Do que os cães têm medo?

Antes de dividir sua vida com um cachorro, você pode se perguntar do que os cães têm medo. Conhecer os medos de cada animal é necessário para que ele possa ter uma vida plena em um lar.
Do que os cães têm medo?

Última atualização: 30 Abril, 2021

Se você está pensando em compartilhar sua vida com um cachorro e deseja que sua chegada em casa seja a mais tranquila possível, pode estar se perguntando do que os cães têm medo. Alguns animais podem desenvolver fobias se esse assunto não for tratado adequadamente.

Nas linhas a seguir, você vai encontrar os elementos que costumam despertar o medo nos cães, além de uma série de dicas para lidar com essas crises nervosas. Não perca!

Do que os cães têm medo?

Os objetos e eventos que você vai encontrar abaixo podem desencadear reações de medo e ansiedade em cães. Se o seu companheiro canino demonstrar medo em relação a algum deles, é importante não forçar a aproximação em um primeiro momento.

1. Escadas

As escadas são claramente uma invenção feita para humanos, então os cães às vezes podem sentir que vão cair se pisarem nos degraus. Isso ocorre principalmente com os filhotes, quando ainda estão desenvolvendo sua capacidade psicomotora.

Os cães têm medo, principalmente, de escadas vazadas e sem proteção lateral, além das escadas rolantes, pois se movem sozinhas.

2. Ruídos altos

A diferença entre cães e humanos em relação à reação a ruídos altos é que nós sabemos a origem do som. Imagine que você não soubesse o que é o trovão: você não teria medo de um som que vem do céu, repentinamente e muito alto?

Ruídos altos e repentinos como fogos de artifício, tempestades, carros ou gritos os assustam. Infelizmente, isso aumenta a sensação de impotência, pois os cães não sabem qual é a origem do som. Posteriormente, explicaremos como ajudar seu cão se ele tiver esse problema.

Um cachorro assustado debaixo da cama.

3. A solidão

Alguns cães têm medo de ficar sozinhos, o que às vezes leva à ansiedade de separação. Cães que têm uma personalidade mais dependente ou que foram vítimas de maus-tratos são mais vulneráveis a sentir esse medo, pois não toleram bem a incerteza de quando seu tutor vai voltar.

4. Carros

Esse medo assume duas formas: o medo de carros próximos – por causa do ruído, do tamanho e da velocidade – e o medo de andar em um veículo. Este último tem a ver com os sons internos do carro e a sensação de movimento. Os cães também podem ter associado o passeio de carro a sentir tontura ou algum evento traumático.

5. Do que os cães têm medo? O veterinário, é claro

Certamente você já testemunhou a cena de um cachorro tentando desesperadamente não entrar na clínica. É lógico que os procedimentos pelos quais esses animais passam em uma consulta – estranhos fazendo coisas que às vezes doem e não acontecem todos os dias – podem causar medo no seu animal de estimação.

6. Medo de estranhos

O medo de estranhos está fortemente associado a problemas de socialização. Se, além disso, for um cão que teve experiências ruins com humanos, ele pode criar um vínculo com seu tutor e desconfiar de outras pessoas. É importante corrigir esse problema considerando o âmbito social, e não apenas como um medo isolado.

7. Escuridão

Esse medo é mais comum em filhotes, pois à noite a visão muda e alguns objetos ficam irreconhecíveis para eles. Alguns ruídos que ocorrem apenas à noite – animais noturnos, por exemplo – também costumam ser assustadores para um cão.

Como lidar com essas crises nervosas?

A primeira coisa a fazer é identificar quando o cão entra em pânico. Nessas crises, os cães muitas vezes tentam escapar, ficam grudados no chão, defecam, tremem, latem, rosnam e até mesmo atacam. Também é possível observar alguns sinais corporais, como as pupilas dilatadas, as orelhas viradas para trás e o rabo enfiado entre as pernas.

A ação mais apropriada nesses casos é permanecer o mais neutro possível diante do estímulo: você não deve recompensar nem repreender o animal. O cão deve processar esse estímulo por si mesmo, não por meio da sua resposta ao comportamento dele.

Se o cão precisar se afastar, permita que ele faça isso e depois aproxime-se dele aos poucos. Dar um passo de cada faz é essencial para lidar com a maioria das fobias em animais, pois permite que eles ajustem seu próprio ritmo de habituação.

Do que os cães mais nervosos têm medo?

Uma fobia pode ser algo que perturba seriamente a vida de um cachorro, assim como acontece com os seres humanos. Aquilo que para um animal é um medo facilmente superável, para outro mais nervoso pode ser um problema mais grave.

Você sabe do que os cães têm medo?

Para concluir, a principal recomendação nesses casos é que você não deixe o problema escalar. Se você notar que a felicidade do seu cão – e por extensão, a sua – é afetada pelos medos dele, procure um especialista.

Pode interessar a você...
Problemas digestivos em cães: sintomas e causas
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Problemas digestivos em cães: sintomas e causas

Os problemas digestivos em cães geralmente se tratam de colite e gastrite, ambas causadas por diferentes eventos clínicos. Saiba mais!