Cobra do milho: características, comportamento e hábitat

· novembro 21, 2018

A cobra do milho é muito popular como animal de estimação, apesar de ter que se alimentar de presas inteiras. Suprir essa necessidade pode ser um incômodo para alguns donos.

A cobra do milho (Pantherophis guttatus) é uma cobra americana não venenosa, já que mata sua presa por constrição. Tornou-se uma das cobras domésticas mais populares, apresentando dezenas de variedades.

Como outras cobras, é uma das espécies que não oferece perigo para os seres humanos. Além disso, é muito benéfica para controlar pragas de ratos em plantações, bem como outras espécies, como a coruja.

Ela tem esse nome por estar intimamente relacionada com as plantações de milho, embora alguns afirmem que é por causa do padrão amarelado de sua barriga (que lembra um milho).

O fato é que a espécie costuma procurar roedores nestas plantações e utiliza locais de armazenamento de milho como abrigo.

Características da Cobra do milho

Uma cobra do milho adulta pode chegar aos dois metros e viver mais de 20 anos em cativeiro.

No entanto, na natureza elas geralmente vivem três vezes menos, assim como a maioria das espécies animais.

Quanto à sua reprodução, são cobras que se reproduzem facilmente em cativeiro, e é por isso que têm tido muito sucesso como animais de estimação. Sua reprodução começa no inverno, então as condições do terrário geralmente são modificadas para imitar as estações do ano.

Ovos da cobra do milho eclodindo

A cobra do milho coloca entre uma e duas dúzias de ovos, que são depositados em uma zona quente e escondida.

Esse esconderijo aquecido é necessário pois ela não incuba seus ovos. A casca que protege os filhotes é flexível, dessa forma eles precisam rompê-la.

Comportamento da cobra do milho

Como todos os ofidianos, a cobra do milho é um animal carnívoro que consome principalmente pequenos roedores. Entretanto, também pode se alimentar de ovos de aves, répteis ou anfíbios.

Esse animal se destaca por seu sentido olfativo, embora não possua fosseta loreal. Tal como outras cobras, a cobra do milho exibe comportamentos defensivos, como a vibração da cauda.

Habitat da cobra do milho

Como já foi mencionado, a cobra do milho na natureza prefere plantações como áreas de caça. Assim como prédios abandonados ou com pouca atividade, como armazéns ou fazendas.

Elas podem ser encontradas em grande parte dos Estados Unidos, e os limites de seu território atingem Nova Jersey, Utah e as Flórida. Dada a amplitude de sua localização, seu comportamento varia de acordo com a região. Nas áreas mais frias, hiberna por quatro meses, enquanto que em áreas quentes elas simplesmente aproveitam os abrigos e reduzem sua atividade.

A cobra do milho em cativeiro

Por anos elas foram selecionadas para ter cores diferentes, graças à multiplicidade de genes dominantes e recessivos que influenciam os padrões de pele desses animais.

características da cobra do milho

Existem dezenas de mutações, de diferentes padrões, como listras ou ziguezague, e várias cores, como preto, branco ou até mesmo roxo. Além disso, há híbridos com outras espécies e mutações sem escalas.

Seu temperamento calmo e seu pequeno tamanho a tornou popular como animal de estimação e, apesar de ser uma das cobras mais fáceis de manter em cativeiro, lembre-se de que ela precisa comer presas inteiras, na maioria do tempo roedores. Por isso, torna-se um incômodo para alguns donos.

Você precisará de um terrário de pelo menos 90 litros se tiver uma cobra dessa espécie em casa, que deve ser aumentado caso você possua mais cobras.

A espécie também requer um substrato adequado, como uma árvore de álamo-branco, com vários locais para se esconder.