Como os gatos aprendem a caçar

abril 13, 2019
Os gatos têm a fama de caçar ratos desde que gatos e pessoas passaram a estar juntos; porém, por mais estranho que possa parecer para algumas pessoas, os gatos não nascem sabendo caçar.

Os gatos selvagens caçam instintivamente para obter comida, mas no caso dos domésticos, como os gatos aprendem a caçar, se esta não é uma necessidade vital para eles? Descubra como você pode estimular o seu instinto natural.

Ensinar a caçar: o papel principal da mamãe gata

A mãe de um gato doméstico é a primeira a desempenhar um papel no desenvolvimento do instinto de caça de um gatinho. Os gatinhos aprendem o básico da caça por volta das cinco semanas de vida, assim que conseguem andar sozinhos, ao observar o comportamento da mãe.

Ela não só ataca a sua presa e a come na frente dos seus gatinhos, como também produz sons para chamar a sua atenção. Então, ela traz a presa para os gatinhos e começa a comer o animal. Os gatinhos vão começar a brincar com a presa; depois de um tempo, os pequenos gatinhos também vão caçar sozinhos.

A caça se torna mais importante do que brincar

Com cerca de 8 semanas de vida, os gatinhos deixam de brincar com a presa e começam a se comportar como verdadeiros caçadores. Quando os gatos saem para caçar, isso se torna mais importante do que brincar. No entanto, depois de pegar a presa e comê-la, eles voltam a brincar com seus irmãos facilmente.

Como os gatos aprendem a caçar quando vivem com humanos

Alguns gatinhos não têm a oportunidade de aprender os conceitos básicos da caça com a mãe; por esse motivo, você pode querer se envolver no desenvolvimento dessa habilidade. Você pode estimular o seu gatinho com certas atividades como, por exemplo, brincadeiras de perseguição e presas falsas.

Você deve tomar certas precauções e, em vez de usar as suas mãos, tentar encontrar uma bola pequena ou uma pena amarrada a uma corda.

Como você pode estimular os gatos a caçar

Como os gatos caçam

Quando os gatos aprendem a caçar, eles desenvolvem uma técnica muito precisa e organizada. Primeiramente, eles localizam a presa. Em seguida, fazem várias manobras para se aproximar dela, tais como se deitar e se mover furtivamente para que possam passar despercebidos. Então, eles recolhem as patas traseiras quando se aproximam o suficiente da presa e, finalmente, dão um sprint ou saltam para capturar a vítima.

Os gatos são ‘equipados’ com um senso de audição muito sensível e podem identificar os ruídos e sons produzidos pelas suas presas. Às vezes, eles podem ouvi-las a vários quilômetros de distância.

É recomendável que você evite que o seu gatinho vá para muito longe nos seus primeiros dias de caça. Você pode usar equipamentos para rastrear os seus movimentos e assim encontrá-lo facilmente quando as suas expedições de caça ficarem muito longas.

A visão dos gatos permite que eles vinculem a imagem aos sons, enquanto o cheiro parece representar um papel menor. O sentido do paladar é complementar aos outros sentidos, e ajuda os gatos a escolherem as presas mais apetitosas, ao invés de insetos amargos.

A caça é natural e controversa

O comportamento que leva os gatos a caçar nos beneficiou por muito tempo ao manter as populações de roedores controladas. No entanto, atualmente, a predação por parte dos gatos nunca foi tão controversa.

A caça é natural e controversa

À medida que nos expandimos para habitats sensíveis, levamos nossos gatos conosco e, quando eles fazem o que é natural, provocam um debate furioso, principalmente quando as suas presas são as aves.

Vale a pena destacar, no entanto, que alguns biólogos indicam que os gatos selvagens sobrevivem principalmente do furto, não da caça. Eles inclusive apontam que, quando caçam, a sua presa é mais frequentemente um rato indesejado, e não um pássaro raro.

No entanto, qualquer ave é demais aos olhos dos amantes dos animais, e o debate sobre os gatos em liberdade não mostra nenhum sinal de que possa se acalmar no futuro. E assim também será o debate sobre como manter os gatos dentro de casa.

A caça com a técnica da pesca

A pesca também requer habilidade e altas doses de paciência. Normalmente, o gato espera em um lugar um pouco afastado até que o candidato certo apareça; então, ele usa a pata como se fosse uma colher para tirar o peixe da água. Em águas rasas, o gato pode usar as duas patas para pular e agarrar o peixe.

Nem todos os gatos são capazes de aperfeiçoar a técnica da pesca, provavelmente devido à dificuldade de contato visual com a água. Mas mesmo os gatinhos que moram em locais secos usam a técnica da colher para ‘pescar’ em algum buraco de onde possa sair algo delicioso.

https://docandphoebe.com/blogs/the-catvocate-blog/hunting-a-learned-skill-from-mother-by-the-kitten