Beagle: descubra tudo sobre essa raça

· agosto 23, 2017

Um cão muito carismático, enérgico e excelente para apartamentos ou casas pequenas. Com sua característica de “cão farejador”, pode brincar de jogar e encontrar todos os tipos de objetos, então você terá diversão assegurada por horas. Neste artigo contamos tudo sobre o Beagle.

História do Beagle

Esta raça de pequeno a médio porte e aparência de Foxhund (raça americana) já existe há mais de 2000 anos, e vem mais precisamente da Grécia antiga. Esses cães foram usados ​​para caçar veados e encurralar cervos.

No século 11, foram introduzidas no Reino Unido através de “William O Conquistador”. Mais tarde, eles foram cruzados com os galgos para serem mais rápidos. O “Talbot”, já extinto, deu origem ao Beagle moderno.

Na Idade Média, a palavra “Beagle” foi usada para se referir a cães pequenos. Eles eram as raças favoritas da realeza (Eduardo II e Henrique VII tinham suas matilhas para caçar). Isabel I os escolheu como animais de companhia e diversão.

No século XVIII, as duas raças das quais o Beagle moderno descende já haviam se desenvolvido: o North Country Beagle e o Southern Hound. Em 1830, em Essex, o reverendo Phillip Honeywood estabeleceu o primeiro criadouro desta raça, que permaneceu a favorita dos monarcas (o Príncipe Albert e sua esposa, a Rainha Vitória, por exemplo).

Uma década depois já havia quase 20 estabelecimentos de reprodução de Beagles na Inglaterra. Mais tarde, formou-se o clube da raça. Pouco depois foram levados para os Estados Unidos, onde logo se tornaram muito populares (mais ainda que em seu país natal).

Ao longo da história, o Beagle apareceu em diferentes meios de comunicação, inclusive em obras de William Shakespeare e filmes (ele é o protagonista de “como cães e gatos”). O ex-presidente dos EUA, Lyndon Johnson, teve vários Beagles que foram com ele para a Casa Branca.

Características do Beagle

De tamanho pequeno e focinho curto, nariz largo e olhos escuros e grandes, o Beagle é facilmente confundido com o Foxhound ou mesmo com o Cocker (quando tosados). Esta raça tem corpo musculoso e constituição quadrada, pelo liso e curto, orelhas compridas que pendem para os lados e três cores “disponíveis”: preto, branco e marrom em diferentes combinações.

Juntamente com o Bloodhound ou o St. Hubert’s Dog, o Beagle é uma das raças com o melhor e mais desenvolvido sentido do olfato. Pode farejar um rato a vários metros de distância. Eles são melhores seguindo trilhas terrestres. Na verdade, eles são amplamente utilizados em equipes de resgate de montanhas ou desastres naturais.

O Beagle vive entre 12 e 15 anos. É uma raça propensa a ataques de epilepsia e hipotireoidismo. Em alguns casos, podem ter displasia das ancas e artrite nas articulações, especialmente quando têm excesso de peso.

Personalidade e temperamento do Beagle

É um cão muito jovial e enérgico, carinhoso, corajoso e inteligente. Como foi criado para viver em grupos, ama estar cercado por pessoas e outros animais. Geralmente é bastante tranquilo, exceto quando é deixado sozinho (pode ser devastador). Adapta-se a qualquer tipo de vida, desde um pequeno apartamento na cidade até uma casa no campo.

Pode ser bastante travesso quando é filhote e se na casa há crianças pequenas. Ele é descrito como um cão “alegre”, carinhoso e um pouco tímido. Geralmente não é agressivo, embora seja frio com estranhos.

Ele não “serve” como um guardião, mas como um observador, já que latirá ou uivará na aproximação de pessoas desconhecidas. Determinado, resoluto e muito capaz, o Beagle pode ser um pouco difícil de treinar, mesmo que seja obediente ao dono. Depois de detectar uma trilha, ele a seguirá até o ponto de exaustão e vai se distrair facilmente.

É necessário ter em mente antes de adotar um cachorro dessa raça que ele tem muita energia e às vezes muita excitação quando está feliz ou quer brincar. É um cão muito fácil de limpar por seus pelos curtos e seu tamanho. É essencial enfatizar a higiene dos ouvidos por sua forma e disposição.