Seu cachorro odeia ir para a tosa? Confira estes conselhos

· julho 4, 2018
Desconhecidos, outros cães ou os acessórios que podem ser estranhos - tesoura, máquina ou secador - podem causar um estado de estresse ou de grande nervosismo.

Apesar de serem limpos, bonitos e climatizados, há cães que odeiam ir para o pet shop, pois sabem que serão tosados e tomarão banho. Se seu cão chora, fica estressado e tenta fugir, pode ser o caso dele. Nós lhe daremos algumas dicas para tornar a experiência um pouco mais suportável.

Cães que odeiam o pet shop

Aos olhos de um cachorro, o pet shop é um lugar muito estranho: uma pessoa desconhecida toca todo o seu corpo, traz instrumentos estranhos, como tesouras e máquinas. Levantam as suas caudas, tocam dentro de suas orelhas, molham e esfregam e, para terminar, o secador provoca uma sensação muito desconfortável e barulhenta.

Portanto, há cães que odeiam o pet shop porque sabem que lá é onde serão banhados e tosados. Cada cão reage de uma forma, mas o mais comum é que eles comecem a tremer de medo, tentem fugir ou que queiram atacar o tosador para se defender. Mas a experiência não tem que ser tão desagradável e podemos tentar minimizar o mal-estar com estas dicas:

Aparando os pelos

Identifique o que faz ele ter dificuldades

A primeira coisa que devemos fazer é identificar qual é a experiência que torna o momento no pet shop tão traumático. Se essa experiência for dispensável, com a eliminação dela, uma grande parte do problema seria resolvida.

Por exemplo, há pessoas que ficam no pet shop esperando que terminem de dar banho no cachorro. No entanto, a presença do dono torna o animal mais nervoso ainda: com o dono deixando o local ou se afastando da visão do cão, muito do estresse desaparece. Da mesma forma, há cães que não querem ficar sozinhos com o cabeleireiro: se ficarmos com ele, o cachorro se sentirá melhor.

Para muitos cães, o que causa um grande medo é o secador: o ar quente provoca uma sensação desagradável na pele, juntamente com o grande barulho que muitos deles fazem. Se você pedir ao cabeleireiro para parar de usar o secador, e fizer uma boa caminhada depois do banho para secá-lo bem, estará evitando sua maior fonte de estresse.

Talvez seja possível que o cão não goste de ser manipulado e tocado sob as pernas ou de levantar as orelhas. Em casa, através de brincadeiras, prêmios e afagos, você pode mostrar a ele pouco a pouco que não é ruim tocá-lo. Claro, se em toda a sua vida, apenas o cabeleireiro levantou as pernas e tocou os dedinhos dele, é claro que ele não irá gostar quando você o fizer!

Banho em cachorro

Por outro lado, há cães que não odeiam o pet shop especificamente, mas apenas o ir e vir. Mesmo quando reconhecem que descem na rua do estabelecimento, diminuem a velocidade, tentam escapar ou se recusam a andar. Nestes casos, para reduzir a carga negativa deste lugar, outras coisas podem ser feitas:

  • Não desça essa rua só para ir ao pet shop. Incorpore o caminho aos passeios habituais dele, apenas para andar em volta dela. As primeiras vezes que ele não quiser entrar nela, não force. Vá ganhando metros pouco a pouco, com paciência, sem repreender e respeitando quando ele decidir voltar.
  • Comece a gerar experiências positivas nessa rua: uma brincadeira que ele goste, jogue prêmios no chão, encoraje-o e elogie-o quando ele decidir caminhar nela.
  • Quando a rua não é um problema, vá ao pet shop para fazer outras coisas, também agradáveis: você pode entrar apenas para dar um prêmio ou para cumprimentar o cabeleireiro.

Com esses passos e com um pouco de paciência, a ansiedade relacionada ao local diminuirá. Ao lado dela, o resto do nervosismo, do medo ou da ansiedade de passar pelo banho também serão reduzidos.

Estes são apenas alguns exemplos das coisas que acontecem aos cães. Cada animal é único e ninguém o conhece melhor do que sua família humana: observe seu animal de estimação, veja como ele reage a certas situações. Assim, você poderá chegar ao motivo de sua reação e eliminá-la ou apaziguá-la.

Cabeleireiro em casa para cães que odeiam o pet shop

Se o problema do cão é ir até o estabelecimento, o cheiro de outros cães ou o som de outros secadores em funcionamento, você pode fazer sessões de cabeleireiro em casa. Há cabeleireiros profissionais que podem fazer visitas domiciliares ou, ainda, você também poderá aprender a banhar o seu cão em casa.

Banho em casa

O banheiro de casa é um ambiente familiar e tranquilo para o animal. Além disso, é mais fácil adaptar-se ao ritmo do cão para não estressá-lo ainda mais. Assim, lugares desconhecidos, cheiros estranhos e a presença de outras pessoas ou animais que causam nervosismo ou medo são evitados.

Cabeleireiro de baixo estresse

Em algumas cidades, os salões caninos de baixo estresse estão surgindo. Nesses locais, os cabeleireiros conhecem a linguagem dos cães e, portanto, entendem se eles estão à vontade ​​ou nervosos: sabem como ajudá-los, tranquilizá-los e podem dedicar o tempo necessário para seu banho ou corte de pelos.

Descubra se você tem um tosador com essas características nas proximidades e converse com seus gerentes para ver se eles se adaptariam ao seu cão. Tente e veja se ele irá gostar mais dessa experiência ou se irá continuar reagindo com muito nervosismo.

Banhos frequentes faz mal para os pelos dos cães, há algumas raças que necessitam desse e de outros cuidados profissionais, mas que têm dificuldades para enfrentar a rotina de higiene no pet shop. Siga as dicas acima para tornar este processo um pouco mais suportável para o seu animal de estimação.