Como evitar insetos em sua piscina

· dezembro 31, 2018

Com a chegada do verão, é muito provável que apareçam alguns visitantes em sua piscina, como vespas e abelhas. Para evitar insetos como estes, você tem que ter em mãos uma série de produtos e um plano de tratamento eficaz.

O verão chegou e com ele o desejo de curtir a piscina em casa. No entanto, a estação também é propícia ao surgimento de todos os tipos de insetos que podem tornar a experiência um pouco desagradável.

Uma grande variedade de besouros, abelhas, vespas e outros animais cairá na água e isso pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça. Como evitar insetos em sua piscina?

A seguir, veremos algumas recomendações para que o verão seja agradável e livre de pragas.

Por que insetos gostam de piscinas?

Durante o verão, a água da piscina apresenta uma temperatura morna e constante. Insetos, por terem sangue frio, são naturalmente atraídos por ela.

Portanto, é muito comum encontrar uma grande variedade de invertebrados banhando-se ou mortos na piscina.

Os insetos que são encontrados com mais frequência na piscina são percevejos, vespas e abelhas, entre muitos outros.

No entanto, alguns deles morrem rapidamente minutos depois de entrar em contato com a água. Este é o caso, por exemplo, de vespas e abelhas.

Por outro lado, outros podem ficar horas debaixo d’água sem respirar. Estes ‘insetos aquáticos’ permanecerão vivos e continuarão na piscina por um longo tempo.

como evitar insetos na sua piscina: vespa

Manutenção: um aspecto fundamental

Ter uma piscina em casa é uma excelente maneira de aliviar o calor e aproveitar os dias de verão. No entanto, a instalação de determinados equipamentos e acessórios é necessária para o funcionamento adequado.

Também é essencial realizar um trabalho de manutenção rigoroso. No caso de insetos, essa manutenção é fundamental para combatê-los.

Se houver uma invasão de insetos em sua piscina, existem alguns produtos que permitem que eles sejam controlados, regulando o pH da água.

O tipo de produto dependerá dos insetos a serem eliminados. Após a aplicação, recomenda-se a realização de um tratamento com produtos clorados, também disponíveis no mercado.

Finalmente, o sistema de filtragem deve ser usado ​​para eliminar os insetos mortos. Após estas operações, será necessário enxaguar os filtros.

Depois que este tratamento intensivo for feito, será necessário manter a piscina nestas condições ótimas. A manutenção inclui revisão regular do equipamento de cloração, bomba, filtros e outros acessórios, que devem estar funcionando corretamente.

Também é necessário realizar testes de água permanentemente para verificar o pH, que deve permanecer entre 7,2 e 7,6. Além disso, o nível de cloro deve ser adequado.

Cachorro com bola na piscina

Medidas para evitar insetos em sua piscina

Além da manutenção profissional, existem algumas medidas simples que podem ser aplicadas para evitar insetos em sua piscina.

Você pode, por exemplo, adicionar um pouco de detergente na água, pois assim os insetos não poderão se estabelecer na superfície.

Outro segredo é adicionar um pouco mais de cloro em dias de muito calor ou maior uso. Da mesma forma, é altamente recomendado cobrir a piscina nos dias em que ela não será usada.

Essa medida pode parecer complicada no começo, mas é apenas uma questão de hábito.

Uma medida muito simples, mas também muito eficaz, é catar manualmente os insetos com uma rede. Além disso, também é muito útil colocar armadilhas para eles. No mercado, existem vários tipos e modelos.

Plantas: grandes aliados anti-insetos

Colocar plantas ao redor da piscina pode ser uma excelente opção para assustar os insetos. E também ajudará a criar uma atmosfera alegre e acolhedora.

Uma dessas plantas, que também não requer muito cuidado, é o gerânio.

Se você quiser evitar que as vespas se aproximem, é melhor escolher gerânios vermelhos. Se você também quer assustar os mosquitos, então o ideal é combiná-los com o gerânio-limão. Esta espécie emite um leve cheiro de limão que repele os mosquitos.

A citronela é muito eficaz para manter afastados mosquitos, vespas e abelhas. O mesmo vale para a magnólia.

Além disso, sabe-se que o jasmim também afasta os mosquitos, por isso seu uso é comum no sul da Espanha para evitar picadas.