Como agir diante de uma água-viva?

maio 9, 2018
O fundamental é manter distância desse animal, já que sua picada é venenosa e muito dolorosa. Embora já esteja morta na beira da praia, é preciso evitar o contato com elas, pois seu veneno continua latente.

Também conhecida como água-viva ou mães d’água, a medusa é um animal muito conhecido por todos devido ao seu corpo gelatinoso, parecido com um “guarda-chuva”, e várias pernas ou tentáculos. Assim que vemos uma, nos assustamos porque sua picada é muito dolorosa. Como agir nessa situação? A seguir, vamos dar mais informações.

Características da medusa

Antes de mais nada é bom aprender um pouco sobre esse animal tão característico dos mares. A medusa é facilmente reconhecível por causa de sua forma de “sino” e suas “pernas” longas em forma de véu.

Além disso, chamam a atenção por seu aspecto gelatinoso, porque se movem muito rapidamente e, para isso, enchem essa “bolsa” superior de água. Algumas espécies de medusa têm a capacidade de brilhar para se defender de predadores.

água viva venenosa

Os tentáculos desse animal são compostos por células urticantes, que servem para capturar suas presas ou evitar ser capturada. Cada filamento injeta veneno, cuja toxicidade ou risco vai depender da espécie que recebe a picada.

No caso das pessoas, o contato com uma medusa e seu veneno provoca ardência, vermelhidão, inchaço e dor. Com exceção do ferrão da “vespa-do-mar” ou dos espécimes maiores (Cyanea Physalia), que podem causar a morte em questão de minutos, o resto das espécies injeta um líquido que não é perigoso para os seres humanos.

Como evitar a picada de uma água-viva?

A melhor maneira de evitar a picada de uma medusa é se afastar das zonas onde elas aparecem normalmente. Além disso, recomenda-se não incomodá-las nem tocá-las, inclusive, quando estiverem mortas na beira do mar, já que seu veneno continua latente por vários dias depois da morte.

água viva

Entre os conselhos para que você não seja picado por uma medusa, destacamos as seguintes ações:

1.Preste atenção ao entorno

Os salva-vidas, da mesma maneira que os moradores locais, saberão informá-lo sobre o aparecimento ou quantidade de medusas em uma praia ou zona em particular, e, sobretudo, se é comum as pessoas serem picadas por elas nesse local.

Uma dica é você não entrar na água quando houver ventos fortes demais, já que eles “carregam” as medusas para muito perto da costa. Se a área for propensa ao aparecimento de “água-vivas” ou grupos desse animal, mude de local na medida do possível.

2.Identifique sinais de advertência

Quando uma praia é “visitada” por medusas de maneira frequente, costuma haver cartazes que avisam os turistas e viajantes. Alguns desses sinais são permanentes e outros são colocados quando os salva-vidas avistam uma grande população desse animal marinho.

Em determinadas zonas costeiras, pode-se colocar uma bandeira de cor roxa, que indica que é temporada de medusas e de outras espécies perigosas. Não entre no mar se você vir uma bandeira dessas flamejando na beira do mar.

3.Proteja o seu corpo

Se você quiser dar um passeio pela beira do mar, recomendamos que ande calçado. Assim, vai evitar o contato com uma medusa morta ou moribunda, ou, até mesmo, com uma que tenha sido arrastada para a costa por uma corrente marítima.

Ao andar descalço, você tem maior possibilidade de se machucar pisando em uma pedra, concha ou qualquer objeto que esteja pelo caminho. E vai ficar mais vulnerável a picadas de medusa ou caranguejos!

Caso você queira nadar ou surfar, o mais aconselhável é vestir um traje de neoprene para cobrir a maior parte do seu corpo. Dessa forma, se uma medusa tentar te picar, vai ser muito difícil para ela perfurar o tecido e alcançar sua pele.

4.Não toque nas medusas com a mão

Tenha muito cuidado, porque esse animal muitas vezes é confundido com uma sacola de plástico jogada na areia. Certifique-se de que não se trata de um objeto descartado antes de manipulá-lo. E se você perceber que, na verdade, é uma medusa, a primeira coisa que deve fazer é avisar ao salva-vidas para que ele se encarregue de retirá-la ou devolvê-la ao mar de forma segura.

5.Afugente-as

Uma boa técnica para evitar que as medusas se aproximem de você quando entrar na água é arrastar os pés na areia. Diferentemente do que se acredita, o animal não vai picar você, mas sim vai se afastar o mais rápido possível do seu lado.

E se você sente muito medo ao vê-las, o melhor a fazer é sair imediatamente da água, mas tem que fazer isso com muita calma para não assustá-la, pois ela pode reagir atacando. Claro que quando você já estiver na beira do mar, alerte o salva-vidas sobre a situação.