Benefícios da coenzima Q10 para cães: evidências científicas

19 Dezembro, 2020
A coenzima Q10 é usada com mais frequência para problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca e acúmulo de fluidos no corpo (insuficiência cardíaca congestiva ou ICC).

Hoje, os benefícios da coenzima Q10 para o tratamento de doenças caninas são reconhecidos. É conveniente saber que as coenzimas são um tipo de substância biológica que existe no corpo de nossos cães e também no nosso.

No caso da Q10, sabe-se que ela é altamente abundante durante a infância e juventude, e diminui na velhice, portanto, muitos suplementos tentam substituir esse componente.

Atualmente, diversas evidências científicas confirmam os benefícios da coenzima Q10. Esses estudos corroboram seu valor como suplemento nutricional para o tratamento de diversas enfermidades. Neste artigo, você conhecerá as novidades na utilização desse suplemento.

O que é a coenzima Q10?

A coenzima Q10 (CoQ10), também conhecida como ubiquinona, é um composto endógeno solúvel em lipídios que existe em todas as células de humanos e animais.

É uma substância semelhante às vitaminas, encontrada em todo o corpo em humanos e animais. É especialmente abundante no coração, no fígado, nos rins e no pâncreas.

Assim, essa substância é produzida naturalmente pelo seu cão, mas também pode ser obtida através da alimentação. Os alimentos que contêm altas concentrações de CoQ10 incluem peixes gordurosos (salmão, cavala, sardinha), vísceras e grãos integrais.

A coenzima Q10 é mais frequentemente usada para doenças cardíacas, como insuficiência cardíaca e acúmulo de fluidos no corpo (insuficiência cardíaca congestiva ou ICC).

Como funciona a coenzima Q10?

A CoQ10 é um poderoso antioxidante e reduz os danos às células causados ​​por radicais livres (são moléculas que foram alteradas pela oxidação e causam danos às células).

Uma função importante da CoQ10 é que ela é um elo no processo de produção de energia do corpo.

Por esse motivo, os órgãos com maiores necessidades de energia, como fígado, coração e rins, têm as maiores quantidades de CoQ10.

Deficiência de CoQ10 em cães

Existem dois fatores principais que podem levar a uma deficiência de CoQ10: quando o organismo produz menos CoQ10 ou quando há uma demanda maior de uso pelo corpo.

A síntese endógena é a principal fonte de CoQ10. A idade avançada e várias doenças, incluindo algumas hereditárias, podem causar a deficiência dessa coenzima.

Benefícios da coenzima Q10 no tratamento de doenças caninas

Doença cardiovascular

Foi demonstrado que os níveis de CoQ10 diminuem no coração de animais de estimação com doenças cardíacas. Assim, o uso mais comum de CoQ10 em cães é como um coadjuvante no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva.

Benefícios da coenzima Q10 no tratamento de doenças caninas

A coenzima Q10 é eficaz no tratamento da cardiomiopatia canina e condições relacionadas.

Doença periodontal

Entre os benefícios da coenzima Q10 está o fato de poder auxiliar no tratamento de doenças periodontais ou gengivais.

Doença periodontal

A suplementação com CoQ10 demonstrou reduzir o tamanho e melhorar a saúde das bolsas periodontais. Ela faz isso diminuindo a inflamação, a vermelhidão, o sangramento e a dor.

Como a maioria dos animais de estimação com doenças cardíacas também tem doença periodontal, a suplementação com CoQ10 pode oferecer um benefício adicional por ser eficaz em ambas as condições.

Síndrome de disfunção cognitiva canina (DCC)

A síndrome da disfunção cognitiva canina (DCC) é uma doença neurodegenerativa relacionada ao envelhecimento. Existe uma semelhança marcante entre a DCC e a doença de Alzheimer em humanos.

Síndrome de disfunção cognitiva canina (DCC)

Estudos científicos revelam que a melhor opção de tratamento é combinar a terapia farmacológica e a nutricional. Como nutracêutico, a incorporação da CoQ10 no tratamento da DCC tem sido um enorme sucesso.

Outras doenças

A CoQ10 pode ajudar a prevenir danos ao coração causados ​​por certos tipos de quimioterapia contra o câncer, como a adriamicina.

Esteja ciente de que, devido à atividade antioxidante da CoQ10, ela pode interferir na ação de outras drogas quimioterápicas. Por esse motivo, consulte o veterinário antes de usar a CoQ10 se o seu cão tiver algum câncer que exija quimioterapia.

A CoQ10 também pode aumentar a eficácia de outros antioxidantes, como a vitamina C, e ajudar em problemas imunológicos, diabetes e desempenho físico reduzido.

A a coenzima Q10 é realmente segura?

Como suplemento, a coenzima CoQ10 parece ser extremamente segura. Também é preciso notar que nenhum efeito colateral significativo foi encontrado.

No entanto, a supervisão do veterinário é recomendada para garantir que os animais de estimação com doença cardíaca grave estejam melhorando e que qualquer declínio na função seja tratado.

  • Zaghloul, A. A., Gurley, B., Khan, M., Bhagavan, H., Chopra, R., & Reddy, I. (2002). Bioavailability assessment of oral coenzyme Q10 formulations in dogs. Drug development and industrial pharmacy, 28(10), 1195-1200.
  • Harker-Murray, A. K., Tajik, A. J., Ishikura, F., Meyer, D., Burnett, J. C., & Redfield, M. M. (2000). The role of coenzyme Q10 in the pathophysiology and therapy of experimental congestive heart failure in the dog. Journal of cardiac failure, 6(3), 233-242.
  • Svete, A. N., Verk, B., Seliškar, A., Tomsič, K., Križman, P. J., & Petrič, A. D. (2017). Plasma coenzyme Q10 concentration, antioxidant status, and serum N-terminal pro-brain natriuretic peptide concentration in dogs with various cardiovascular diseases and the effect of cardiac treatment on measured variables. American journal of veterinary research, 78(4), 447-457.
  • Seisdedos Benzal, A., & Galán Rodríguez, A. (2016). Recent developments in Canine Cognitive Dysfunction Syndrome. Pet Behaviour Science. Vol. 1, 47 – 59.
  • Gupta, R. C., Gupta, D. M., Lall, R., Srivastava, A., & Sinha, A. (2019). Nutraceuticals in Periodontal Health and Diseases in Dogs and Cats. In Nutraceuticals in Veterinary Medicine (pp. 447-466). Springer, Cham.