O que é um centro de recuperação de animais silvestres?

fevereiro 26, 2020
Neste artigo, convidamos você a aprender um pouco mais sobre os centros de recuperação de animais silvestres.

Um Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS) é um estabelecimento onde animais feridos, doentes ou debilitados recebem tratamento para a sua reabilitação. Assim, com sorte, é possível devolvê-los nas melhores condições aos seus habitat naturais.

Que outras atividades são realizadas em um centro de recuperação de animais silvestres?

  • Alguns centros participam de programas de reprodução em cativeiro para espécies ameaçadas.
  • Outros desenvolvem programas onde as pessoas podem “apadrinhar” um animal para ajudar a cobrir os custos de seu cuidado.
  • Alguns analisam amostras das espécies tratadas.
  • Outros realizam censos, comprometem-se com o cuidado de espaços naturais, ajudam na conservação de habitats, etc.

Acima de tudo, os centros de recuperação de animais silvestres se dedicam à conscientização e sensibilização da população em relação às espécies de animais com as quais os seres humanos têm pouco contato. Entre elas, podemos citar o lobo, por exemplo.

Assim, esses locais buscam formas de conciliar o interesse humano com os interesses dos animais. Além disso, esses lugares estão comprometidos com a educação ambiental, aproximando o ser humano da natureza e contribuindo para a gestão da fauna nativa.

Lince na natureza

Funções de um centro de recuperação de animais silvestres

Entre as funções de um centro de recuperação de animais silvestres, destacam-se:

  • Primeiro, o resgate de animais e seus cuidados veterinários.
  • A consequente reabilitação e liberação desses animais na natureza.
  • Além disso, a reintrodução e monitoramento de espécies importantes.
  • Criação e cuidado de filhotes órfãos.
Filhotes de águia em centro de recuperação de animais selvagens
Fonte: http://www.lifebonelli.org/
  • Vigilância epidemiológica de doenças.
  • Colaboração com projetos de conservação, programas de educação e conscientização ambiental, etc.
  • Pesquisas sobre as causas de mortandade da fauna.

As funções de todas as pessoas em um CRAS se complementam e requerem a compreensão e colaboração contínua. Portanto, costuma-se dizer que os departamentos não são fragmentados, mas colaborativos.

Quais instalações são necessárias em um centro de recuperação de animais silvestres?

Muitos dos materiais, equipamentos e medicamentos disponíveis para esses estabelecimentos vêm de doações ou colaborações de outros centros. O ideal é que o local tenha:

  • Uma área de admissão, onde o responsável pelo resgate possa deixar os animais recém-resgatados. Além disso, é preciso avisar ao departamento de enfermagem, que irá buscá-los para o tratamento, em ordem de prioridade.
  • Uma enfermaria, na qual será prestada assistência veterinária a todos os animais.

Além de dados puramente médicos, um CRAS é uma fonte de informações diárias para todos os tipos de estudos relacionados à vida selvagem.

Grupo de javalis

Salas e equipamentos

  • Primeiro de tudo, equipamentos de raios-x e ultrassom.
  • Área de armazenamento de insumos, onde o material cirúrgico e o material a ser utilizado durante as intervenções serão armazenados.
  • Sala de cirurgia, com equipamentos de anestesia por inalação, registro de dados médicos, etc.
  • Sala de necropsia.
  • Laboratório próprio do centro ou externo.
  • Área para répteis: embora os animais mais comuns em um CRAS sejam as aves e mamíferos, instalações especializadas devem estar disponíveis para outros potenciais pacientes.
  • Armazém. Deve-se ter em mente que alguns dos alimentos dos animais silvestres em recuperação vêm na forma de “presas vivas” e requerem instalações muito específicas.

O resto do complexo será composto por “viveiros”, ou seja, as instalações onde os animais são mantidos em observação. Dentro desses espaços, alguns terão que ser reservados para prosseguir com a reabilitação, uma vez que o dano mais grave tenha sido remediado.

Por exemplo, no caso das aves de rapina, são necessárias áreas onde elas possam recuperar a capacidade de voo.

Águia fazendo seu ninho

Não se esqueça de que cada uma das regiões do país terá necessidades diferentes. Por exemplo, as instalações de cetáceos não serão necessárias no interior, mas são muito importantes nos centros do litoral.