Centenas de buldogues desfilam em busca do recorde

· junho 16, 2017

A Cidade do México tem muitos atrativos turísticos, assim como uma grande infinidade de atividades para desfrutar durante a sua estadia. As ruas podem ser usadas para protestar ou se manifestar, e, além disso, para realizar diversas marchas. Nesse caso, iremos contar sobre o recorde que tentaram conseguir com um grande grupo de buldogues

Os buldogues que querem bater o recorde

Algo pode ter chamado a atenção de diversas pessoas (residentes ou visitantes) enquanto caminhavam pelo centro da Cidade do México: uma marcha de cãezinhos gorduchos latindo e cheirando tudo. Uma praça repleta de latidos e coleiras. O objetivo era nada menos que conseguir um recorde que os pusesse no famoso livro dos recordes, o Guinness.

No total, 950 pessoas levaram os seus animais de estimação de cara achatada e corpo robusto para essa marcha, com o objetivo de entrar na história. Erick Hernández, presidente do Club Bulldog de México, afirmou que, a nível mundial, são o primeiro grupo que convocou quase mil cães dessa raça para uma ação em um lugar tão popular e visitado de uma cidade.

A meta era conseguir reunir 800 buldogues para quebrar o recorde anterior. Só resta enviar as provas aos juízes da organização Guinness para que possam ser avaliadas e posteriormente certificadas.

Durante a caminhada, que aconteceu no turístico Passeio da Reforma da capital mexicana, os buldogues machos dessa raça maravilhosa estavam com óculos de sol e casacos de times de futebol. Por outro lado, as fêmeas mostraram o seu lado mais coquete, com vestidos de bailarina ou de princesa. Os donos vestiram camisas laranja com uma imagem de um buldogue e com um número para identificar o seu animal de estimação.

Uma das participantes, Gabriela Pérez (que, é claro, participou com o seu buldogue), disse que a sociedade tem uma imagem errada dos buldogues, que consideram agressivos. No entanto, são totalmente o contrário: uma maravilhosa fonte de amor e carinho.

A marcha canina também foi acompanhada por 2.000 pessoas atraídas pelo espetáculo e para alimentar os cãezinhos, que terminaram um pouco cansados de tanto se exercitarem.

Fonte: www.paginasiete.bo

Outros recordes de cães no Guinness

Além da marcha de quase mil buldogues no México para conseguir atingir uma marca histórica, devemos falar de cachorros que conseguiram a tão difícil tarefa de ser um recorde no livro do Guinness. Estes são os mais curiosos e divertidos:

O cão mais velho

O seu nome era Bluey e era da raça pastor australiano. Nasceu em 1910 e faleceu em novembro de 1939. É isso mesmo… tinha 29 anos e meio! O seu recorde de longevidade ainda não foi batido.

O menor cão

Ele se chama Boo Boo e é da raça chihuahua de pelo longo. O seu recorde mundial é nada menos do que ser o menor cão do mundo. Ele só mede 10,16 centímetros. Esse pequeno animalzinho também é uma fonte de amor, sem dúvida alguma.

O cão mais alto

Ele podia ser confundido com um cavalo, mas era um cachorroChamava-se Giant George e era da raça dogue alemão (entre as maiores do mundo). Media 110 centímetros e pesava 113 quilos. Apesar do seu tamanho, era muito dócil, tranquilo e dorminhoco. Gostava de brincar no parque e de dormir com os seus donos em sua casa em Tucson, Arizona, nos Estados Unidos.

O cão com as maiores orelhas

Como não podia ser de outra forma, esse belo bichinho pertence à raça Cão de São Humberto. Seu nome é Tigger e tem as maiores orelhas que um cão jamais teve. Ao estirá-las, a direita mede 34,9 centímetros e a esquerda 34,2 centímetros.

O cão mais caro

Ele tem a cor vermelha e a sua raça é mastim. Pertence a um empresário chinês que pagou nada menos que 1,5 milhões de dólares pelo cão, que se chama Do-Khyi. Mas por que ele custa tanto? Por se tratar de uma das raças mais antigas do mundo, ela pode ser relacionada a Genghis Khan e a Buda.

Fuente das imagens: d1vmfp3l3lxrif.cloudfront.net e www.paginasiete.bo