Como não fazer do banho um trauma para o seu cão

Alguns cães são especialmente medrosos quando se trata de higiene. Para evitar esse medo, todos os passos devem ser colocados em prática de forma progressiva e sem movimentos bruscos.

E mais uma vez nosso cachorro nos vê com a toalha e com a banheira preparada para lavá-lo. Ele se esconde no canto mais inóspito que conhece na casa. Cada vez seu comportamento é mais arisco e você tem medo de que o banho possa ser um trauma para o seu cão. Se não quiser que isso aconteça, tome nota destas dicas que tornarão a experiência mais agradável.

Evite que o banho seja um trauma para o seu cão

Tomar banho é algo inevitável para nossos animais de estimação, mas podemos fazer muitas coisas para ajudar a tornar a experiência mais agradável. Estas são algumas:

‘Enganá-lo’

Sim, sabemos que soa um pouco feio, mas você sabe que, assim que ele vê você preparando tudo, e que está procurando por ele para levá-lo ao banheiro, ele foge, então o melhor será fazer tudo de uma maneira mais sutil. Se houver outra pessoa em casa, você pode pedir para ela levá-lo para passear e, enquanto ele estiver fora, prepare tudo o que você precisará para dar banho nele.

Este terá sido o primeiro passo que o seu cão não verá e, portanto, não sentirá mais o medo do que o aguarda. Quando ele chegar da rua, ele vai ficar louco por te ver, então você deverá aproveitar o momento para pegá-lo e levá-lo ao banheiro lentamente.

 Cão na banheira

Evite que fuja

Isto pode parecer óbvio, mas não se esqueça de fechar a porta do banheiro quando estiver dentro com ele ou ele fugirá assim que puder e você não o verá o dia todo.

Falar e cantar

É normal que, quando ele se encontrar no meio da armadilha que você montou, tenha medo e comece a tremer. A melhor maneira de acalmá-lo é falar suavemente e dizer-lhe que nada está acontecendo, que você está com ele e que o ama.

Você também pode cantar para ele, uma vez que foi provado que as músicas influenciam diretamente e de forma benéfica sobre as emoções do animal.

Chegou o momento

Bem, depois de já estar no banheiro e conseguir acalmá-lo um pouco, é hora de colocá-lo na banheira. Não a encha e o coloque abruptamente nela. É melhor que ela esteja vazia e que você já tenha aberto a água, com a temperatura controlada.

Se você fizer isso com o cachorro dentro, pode estar muito frio ou muito quente, e vai ser assustador. Comece a molhá-lo pouco a pouco, comece pelas patas e vá subindo lentamente, enquanto o acalma com a mão. Isso irá relaxá-lo.

Quando você aplicar o xampu, não deixe que entre em contato com os olhos e faça uma massagem relaxante que ajudará o seu cão a manter a calma. Lembre-se de que o objetivo é que essa experiência não seja um trauma para o seu cão.

A secagem

Acredite ou não, a secagem é algo de que os cães não gostam muito. Especialmente se você fizer isso com um secador de pelos. É melhor começar com uma toalha e pela cabeça, suavemente.

Secar cachorro

Então desça pelas costas e pelas patas. Não seja brusco e nem pense que você está esfregando um ser sem vida. Faça isso com movimentos circulares e sem exercer muita pressão. É melhor evitar os secadores, porque o barulho e o vento são temidos pelos nossos animais de estimação.

Se estiver ensolarado, leve-o para passear e ele secará rapidamente. Então, quando você chegar em casa, você poderá penteá-lo e passar uma colônia, algo que ele pode não gostar também. Recomendamos que você a passe em suas mãos e, depois, passe nele, pois assim será menos traumático.

Se você seguir estas dicas simples e básicas, conseguirá fazer com que o banho não seja trauma para o seu cão e é possível que, quando você for banhá-lo novamente, ele fique mais tranquilo.

Recomendados para você