Benefícios dos animais de estimação para os idosos

junho 22, 2019
Por que é bom que as pessoas idosas tenham um animal de estimação? Falaremos sobre alguns dos benefícios neste artigo.

A companhia de um cão ou gato é extremamente benéfica em qualquer momento de nossas vidas. No entanto, para os idosos, ter um animal de estimação pode ser maravilhoso para evitar a rotina, permanecer ativo e ter uma certa responsabilidade. Falaremos sobre os principais benefícios dos animais de estimação para os idosos a seguir.

Principais benefícios dos animais de estimação para os idosos

Viver com um cachorro ou um gato é extremamente benéfico. A presença deles nos deixa felizes e, portanto, cada vez mais médicos recomendam que os idosos tenham um animal de estimação. Entre os benefícios da adoção de um novo melhor amigo, encontramos:

1. Nível maior de atividade física

Caminhar com um cachorro uma ou duas vezes por dia é o suficiente para fazer algum exercício. A isso devemos adicionar os movimentos necessários para brincar com o animal de estimação.

Claro, é sempre aconselhável levá-lo a um parque e fazer uma caminhada de meia hora por dia, mas isso pode ser reduzido de acordo com as possibilidades da pessoa.

Mesmo no inverno, ter um bichinho nos obriga a sair da cama, nos vestir e levá-lo para passear para que ele possa satisfazer suas necessidades. Isso é perfeito para deixar de lado o típico estilo de vida sedentário dos idosos.

2. Menos solidão

Para os idosos que moram sozinhos, esta pode ser uma oportunidade para deixar de lado a dor e a solidão graças a um animal de estimação.

Compartilhar o dia a dia com um ser vivo que interage e compreende muito mais do que se acredita é bom para enfrentar o sofrimento ou qualquer outra situação dolorosa ou triste.

3. Sentimento de ser útil

Outro dos benefícios dos animais de estimação para os idosos é que eles evitam aquele sentimento típico de que se tornam “inúteis” quando se aposentam.

Os idosos com cães ou gatos sentem-se úteis sabendo que existe um ser que depende deles. Além disso, o cuidado e a atenção que o animal demanda ajudam o idoso a sair da rotina.

Senhor idoso com cão e gato

4. Socialização

Um dos problemas mais comuns para os idosos é que eles passam muitas horas em ambientes fechados, sentados em frente à televisão ou na cama. Se eles tiverem a capacidade de se mover e sair de casa, às vezes o fato de ter que alterar sua rotina se torna uma desculpa para não socializar.

A chegada de um cão pode fazer o desejo de interagir com outras pessoas voltar, favorecer conversas com os vizinhos ou até formar um grupo com outros donos de animais de estimação.

5. Segurança

Também é interessante que os idosos tenham um animal de estimação por uma questão de segurança em casa, principalmente se a casa for muito grande.

Os cães, por menores que sejam, alertam o seu dono para algum ruído estranho que eles reconheçam ou alguma presença desconhecida. Isso fará com que o idoso se sinta mais seguro e protegido.

6. Melhora do humor

Outro benefício de ter um animal de estimação na terceira idade é que os bichinhos ajudam a melhorar notavelmente o humor e a reduzir o estresse.

Brincar por apenas alguns minutos com um cachorro, receber um agradecimento ou dormir junto com o animal aumenta a produção de endorfinas, responsáveis ​​pela felicidade.

Senhor lendo livro e acariciando cachorro

É melhor ter um cachorro ou um gato?

Esta é uma pergunta muito comum quando queremos que um idoso tenha um animal de estimação. Tudo vai depender do gosto da pessoa e dos seus hábitos. 

Por exemplo, o gato requer menos cuidado e atenção, portanto, é recomendado para pessoas idosas que não podem andar muito ou que moram em casas pequenas.

Para que um cão seja um excelente companheiro para um idoso, ele não deve ser muito ativo e, na medida do possível, deve ser pequeno, para que seja mais fácil cuidar do bichinho. As melhores raças são o Yorkshire Terrier, o Boston Terrier e o Cocker Spaniel.