Cão de montanha dos Pirineus

· agosto 1, 2018
Saiba mais sobre o cão de montanha dos Pirineus.

O cão de montanha dos Pirineus é uma raça de grande porte, imponente que, no início, foi usada para guardar e proteger o gado, assim como proteger as casas. Muitos o confundem com o Mastim dos Pirineus, mas não têm nada em comum entre si, pois são duas raças completamente diferentes.

Se despertamos sua curiosidade para conhecer mais sobre esse cão, fique conosco para descobrir muito mais sobre ele.

O cão de montanha dos Pirineus, um animal majestoso

Origem

É uma das raças mais antigas que existem, e parece ter se originado no País Basco, pois as primeiras menções a esse animal provêm dessa região. Dizem que os pastores desse lugar os empregaram para o pastoreio durante mil anos, pelo menos, e a isso se deve seu nome. Além disso, foram os cães escolhidos pela corte francesa até que desapareceram quando eclodiu a Revolução Francesa.

Sua disseminação pelo mundo foi de tal magnitude que, hoje, é o bichinho favorito na Austrália e Estados Unidos como cão de guarda e de pastoreio.

Características físicas

Você se lembra que falamos sobre a categoria de raça de cães molossos? Então, o cão de montanha dos Pirineus é um deles. No entanto, seus traços fisionômicos são mais estilizados e menos arredondados que o restante dos molossos.

Os machos, por exemplo, chegam a pesar entre cinquenta e sessenta quilos, enquanto que as fêmeas chegam a 40 e 50 quilos. Suas medidas vão desde 70 a 80 centímetros da base do pescoço até o chão, no caso dos machos, e, de 65 aos 75 centímetros no caso das fêmeas.

Como particularidade, deve-se dizer que suas patas traseiras têm seis dedos, ao invés de cinco. Isso acontece, aparentemente, porque os criadores buscaram essa peculiaridade para melhorar sua aderência na neve.

Seu pelo é branco com manchas cinzentas, embora também possam existir espécimes com tonalidade creme, ou, de maneira parcial, no rosto e nas patas. A coloração totalmente branca, algo raro de se ver, também pode aparecer.

cão montanha dos pirineus

Ele não é um dos cães com maior longevidade que existe, já que não costuma passar dos 11 anos de vida.

Personalidade e comportamento

É um dos cães mais leais que existe. Na verdade, em alguns casos, esse cão morreu na luta com ursos com a finalidade de proteger e salvar a vida dos seus donos.

Apesar de ser um cão, é muito independente, mas se dá maravilhosamente bem com as crianças, já que a paciência é uma das qualidades que mais se destaca. Além disso, tem um grande instinto protetor, além de ser valente. Ele não se acovarda diante de ninguém, mas nunca se teve conhecimento de um caso em que o cão de montanha dos Pirineus atacou seus donos ou algum membro da família.

Embora ser guardião seja algo inerente a ele, não fica quieto esperando que algo aconteça. Ele começará a dar voltas e ficar vagando para que nada lhe escape. E se algum perigo ronda os seus, não pensará duas vezes, mais ainda quando sua vida estiver em jogo.

Cuidados especiais

Por causa do seu costume de caminhar constantemente para vigiar, deverá ficar em um espaço amplo e aberto, mas bem cercado, já que poderá sair dos limites e desaparecer por várias horas, e, até mesmo, dias.

Seu pelo precisa de escovação diária para eliminar os pelos mortos e também para evitar que apareçam nós. O exercício físico desempenhará um papel muito importante na vida do cão, já que deverá se exercitar durante, pelo menos, uma hora por dia.

Se você decidir adotar um, lembre-se antes de que, devido ao seu tamanho e força, você precisará de grande quantidade de alimento.

Como você vê, o cão de montanha dos Pirineus é um cão especial e diferente dos outros que talvez você já tenha conhecido. No entanto, se está pensando em ter um como bicho de estimação, não encontrará cão mais leal, valente e protetor.