, no Mar Adriático e no Mar Menor.

Você sabe dizer quais são os motivos pelos quais esse invertebrado recebe esse nome? Na verdade, a resposta está ao alcance dos olhos, basta olhar para a foto da capa. Mas você sabe quais são as características que a diferenciam de outras águas-vivas? Não se preocupe, pois aqui responderemos a essas e muitas outras perguntas.

Características da água-viva ovo frito

Antes de mencionar as características desse animal, consideramos fundamental sanar a dúvida sobre o nome. Por que esse cnidário é chamado de ‘água-viva ovo frito’? Pura e simplesmente, por causa do formato do seu corpo. Sua aparência é muito parecida com a de um ovo frito, até nas cores.

Se você olhar seu plano corporal, é literalmente um ovo frito, com a gema para fora e a cara amarelada, que dão origem ao formato próprio das águas-vivas. Tanto a ‘gema’ quanto a ‘clara’ constituem a umbrela, o nome dado ao seu corpo e que lembra um guarda-chuva ou guarda-sol. Agora que essa dúvida já foi resolvida, vamos apresentar mais características dessa espécie.

Uma água-viva de ovo frito em um fundo branco.

 

Integrante da classe Scyphozoa

O nome científico pelo qual essa espécie é reconhecida é C. tuberculata, pertencendo à classe Scyphozoa. Por fazer parte dos cifozoários, caracteriza-se por representar a imagem típica da água-viva. No entanto, existem outras famílias de águas-vivas, como é a Hydrozoa, que tem espécies tão curiosas quanto a água-viva botão azul, Porpita porpita.

Elas nadam verticalmente

Quando se imagina o movimento de uma certa maneira, você visualiza a ‘abertura’ e o ‘fechamento’ do corpo. A água-viva ovo frito, por sua vez, nada verticalmente através da contração e expansão de sua umbrela. Da mesma forma, ela também pode virar o corpo e se deslocar pelo mar.

Seu tamanho é variável

Ao falar sobre o diâmetro médio desse invertebrado, é necessário destacar que é uma medida variável. Em outras palavras, é possível encontrar exemplares que ultrapassam 40 centímetros, assim como indivíduos que mal chegam a 20 centímetros.

Existem outras espécies que não chegam a 10 centímetros e outras que ultrapassam um metro. No entanto, no mar Mediterrâneo, pode-se dizer que C. tuberculata detém o título de maior água-viva, embora rivalize com Rhizostoma pulmo.

A coloração da água-viva ovo frito é fascinante

Dentre as características mais chamativas dessa água-viva, destacam-se as tonalidades de sua umbrela, assim como outras partes de seu corpo. Ao observar a formação corporal desse invertebrado, é possível notar cores que variam do branco ao creme ou marrom-claro.

Além disso, a parte central difere do resto do corpo com um tom mais forte, que pode variar do vermelho ao marrom-escuro. Também não podemos esquecer seus tentáculos roxos que às vezes mudam de cor, algo que pode ser uma indicação da qualidade da água.

Tem um séquito que a segue em todos os lugares

Embora os tentáculos dessa água-viva estejam cheios de veneno, e possam explodir a qualquer momento, alguns peixes são imunes às suas toxinas, como o carapau. Graças a essa associação, os peixes recebem proteção dessa água-viva ou se aproveitam dos alimentos que essa espécie não terminou de digerir.

Pode causar picadas dolorosas

Como você já deve saber, as águas-vivas liberam uma substância mucosa urticante quando seus tentáculos tocam um ser vivo. Contudo, o método pelo qual a água-viva libera o veneno é bastante singular. Basicamente, isso ocorre por meio de células chamadas cnidócitos, presentes nos tentáculos. Essa substância costuma causar coceira forte e não é agradável para o ser humano.

Se você tiver o azar de receber uma picada de água-viva, procure o pronto-socorro mais próximo. Não tente aplicar soluções tradicionais que pioram a coceira, pois em muitos casos, os cnidócitos ficam incrustados na pele. Nessas condições, a intervenção médica é essencial.

A picada da água-viva ovo frito é tratada fácil e rapidamente com um remédio de sulfato de magnésio diluído em água salgada. Portanto, não pode ser considerada perigosa para os humanos.

Distribuição e alimentação da água-viva ovo frito

Embora você provavelmente prefira o nome ‘água-viva ovo frito’, esse cnidário também é conhecido como ‘água-viva do Mediterrâneo’. Graças ao seu sobrenome, é possível localizar rapidamente a distribuição principal desse invertebrado pelágico. No entanto, também está presente nos mares Adriático, Egeu e Menor.

Em relação à alimentação, esses invertebrados capturam os pequenos animais que ficam presos entre qualquer um de seus 8 tentáculos. Ao se alimentar, eles são levados à boca, que está localizada na parte posterior do corpo.

Talvez sua curiosidade em ver a água-viva ovo frito tenha sido despertada. Porém, se você encontrar uma, tenha muito cuidado e não chegue muito perto, pois mesmo que esteja morta, ainda pode picar você. De qualquer modo, sua presença no litoral começa em agosto e vai até outubro. Assim que as temperaturas caem, esse invertebrado retorna ao fundo do mar.

 

Uma água-viva ovo frito no mar.

Você também pode ver essa espécie na estação reprodutiva, perto de locais com inúmeras rochas na água. No entanto, não a incomode. Por mais simples ou curioso que possa parecer, todo animal merece respeito.

Pode interessar a você...
As 6 maiores águas-vivas do mundo
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
As 6 maiores águas-vivas do mundo

Conheça as maiores águas-vivas do mundo! Você sabia que uma delas pode atingir o tamanho de uma pessoa? Isso sem contar os tentáculos...