Meu cachorro comeu sabão: o que devo fazer?

O fato de um cachorro comer sabão não é uma surpresa, especialmente se estivermos falando de um filhote. Contudo, não deve ser considerado algo normal, pois requer atenção prioritária.
Meu cachorro comeu sabão: o que devo fazer?

Última atualização: 05 Setembro, 2021

O seu cão comeu sabão? É importante não se desesperar. Você precisa ter calma para prestar atendimento a tempo. Muitas pessoas podem se perguntar como um acidente como esse acontece. Contudo, os cães, principalmente quando são filhotes, são inquietos e levam à boca qualquer material que desperte sua atenção.

O primeiro conselho é tomar medidas em casa para evitar que esse episódio se repita. Agora, se você suspeita que seu cão ingeriu acabou de ingerir esse produto, procure atendimento veterinário com urgência. Considere também as recomendações que vamos apresentar a seguir, pois serão úteis para o profissional que irá prestar atendimento ao seu animal de estimação.

Qual tipo de sabonete meu cachorro não deve comer?

A resposta é contundente: os cães não devem ingerir nenhum tipo de sabão. Contudo, você deve identificar o tipo de material que seu animal de estimação comeu, pois será uma das primeiras perguntas do veterinário. Embora essa informação possa parecer irrelevante, é necessário estabelecer se era sabonete líquido ou em barra, ou, também, se era para uso humano ou canino.

Com essas informações, será fácil estabelecer os componentes químicos que podem causar problemas. Por exemplo, se o cão comeu sabonete para cães especializado na eliminação de carrapatos, é provável que existam agentes químicos diferentes daqueles encontrados em produtos destinados à higienização das roupas. De qualquer modo, os efeitos quase sempre se traduzem em danos à mucosa gástrica.

Seu cachorro comeu sabonete de glicerina? Pode haver pequenas ou nenhuma complicação, por se tratar de um tipo de sabonete sem propriedades tóxicas, justamente para o caso de ser ingerido por engano. Ainda assim, o impacto deve ser avaliado por um profissional, não pelo tutor.

 

Pedaços de sabão.

Qual é a quantidade mínima que pode ser ingerida sem problemas?

Mesmo a menor quantidade de sabão ingerida pode colocar a saúde do animal em risco, especialmente se contiver componentes tóxicos, como sabão em pó concentrado. De acordo com dados governamentais, esse produto contém agentes tóxicos como fosfatos, surfactantes não iônicos, perborato e carbonato.

Se o cão engoliu esse tipo de sabão, mesmo em pequena quantidade, consulte o veterinário. O profissional dará instruções e determinará a gravidade, bem como o tratamento a seguir. Nos casos mais graves, também é possível que o cão necessite de internação veterinária, para a realização de lavagens estomacais ou induções de vômito, entre outras alternativas.

Sintomas que indicam que o cão comeu sabão

A ingestão de sabão pelos cães é considerada uma intoxicação ou envenenamento, daí a importância do atendimento veterinário prioritário. Estes são os sintomas que cães intoxicados podem manifestar:

  • Vômito ou diarreia, que pode conter sangue, dependendo da gravidade do quadro clínico. Essas excreções são geralmente avermelhadas ou enegrecidas.
  • Salivação excessiva.
  • Excesso de sede.
  • Dor abdominal, expressa com  choro.
  • Tosses, espirros ou engasgos.
  • Tremores e espasmos musculares.
  • Pupilas dilatadas.
  • Fraqueza e fadiga.
  • Falta de coordenação.
  • Falta de apetite.
  • Convulsões.
  • Coma.

Meu cachorro comeu sabão: o que devo fazer?

No caso de você ter contato direto com o veterinário, ligue para ele e relate a situação. Caso contrário, procure um centro de cuidados veterinários. Embora você nunca deva medicar ou fornecer substâncias sem a autorização do profissional, ações como estas podem ajudar o cão:

  • Provocar o vômito: quando o cão ingerir uma grande quantidade de sabonete, é útil ajudá-lo a vomitar o máximo possível. Dessa forma, seu corpo deixará de absorver mais componentes tóxicos. Lembre-se de que quanto maior a quantidade, maior o impacto negativo. No entanto, se o canídeo estiver inconsciente, evite essa solução.
  • Hidratar: a intoxicação costuma ser acompanhada de desidratação, geralmente por causa dos vômitos e da diarreia. É importante hidratar o cão no traslado ao atendimento veterinário.
  • Registrar o sabonete: para que o diagnóstico seja mais preciso, é conveniente tirar uma foto do sabonete que o cão ingeriu ou levar o produto consigo para auxiliar o veterinário a tomar decisões.
  • Evitar medicamentos fora do tratamento: é um erro pesquisar na web quais medicamentos ou remédios caseiros dar nesses casos, pois podem agravar o estado do cão. Produtos sem respaldo científico ou aprovação veterinária costumam causar mais problemas do que benefícios em curto e longo prazo.

Lembre-se de que todos esses remédios temporários devem ser aplicados se o canídeo estiver consciente e funcional. Caso contrário, induzir o vômito ou oferecer água aumentará as chances de engasgos ou sufocamento, complicando ainda mais o quadro clínico. Se o seu cão estiver muito mal, você deverá apenas levá-lo ao veterinário para receber atenção profissional.

Nunca menospreze os cuidados veterinários

Quando o cão tiver comido sabonete, deve-se considerar o atendimento veterinário prioritário. Não espere que o corpo do animal expulse o produto sozinho nem minimize essa situação, pois você estará colocando em risco a vida do seu peludo. Quanto mais tempo se passar após uma intoxicação, mais difícil será a recuperação do animal.

 

Meu cachorro comeu sabão: o que devo fazer?

Uma situação que não deve ser menosprezada

Como recomendação final, siga as instruções do veterinário quanto ao tratamento a seguir ao pé da letra e evite que seu animal tenha novamente acesso a esse tipo de produto. Pense que os cães são como bebês humanos, inquietos e curiosos. Por isso, proteja muito bem tudo que possa lhes causar problemas.

Se você tiver mais dúvidas sobre o tratamento, os sintomas de alerta ou motivos para uma nova consulta, pergunte ao veterinário, a fim de sempre atuar em prol da saúde do cão. O preparo é a melhor ferramenta para uma abordagem rápida.

Pode interessar a você...
Sintomas da intoxicação canina: quais são?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Sintomas da intoxicação canina: quais são?

A intoxicação canina é uma condição comum devido ao grande número de substâncias que podem causá-la. Saiba mais sobre o assunto aqui!



  • Hoja de seguridad del detergente en polvo. Corponor. 2015.
  • McEntee, K., Grauwels, M., Clercx, C., & Henroteaux, M. (1995). Closantel intoxication in a dog. Veterinary and human toxicology, 37(3), 234-236.
  • Rowland, J. (1987). Incidence of ethylene glycol intoxication in dogs and cats seen at Colorado State University Veterinary Teaching Hospital. Veterinary and human toxicology, 29(1), 41-44.
  • Horton, J. W. (1987). Cardiocirculatory function in the intoxicated shocked dog: acid base derangements. Circulatory shock, 22(1), 23-34.