Como prevenir e tratar o ciúme nos bichos de estimação?

junho 10, 2018
Os sentimentos não são uma característica exclusiva dos seres humanos. Por isso, é normal que, às vezes, um bicho de estimação sinta ciúme quando chega um novo integrante na família.

Os animais são seres que sentem e experimentam emoções, da mesma forma que as pessoas. Por isso, é comum que os bichos de estimação sintam ciúme: seja de um outro animal, de uma visita ou de um bebê. A seguir, daremos alguns conselhos para que você seja capaz de prevenir e tratar esse tipo de comportamento.

O ciúme em bichos de estimação: causas

Não é possível determinar se um animal será ciumento ou não até que surja determinada situação. Em geral, os bichos de estimação estão acostumados à presença de outros seres, mas, às vezes, não conseguem reprimir o ciúme que sentem deles.

Você sabia que, por exemplo, os cães de raças de pequeno porte costumam ser territoriais e possessivos em relação aos seus donos e objetos? Eles consideram qualquer “intruso” uma ameaça. As raças de maior porte costumam, no entanto, ser mais sociáveis e companheiras.

Claro, isso não quer dizer que ter um Golden retriever ou um Boxer vai ser motivo suficiente para que o animal não sinta ciúme: também influi muito o adestramento que recebeu. Se o cão foi criado como o bebê da casa, e, de repente, aparece uma criança “de verdade”, é provável que ele se sinta deslocado ou abandonado.

animais ciumentos

O mesmo pode acontecer se a família adotar um bicho de estimação novo: o recém-chegado se tornará o culpado pela falta de atenção ou cuidados. Nesse caso, além disso, surge a competição para ver quem é o preferido ou quem merece mais mimos e carinho.

Conselhos para evitar o ciúme nos bichos de estimação

Os animais não podem falar, mas podem se fazer entender sim. Por isso, se o seu bicho de estimação está com ciúme, você vai se dar conta disso pelas mudanças de atitude dele. Ele sentirá irritação, apatia, ansiedade, tristeza e terá atitudes possessivas.

Além disso, é provável que destrua seus brinquedos ou cama, que faça xixi nos lugares proibidos e que queira atacar a suposta ameaça. Alguns conselhos que podem ajudar você a fazer com que seu cão não sinta ciúme de outro ser que agora habita na sua casa:

1. Dedique-lhe tempo

É verdade que, se você teve um bebê há pouco tempo, é um pouco difícil que tenha tempo para dedicar ao seu bicho de estimação (ou algo mais que não seja uma criança). No entanto, você deve tratar de reservar alguns minutos para brincar com ele ou pelo menos fazer carinho nele por um momento.

Por exemplo: antes de ir para a cama dormir, deite-se no sofá e deixe que ele se sente no seu colo ou aos seus pés. Muito melhor seria se você pudesse jogar uma bola ou espeto de madeira para brincar; mas só de o animal saber que você se interessa por ele já será suficiente.

2. Apresente-lhe os novos integrantes

É muito importante que você faça a devida apresentação no caso de haver um novo bicho de estimação ou depois da chegada de um bebê ao lar. Deixe que se conheçam e que dividam momentos juntos.

Se o ciúme aparece porque você adotou um cão ou gato, a princípio faça o possível para que cada um tenha o próprio espaço e pertences: duas camas, dois comedouros, dois brinquedos semelhantes, duas correias, etc. No futuro, haverá tempo o suficiente para compartilharem suas coisas, mas, a princípio, é melhor separá-los para evitar problemas.

3. Faça valer a sua autoridade

Não se sinta culpado por causa do ciúme que seus bichos de estimação sentem: é normal e tem solução. Se você não está prestando atenção o suficiente ao seu cão, ele perceberá isso e pedirá ainda mais cuidados.

animais com ciúmes

Em nenhum momento você deve permitir que ele “faça o que quiser” porque está triste, pelo contrário, o animal tem que continuar seguindo suas ordens como sempre. Dessa forma, ele se dará conta de que você continua sendo aquele que manda.

4. Evite a competição direta

Se o seu cão é muito territorial, não é uma boa ideia que leve outro animal para casa, nem que seja do mesmo sexo, porque isso aumentará o ciúme entre eles. Você pode aproveitar para esterilizar os dois, e, assim, reduzir os problemas.

Além disso, não faça nenhum tipo de diferenciação entre eles porque, mesmo que você não acredite, eles se dão conta de tudo. Ambos são iguais perante seus olhos e isso deve ser levado em consideração: se você der um brinquedo para um, o outro também deverá receber um brinquedo; se você o leva para passear, o outro deve ir junto; se você brinca com um, o outro pode participar, etc.