Como impedir seu gato de morder os fios em casa

Prevenir acidentes graves em casa é evitar que seu gato morda cabos conectados a uma fonte de alimentação. Aqui estão algumas dicas para fazer isso.
Como impedir seu gato de morder os fios em casa

Última atualização: 22 novembro, 2021

Impedir o gato doméstico de morder os cabos da casa não é apenas necessário para evitar a destruição dos pertences, mas para manter o seu animal seguro. É um hábito que na melhor das hipóteses vai provocar lesões no felino, mas na pior das hipóteses pode causar sua morte ou até mesmo um incêndio.

Mas por que eles criam o hábito de morder os fios? Para encontrar as melhores soluções para esse problema de comportamento, a primeira coisa a fazer é responder a essa pergunta. Não perca as linhas a seguir, pois elas serão de grande ajuda para você.

Por que os gatos mordem os fios?

Encontrar fios danificados em carregadores, computadores ou até mesmo eletrodomésticos (ou pior, descobrir o problema quando param de funcionar repentinamente) é uma frustração constante em algumas casas. Os gatos parecem adorar tudo o que pende ou lembra o rabo de um animal, pois desperta o instinto de caça.

No entanto, o primeiro passo para evitar que um gato morda os fios da casa é identificar por que ele está fazendo isso. Nem sempre se trata de uma brincadeira, pois esse ato pode ter algumas das causas que vamos contar a seguir:

  • Problemas dentários: quando os gatos estão com um problema na boca que causa dor, eles morder fios para buscar alívio.
  • Tédio: um gato que não tem estimulação suficiente em seu ambiente buscará uma maneira de se divertir. Os fios expostos são uma opção atraente para alguns gatos que não têm muito o que fazer em casa.
  • Problemas de saúde : algumas doenças, como o hipertireoidismo, aumentam a atividade do animal e seu apetite, que se traduz em mastigar tudo ao seu alcance. Outros animais com mobilidade reduzida poderiam brincar com o que têm ao seu alcance, como no caso de pacientes com osteoartrose.
  • Pica: o transtorno de pica consiste na ingestão de substâncias não alimentares e incomuns. Isso geralmente ocorre devido a distúrbios de comportamento ou deficiências nutricionais, em que o felino busca alimentos atípicos para supri-los.
  • Comportamento obsessivo: o estresse e a ansiedade levam qualquer animal a buscar formas de alívio por meio das compulsões. No caso dos gatos, esse ato pode assumir a forma de mastigar e quebrar fios.

Encontrar a causa desse problema (mesmo sabendo os motivos mais comuns) é difícil. Será necessário conhecer a fundo o seu felino e saber quais fatores ambientais o estressam, além de ser capaz de controlá-lo para verificar sua saúde periodicamente.

Um pequeno gato mastigando fios.

Como evitar que o gato morda os fios em casa

O procedimento é simples: depois de descobrir o que está fazendo seu gato morder os fios, você terá que eliminar a causa e implantar uma solução para impedir esse comportamento. Para isso, confira uma série de dicas:

  1. Use remédios caseiros: existem misturas caseiras muito eficazes para dar aos cabos um sabor desagradável. Aromas picantes ou azedos tendem a funcionar muito bem, mas certifique-se de não usar nada que possa ser tóxico para o seu felino.
  2. Use tecnologia sem fio sempre que puder.
  3. Cubra os cabos com protetores de PVC: existem no mercado protetores especializados para animais de estimação. Além disso, esses tubos costumam ser úteis para arrumar lugares com muitos cabos elétricos, o que também é um método de prevenção de incêndio.
  4. Esconda os cabos diretamente: atrás de móveis, reunidos em cantos inacessíveis, e assim por diante. Os cabos que ficam espalhados no chão e os que pendem são os mais chamativos para os felinos.
  5. Ofereça alternativas seguras ao gato: se ele não ingerir os pedaços que morde, você pode oferecer ao animal outros objetos para mastigar, como papelão ou brinquedos especializados.
  6. Enriqueça a vida do seu gato: manter o felino entretido não só evitará o aparecimento de problemas de comportamento, mas também poderá desfrutar de momentos de qualidade com ele.

Atuar sobre o próprio comportamento do gato é um bom complemento para a readequação do meio ambiente. Para felinos muito ativos, o prêmio pode vir na forma de jogos de alta atividade: gastar as energias é positivo para que os felinos não fiquem focados nos fios.

A punição é boa para impedir meu gato de morder os fios?

Muitas pessoas usam o método de punição remota (como o típico jato de água), mas, do ponto de vista do treinamento positivo, não é uma estratégia útil. Primeiro, porque o gato não suprime seu comportamento quando você não está presente e, segundo, porque eletricidade e água nunca se deram bem.

Existem impedimentos que são muito úteis para modificar o comportamento, como dispositivos que emitem um chiado quando o gato se aproxima. Por outro lado, você pode ordenar firmemente que seu animal de estimação se afaste e, quando ele o fizer, recompensá-lo. Em qualquer caso, o melhor método será sempre proporcionar ao felino um enriquecimento ambiental adequado e evitar que tenha acesso aos cabos.

Um gato mordendo fios.

Por último, não se esqueça de levar seu gato ao veterinário para descartar doenças subjacentes que podem estar causando o comportamento. Além disso, um etologista felino será de grande ajuda para resolver problemas comportamentais e eliminar possíveis fontes de estresse.

This might interest you...
Como fazer uma academia caseira para gatos?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Como fazer uma academia caseira para gatos?

Fazer uma academia caseira para gatos não é tão complicado quanto pode parecer. Além disso, trará grandes benefícios ao felino.



  • Chadwin RM, Bain MJ, Kass PH. Effect of a synthetic feline facial pheromone product on stress scores and incidence of upper respiratory tract infection in shelter cats. J Am Vet Med Assoc, vol. 251 no. 4, pp. 413-420, 2017. doi:10.2460/javma.251.4.413
  • Unusual Eating Habits in Dogs and Cats. University of California at Davis Veterinary Medicine.
  • Feline Behavior Problems: Destructive Behavior. Cornell Univeristy Feline Health Center.