Alimentação do periquito: saiba mais sobre

· agosto 16, 2018
A alimentação desses pequenos pássaros é e deve ser muito variada. Existe uma série de alimentos que podemos oferecer se adotarmos alguns princípios básicos para melhorar a saúde do animal.

Muitas pessoas acreditam que a alimentação do periquito só consiste em alpiste e sementes. Certamente, esses alimentos não podem faltar em sua dieta, mas representam apenas um quarto dos nutrientes de que necessita.

Alimentação do periquito: Frutas

Além de alpiste e sementes, os periquitos adoram frutas. Na natureza, frutas são os alimentos mais fáceis de serem conseguidos em paisagens tropicais.

A lista de frutas adequadas para esse animal é extensa: morango, maçã, cereja, tangerina, laranja, banana, uva, etc. Há muitas frutas que podemos acrescentar na alimentação do periquito. A saúde do seu periquito agradecerá.

Periquitos e sua alimentação

É sugerido não abusar de frutas cítricas. De resto, é fundamental lavar bem a fruta, não fervê-la e picar em pequenos pedaços para que o animal coma com mais facilidade.

Vegetais: alface e muitos outros

Provavelmente o melhor vegetal que podemos utilizar na alimentação do periquito é o alface. Seu alto teor de água é bastante benéfico para o animal. É importante lavar o produto muito bem e escorrê-lo depois de lavado.

Outros vegetais muito saudáveis para o periquito são: brócolis, abóbora, abobrinha, espinafre e cenoura. Da mesma maneira; é importante cortá-los em pequenos pedaços e colocá-los num dispensador de alimentos.

Outra boa opção: os grãos

Frutas e vegetais não são os únicos produtos naturais que complementam a alimentação do periquito. Existe uma grande variedade de grãos que podemos cozinhar para dar a esses animais de estimação.

Arroz, trigo cortado, quinoa e cevada são altamente recomendados para essa espécie. É necessário que os grãos sejam servidos mergulhados na água; porém em um prato raso, para evitar afogamentos.

Quando mergulhados em água, os grãos incham, mas também se tornam mais suaves para o trato digestivo dos pássaros. Em resumo: a alimentação do periquito deve ser fresca, hidratante e; sobretudo, variada.

Suplementos alimentares vitais

Existem alguns produtos vendidos em forma de guloseima nas lojas de animais. Por exemplo, barras de frutas, vitaminas e mel. O periquito vai gostar muito de experimentar esses alimentos.

Outros suplementos alimentares muito importantes são a sépia e blocos de minerais. O primeiro consiste em uma concha composta de carbonato de cálcio e atua como um suplemento dietético; ideal para todos os tipos de pássaros.

Além disso, os blocos minerais são suplementos alimentares compostos por vitaminas; cálcio, óxido de zinco e outros compostos nutritivos. Todos esses produtos são destinados a complementar a nutrição dos periquitos.

O que um periquito não deve comer

Existem frutas, vegetais e outros alimentos que essas aves domésticas não devem comer. Os mais nocivos são os seguintes: cebola, sementes de frutas, abacate, cogumelos, talos de tomate, toranja e limão.

Os ramos como a salsa também não são recomendados. Alguns desses alimentos possuem níveis altos de toxicidade para o organismo dos periquitos.

Obviamente; chocolate, açúcares e corantes artificiais estão completamente proibidos.

Vale ressaltar que nem todos os produtos destacados possuem o mesmo efeito ou nível de toxidade. Mesmo assim; é recomendável evitar todos.

Saiba como alimentar corretamento um periquito

Como os alimentos devem ser servidos ao periquito

É essencial que o dispensador de alimentos esteja sempre cheio de comida fresca e pronta para ser triturada.

Às vezes, essas pequenas aves comem em horários variados; por isso sempre deve haver alimento disponível para elas.

Lembre-se que um periquito que passa mais de 24 horas sem se alimentar corre sérios riscos de saúde.

Porém, no caso das frutas e vegetais, o indicado é substitui-las com determinada periodicidade. Após algumas horas podem entrar em processo de decomposição; gerando efeitos perigosos para o delicado organismo do periquito.

A palavra-chave é vigilância. Além disso, não podemos permitir que o pássaro sofra de obesidade. Isso faz com que ele perca forma física e gera problemas de saúde.

Portanto, é necessário que o dono tenha controle total da alimentação do periquito.

Por último, é importante verificar sempre o estado das fezes do periquitoSe elas estiverem muito aquosas ou em forma de diarreia; o ideal é diminuir os alimentos hidratados.

Basicamente, seremos nutricionistas particulares dos nossos periquitos ao longo de suas vidas.