Alimentadores de cães: conheça alguns tipos

· outubro 7, 2018
Diante da impossibilidade de passar muito tempo em casa, é preciso saber que existem aparelhos fantásticos que dispensam automaticamente os alimentos nos horários e quantidades desejados. Há também alimentadores com obstáculos, para evitar que os cães que comem rápido demais engasguem.

Assim como nem todos os animais de estimação são iguais, os alimentadores de cães devem ser diferentes. Ou seja, precisam estar em conformidade com as necessidades ou hábitos de cada animal. Neste artigo, falaremos sobre as diferentes opções de alimentadores de cães disponíveis nas lojas.

Que tipos de alimentadores de cães existem?

Antes de escolher ou comprar o alimentador para o seu animal de estimação, é muito importante que você conheça bem os gostos e hábitos de alimentação dele. 

É um daqueles que devoram comida em segundos? É um animal que leva o comedouro de um lado para outro? Ou talvez ele normalmente coma um pouco, espere e comece de novo?

Para cada um deles, existe um recipiente diferente, adaptado às suas necessidades ou comportamentos. Uma vez que você conheça as opções recomendadas para cada tipo de cão, será mais fácil escolher. Daí, é uma questão de escolher uma cor ou um design especial para o seu animal de estimação!

Tenha em mente que cada um dos alimentadores de cães têm suas particularidades, seus benefícios e suas “contra-indicações”. Por esse motivo, é necessário analisar e comparar as alternativas. Algumas delas são:

1. Alimentador automático

Ideal para aqueles proprietários que não ficam em casa por um longo tempo. Afinal, quando esses donos estão ocupados, às vezes perdem o horário de refeição do animal de estimação. 

É um dispositivo com dois recipientes. No primeiro, é colocado o alimento, mas não serve para alimentos úmidos. O segundo recipiente é onde o cachorro come.

Comedouro automático para cachorro

O mecanismo funciona com um relógio no qual a hora em que a comida “cairá” pode ser programada. Você também pode escolher a quantidade de ração liberada.

Existem até alguns modelos que podem ser gerenciados a partir de um aplicativo de celular. Essa pode ser uma boa ideia em várias situações. Por exemplo, quando saímos no fim de semana e não temos ninguém em quem confiamos para alimentar nosso cachorro.

2. Alimentador de aço inoxidável ou alumínio

Ele pode ter diferentes formas ou tamanhos, mas é um dos alimentadores de cães ideais. Especialmente, quando o animal está muito inquieto na hora do almoço. Também é útil para evitar que, no final da refeição, ele queira morder o prato e brincar com ele.

Dono alimentando seu cão

A única coisa ruim neste caso é o peso do recipiente, porque os alimentadores de plástico são geralmente bastante leves e fáceis de transportar. A boa notícia é que podem ser lavados sem problemas e duram mais do que os comedouros feitos com plástico.

3. Alimentador com obstáculos

Se toda vez que você alimenta seu cão acha que ele é o vencedor incontestável do recorde de animal mais guloso do mundo, este alimentador é ideal. É feito de plástico e, ao contrário dos outros, tem alguns “montículos” no centro. Dessa forma, o alimento fica preso e o animal ansioso tem que fazer um esforço maior para comê-lo.

Comedouro com obstáculos

Claro, se você tem um cachorro guloso, ele continuará comendo muito, mas pelo menos demorará um pouco mais para devorar sua ração. O objetivo é descansar entre as mordidas e evitar asfixia, distúrbios gástricos ou intestinais, vômitos, inchaço abdominal ou ganho de peso.

4. Alimentadores de plástico

Eles são os pratos típicos vendidos em lojas de animais. Embora existam modelos diferentes, a verdade é que eles nem sempre são recomendáveis para cães. Uma das principais razões é que o material com o qual são feitos, que pode causar alergias nos animais.

Comedouros de plástico podem causar alergia

Além disso, no caso do cão comer fora de casa, o recipiente pode ficar exposto ao sol ou à chuva. Por conta disso, ele acabará se estragando. Também pode ocorrer o aparecimento de insetos ou fungos se ficarem restos de comida na vasilha.

5. Alimentadores de acordo com o tamanho do cão

Nós não podemos oferecer o mesmo para um chihuahua e um mastim. E não nos referimos apenas à quantidade de comida, mas também ao prato que eles usam.

Ração para cães pequenos

Nas lojas, podemos encontrar recipientes com paredes baixas para animais de estimação com focinho curto. Além disso, há comedouros com maior circunferência para raças como o boxer, ou mais “alongado” para cães como o galgo afegão.

6. Alimentadores com altura

Por fim, este é um tipo de recipiente para os cães mais gulosos e que pode ser ajustado para a altura da cabeça. Isso evita que o animal tenha que fazer um esforço maior para se alimentar e evita a torção do estômago.

Altura ideal do comedouro