Com o que alimentar seu cão no verão

· dezembro 30, 2018

Ao alimentar seu cão no verão, você deve hidratá-lo bem, já que é comum que os animais bebam mais água e comam menos.

Embora nossos animais de estimação precisem de uma dieta balanceada ao longo do ano, é essencial redobrar a atenção com a chegada do verão.

Dessa forma, com o calor excessivo, é natural que o apetite de nossos melhores amigos diminua e que eles sintam mais sede que fome.

Portanto, é essencial saber como alimentar o seu cão no verão para fortalecer sua hidratação e manter uma boa nutrição.

Em seguida, analisaremos por que os cães costumam mudar seus hábitos alimentares nos dias mais quentes. Além disso, oferecemos algumas dicas para oferecer-lhes uma dieta completa e refrescante para o seu cão no verão.

É normal que o seu cão coma menos no verão?

Quando as altas temperaturas chegam, o organismo dos nossos peludos apresenta necessidades nutricionais específicas.

Portanto, seus hábitos alimentares também devem mudar para atender a essas novas necessidades orgânicas.

Se estiver muito calor, é provável que o seu cão queira beber muita água e comer menos. Isso os ajuda a se refrescar e diminuir a sensação de cansaço, que é muito comum no verão.

Já que os cães só tem glândulas sudoríparas em suas almofadas, não podem transpirar por toda a pele. Portanto, no verão, os cães costumam arfar o tempo todo para ajudar a regular a temperatura corporal.

A intensidade e a disponibilidade de luz no verão também influenciam no apetite do seu melhor amigo. Foi observado que os mamíferos geralmente reduzem sua ingestão de alimentos naturalmente quando há mais horas de sol no dia.

Pug com vasilha de água

Acredita-se que o cérebro de nossos animais associa a diminuição da luminosidade com a chegada do inverno.

Dessa forma, quando há menos luz, seu pequeno cérebro ‘diz’ ao sistema endócrino para acelerar o metabolismo, armazenar alimentos e se preparar para a escassez.

Por outro lado, se existe uma grande disponibilidade de luz e comida, o metabolismo apresenta um ritmo mais lento.

Por isso, movendo-se menos e tendo um comportamento mais sereno, seu corpo requer menos calorias.

Com o que você deve alimentar seu cão no verão

Durante o verão, é altamente recomendado alimentar seu cão de forma mais leve e variada. No entanto, você deve evitar fazer mudanças radicais ou súbitas em sua dieta.

Isso poderia causar sintomas negativos, como diarreia e vômitos, bem como uma rejeição inicial natural dos novos alimentos.

O ideal seria dividir a quantidade total de alimentos em pequenas porções. Dessa forma, nosso animal de estimação se alimentará regularmente e não se sentirá pesado após comer muito.

Além disso, não sobrecarregar o estômago de uma só vez facilita o processo de digestão e melhora o trânsito intestinal.

Se o seu cão não demonstrar interesse em comer ração seca no verão, uma excelente opção é preparar uma refeição caseira.

Também podemos misturar a ração seca com caldo de galinha ou água quente, para amolecer e formar um mingau.

Além disso, podemos complementar sua dieta habitual, incorporando frutas e legumes como lanches refrescantes e saudáveis.

Nesse sentido, devemos lembrar que é importante oferecer esses alimentos de maneira moderada, pois eles contêm muitos açúcares e fibras, que podem causar diarreia.

Cachorro comendo cenoura

Água, mais necessária durante o verão

Com o calor excessivo, o corpo dos cães geralmente perde uma boa quantidade de líquidos e eletrólitos.

Portanto, o animal precisa beber água ou outras bebidas saudáveis, ficar bem hidratado e recuperar o equilíbrio do seu corpo.

Quando nosso melhor amigo não bebe água suficiente no verão, isso pode desacelerar o metabolismo.

Consequentemente, sintomas como cansaço ou letargia, diminuição da pressão arterial, tontura e até desmaio surgem. Se a ingestão de água continuar deficiente, o animal pode ficar desidratado.

Por outro lado, as funções renais do seu cão também podem ser prejudicadas por um consumo deficiente de líquido. Com o avanço dos danos nos rins, o risco de insuficiência aumenta.

Além de deixar água fresca e limpa à sua disposição no bebedouro, também podemos estimular sua curiosidade e apetite com smoothies e sucos com frutas e legumes.

O mais importante é que essas bebidas contenham uma alta porcentagem de líquidos e ingredientes benéficos para a saúde do seu melhor amigo.

Por fim, devemos sempre lembrar que a orientação de um veterinário é fundamental para oferecer uma excelente nutrição aos nossos animais de estimação.

Antes de incorporar qualquer alimento novo em sua dieta ou alterar seus horários, lembre-se de consultar o profissional em quem você confia.