Cimarrón uruguaio: tudo sobre essa raça

A marcante personalidade do cimarrón uruguaio o torna um cão difícil de treinar, mas não impossível. Ao receber um bom treinamento, você descobrirá um companheiro leal com grande habilidade para trabalhar como cão de guarda do gado e da terra.
Cimarrón uruguaio: tudo sobre essa raça

Última atualização: 31 Outubro, 2021

O cimarrón uruguaio é um animal forte, com grandes qualidades como cão pastor e guardião. É o único cão nativo do Uruguai e sua história remonta a vários séculos.

Esse canino pode se tornar um animal de companhia fiel. Porém, algumas de suas características tornam muito necessária uma boa educação, além de cuidados básicos, para que ele se desenvolva no ambiente domiciliar de forma adequada. Vamos ver todos os detalhes sobre essa raça.

Origem do cachorro cimarrón uruguaio

A origem dos cães cimarrón uruguaio não é exatamente conhecida. Mesmo assim, certas informações sugerem que esses cães são descendentes dos cães que chegaram com os conquistadores europeus às terras uruguaias, especialmente o cão espanhol alano.

A seleção natural teria feito seu trabalho com esses cães, já que aqueles que foram abandonados ou fugiram durante a conquista tiveram que aprender a sobreviver em um ambiente com o qual não estavam acostumados. Desses primeiros colonizadores, os espécimes mais fortes permaneceram, dando origem ao atual cimarrón uruguaio.

Na verdade, o termo “cimarrón” foi aplicado na América para definir tudo o que um dia foi domesticado e passou para a natureza, referindo-se à localização de seu refúgio nos cumes. Portanto, o termo significaria algo como “aquele que vive nos cumes”. Essa característica de ter se tornado selvagem é o que deu ao cão o nome pelo qual o conhecemos hoje.

A raça passou por períodos muito críticos, porque muitos exemplares foram caçados e mortos no passado. Isso se deveu ao fato de que havia um grande número de espécimes que se reuniam em matilhas e atacavam agressivamente rebanhos e até mesmo caravanas de pessoas.

No entanto, muitas pessoas também viram o potencial da raça como guardião e cão pastor. Por isso, decidiram começar a treiná-la em suas casas, e seu temperamento foi se moldando até chegar ao que se conhece hoje. O Kennel Clube Uruguaio (KCU) estabeleceu o padrão da raça em 1989. Por sua vez, o padrão da Federação Cinológica Internacional só chegou em 2017.

Características do cimarrón uruguaio

Embora possa haver grande variabilidade entre os espécimes, podendo ser classificado como um cão de médio a grande porte, existem certas características estabelecidas como comuns à raça. Por exemplo, o tamanho das fêmeas adultas varia entre 55 e 58 centímetros, enquanto o dos machos é de 58-61 centímetros.

O peso varia de 33 a 40 quilos nas fêmeas e 38 a 45 quilos nos machos. É um cão do tipo molossoide, devido à sua robustez, ao seu corpo musculoso e à sua força. Suas pernas são retas e bastante musculosas, o que lhe permite ser muito ágil e ter grande equilíbrio. Além disso, tem uma cauda grossa e baixa.

No que diz respeito à cabeça, os olhos são amendoados, de tamanho médio e de cor escura, o que confere ao animal um aspecto penetrante. O focinho é um pouco curto e largo, com um nariz largo e preto, embora possa ser de um tom diferente dependendo da pelagem.

Suas orelhas são de tamanho médio, triangulares e caídas. Elas costumavam ser amputados no passado, mas felizmente essa prática atualmente é considerada ilegal em muitos países.

Pelagem do cimarrón uruguaio

A pelagem desse cão é curta, de dupla camada e lisa. Além disso, a seção inferior é mais espessa e densa do que a superior. Quanto aos tons, o malhado e o baio em qualquer uma de suas variedades são reconhecidos como oficiais no cimarrón uruguaio. Ele também pode apresentar manchas brancas, mas apenas se estiverem localizadas no tórax, nas pernas, na mandíbula, na garganta ou na barriga.

Temperamento do cimarrón uruguaio

Esse cão mostra seu caráter forte e tenacidade desde filhote. Portanto, ele deve ser educado e socializado corretamente desde essa fase.

Pode ser um cão muito territorialista com outros animais, tornando-se agressivo se não for devidamente treinado. Por outro lado, se o tempo adequado for dedicado ao seu treinamento, o cimarrón uruguaio será um cão sociável e de caráter equilibrado.

Além disso, esse cão se destaca por ser corajoso e confiante, por isso não desiste até atingir seus objetivos. Portanto, às vezes se mostra um pouco teimoso e é descrito como um animal com uma personalidade muito marcante.

Cuidados com o cimarrón uruguaio

A dieta desse cão deve ser adaptada à vida de um cão enérgico como ele. Além disso, deve estar de acordo com as etapas vitais do canino, atendendo às necessidades nutricionais de cada caso.

Devido à sua natureza de cão pastor, guardião e de caça, esse cão costuma se adaptar melhor à vida em grandes espaços abertos. Se isso não for possível, a estimulação física e mental será ainda mais necessária, pois facilitará a vida em espaços menores.

O exercício físico deve ser intenso por pelo menos uma hora por dia. Isso significa que com esse cão não basta apenas caminhar, também é necessário correr e brincar para que ele se mantenha saudável e libere toda a energia que possui.

Uma boa ideia para essa raça é praticar algum tipo de esporte com seu tutor, como bikejoring, ou fazer circuitos de agility. Em ocasiões em que o exercício só pode ser moderado, seu tempo deve ser aumentado para mais de uma hora.

Higiene do cimarrón uruguaio

A pelagem desse cão requer uma escovação ou duas por semana, de forma a retirar os pelos mortos e a sujeira mais superficial. Isso irá promover a saúde da sua pelagem, além de limitar o banho a uma vez a cada mês e meio ou 2 meses.

As orelhas devem ser verificadas e limpas a cada 15-20 dias, caso haja excesso de cera, ácaros ou outros patógenos que possam causar infecção no animal. Além disso, caso não ocorra um desgaste natural, o tutor do cimarrón uruguaio deve cortar suas unhas para evitar desconforto ou danos.

Treinamento do cimarrón uruguaio

A verdade é que a educação dos cães cimarrón uruguaio não é inteiramente simples. Isso porque a raça conquistou fama de ser muito teimosa e independente, características que dificultam seu treinamento.

Não é um cão muito dócil ou obediente às primeiras ordens de seus tutores. Essa forte personalidade torna essencial conhecer bem o animal e também ter conhecimentos sobre a educação canina para seu treinamento.

Portanto, você deve ser muito constante e usar o reforço positivo como método de treinamento. Mesmo assim, se você não tiver certeza de que conseguirá bons resultados, é sempre melhor procurar um adestrador de cães profissional.

Além do que foi dito, o cimarrón uruguaio deve ser socializado desde filhote para que quando adulto seja um cão equilibrado. No caso de esse cão entrar na vida de uma pessoa como um adulto, um educador experiente será a melhor opção.

Saúde do cimarrón uruguaia

Para que o cimarrón uruguaio goze de boa saúde, são necessários os cuidados mencionados, consultas com o veterinário para vacinar, desparasitar e avaliações regulares. Felizmente, é um cão que costuma ter boa saúde. Em qualquer caso, sempre pode sofrer de certas doenças que costumam ser comuns nessa raça. Entre essas patologias estão as seguintes:

  • Hipotireoidismo: distúrbio em que a glândula tireoide não produz hormônios tireoidianos em quantidade suficiente.
  • Displasia do quadril: é uma instabilidade da articulação do quadril e é típica de raças grandes.
  • Displasia de cotovelo: é uma doença que ocorre com osteoartrite e artrite no cotovelo do animal.
  • Torção gástrica: é uma condição gastrointestinal grave, típica em cães com tórax largo.
  • Obesidade.

É um bom animal de estimação?

Não se pode dizer que o cimarrón uruguaio seja um animal de estimação desaconselhável. Porém, como vimos, devido ao seu temperamento não é o cão mais adequado como primeiro animal de estimação.

É preciso ter muita paciência e perseverança em sua educação, oferecer companhia a ele e entender bem a raça para saber como lidar com ela. Caso contrário, você deve estar disposto a investir em um educador canino para evitar conflitos de convivência.

Além disso, deve-se ter em mente que esse cão pode se tornar um tanto agressivo com outros cães e animais, uma vez que tem seu instinto de cão de guarda e caça profundamente enraizado.

Portanto, a decisão de ter um cimarrón uruguaio como animal de estimação deve ser considerada, embora deveria ser assim no caso de qualquer cão. Se um animal dessa raça for escolhido como animal de companhia, ele proporcionará sua fidelidade ao longo de 10 a 13 anos, já que essa é sua expectativa de vida.

Pode interessar a você...
Saiba tudo sobre a raça Cão Boiadeiro Bernês
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Saiba tudo sobre a raça Cão Boiadeiro Bernês

O Cão Boiadeiro Bernês não é um cão muito conhecido, alguns inclusive o confundem com um São Bernardo, embora suas diferenças físicas sejam óbvias.