Como saber se um gato é destro ou canhoto?

· maio 8, 2019
Embora na espécie humana a grande maioria dos indivíduos seja destra, nos gatinhos a diferença não é tão grande, e pode ser averiguada com uma série de “experimentos” caseiros.

Assim como acontece com as pessoas, alguns mamíferos podem ter uma maior habilidade com uma perna do que com a outra. Você gostaria de saber se seu gato é destro ou canhoto? Neste artigo você vai aprender como descobrir.

Animais destros e animais canhotos

Os seres humanos têm uma clara preferência desde que começam a usar as mãos para pegar objetos, escrever ou escovar os dentes. Sabe-se que 9 de cada 10 pessoas são destras, mas agora as pesquisas foram um pouco mais longe e tentaram descobrir se os animais são destros ou canhotos.

Os estudos começaram nos anos 70 e até agora foram analisados os hábitos de vários mamíferos, como baleias, cangurus e primatas.

É claro que os animais de estimação também estavam sendo observados pelos olhos dos cientistas, que ainda hoje estudam o predomínio manual ou a preferência de uma pata sobre a outra nas atividades cotidianas. O objetivo é determinar se essas escolhas estão relacionadas a um fator cerebral ou se são decorrentes de outra coisa.

No caso dos felinos, o estudo acompanhou mais de 40 gatos durante três meses. O trabalho era registrar em qual perna eles davam o primeiro passo para subir as escadas, entrar na caixa de areia, tentar pegar um objeto ou brincar com brinquedos. Além disso, também analisaram se os animais se reclinavam mais para um lado do que para o outro.

Ensinar um gato a dar a pata

O comportamento espontâneo dos gatos mostrou que três quartos dos analisados mostraram uma preferência pela mesma perna.

De acordo com o estudo, as fêmeas eram mais propensas a serem destras e os machos a serem canhotos. Concluiu-se que 50% dos gatos são destros, 40% são canhotos e 10% são ambidestros.

Portanto, a população de gatos canhotos é maior do que a dos humanos que usam a mão esquerda em suas vidas diárias. Além disso, outro fato interessante é que, no caso dos cães, metade é destro e metade é canhoto… Não há ambidestros!

Como saber se seu gato é destro ou canhoto?

Se você tem um gato em casa, provavelmente quer saber se ele é destro ou canhoto, por mera curiosidade. Existem diferentes “testes” que podemos fazer com os felinos para determinar qual é a pata dominante deles e qual eles preferem para suas atividades diárias.

Gato brincando e se divertindo

1ª tática

Esse é o primeiro experimento para saber se o seu gato é canhoto ou destro. Você precisa de um frasco de vidro transparente com boca larga o suficiente para que seu animal de estimação possa colocar a pata. Além disso, você precisa de uma guloseima ou algo que chame a atenção do gato.

Coloque o objeto dentro do frasco e em seguida deixe que o gato tente pegá-lo por seus próprios meios. Estima-se que, na maioria dos casos, o animal use sua pata dominante. Você pode repetir o processo todos os dias durante uma semana e ver se há uma correspondência, ou seja, se ele sempre usa a mesma pata.

2ª tática

Para o segundo ‘jogo’, o desafio é um pouco maior. A ideia é que o animal consiga retirar um pedaço de comida ou um brinquedo pequeno de um recipiente estreito, no qual não poderá colocar a boca.

O restante é igual ao experimento anterior. Coloque-o na frente do recipiente e espere para ver o que ele faz. Se desejar, você pode repetir a experiência por vários dias seguidos e analisar os resultados.

3ª tática

Você também pode segui-lo em todos os lugares e anotar em um caderno quando ele usa sua pata direita e quando ele usa a esquerda. Depois de pelo menos um mês de “pesquisa”, você obterá o resultado.

Tenha em mente que o animal usará sua perna dominante em situações importantes, como ao se alimentar ou se defender. Ao brincar, ele tem a possibilidade de escolher qualquer uma das duas patas.

Saber se o seu gato é canhoto ou destro não vai mudar o seu dia a dia, nem vai fazer com que você o ame mais ou menos, mas é um fato interessante para adicionar a tudo que você já sabe sobre ele.

O’Brien, S. J., & Johnson, W. E. (2007). The evolution of cats. Scientific American. https://doi.org/10.1038/scientificamerican0707-68