Conheça 5 espécies de morcegos

· novembro 4, 2018
Os morcegos aparecem em histórias de terror como criaturas que sugam o sangue de humanos. Mas a verdade é que poucos se alimentam de sangue, já que quase 1,2 mil espécies dessa família preferem comer frutas ou insetos.

Os morcegos são os únicos mamíferos que podem voar. Graças a essa característica única, conseguiram se estabelecer em quase todo o planeta. 

Apesar das superstições sobre eles, quase todos se alimentam de frutas ou insetos. 

Nós convidamos você a conhecer algumas espécies de morcegos, esses incríveis mamíferos!

Generalidades das espécies de morcegos

Os morcegos são a segunda maior família do reino animal, ficando atrás apenas dos roedores.

Estima-se que existam quase 1,2 mil espécies diferentes, embora o número esteja aumentando, uma vez que novas espécies são descobertas de vez em quando.

Há morcegos em quase todo o planeta: com exceção dos polos, eles se espalharam pelo mundo.

Como esperado em uma família tão grande, isso os fez evoluir de forma muito diferente.

Morcegos menores pesam apenas alguns gramas, enquanto morcegos maiores chegam a quase um quilo.

  1. Morcego comum

Esta é, entre as espécies de morcegos na Europa, a menor: medem apenas seis centímetros de comprimento e entre 20 e 25 centímetros de envergadura com as asas estendidas. 

São marrons ou acinzentados, às vezes, quase pretos. A barriga tem um tom mais claro.

Morcego comum: pequenino

Além disso, eles têm orelhas pequenas e seu nariz é curto.

Eles hibernam do final do outono até a chegada da primavera. Vivem em grandes grupos, tanto enquanto estão acordados quanto durante o inverno.

Este tipo de morcego vive do outro lado da Península Ibérica e nas Ilhas Baleares, em áreas urbanas.

São os pequenos morcegos que podem ser vistos ao entardecer nas praias ou em aldeias perto de florestas. Eles se alimentam de pequenos insetos, como besouros ou mosquitos.

  1. Raposa-voadora

Ao contrário do anterior, a raposa-voadora é uma das maiores espécies de morcegos existentes. 

Alimenta-se exclusivamente de frutas e do néctar das flores, por isso tem uma importante função de polinização em seu habitat.

Raposa-voadora

Não usa o sistema de ecolocalização, mas é guiada pela sua visão e olfato.

Ao contrário de muitas outras espécies de morcegos cuja visão mal lhes permite distinguir formas embaçadas ou a obscuridade.

Como seu nome indica, seu rosto lembra o de uma raposa. Tem um focinho comprido e pontudo, olhos grandes comparados aos de outros animais de sua espécie e orelhas triangulares e eretas. Seu pelo é avermelhado.

Vive em algumas ilhas da Oceania: a Península Malaia, as Filipinas, Sumatra, Bornéu…

Não foi considerado em perigo de extinção, embora haja um pequeno alarme para o decréscimo de sua população. Portanto, está sendo acompanhado de perto.

  1. Vampiro

Os morcegos-vampiros são subordens da espécie. Destes, apenas três se alimentam de sangue, apesar do que as lendas dizem. 

Fisicamente, diferem dos morcegos frugívoros, pois têm focinho curto e orelhas pequenas.

morcego-vampiro

A fim de alcançar sua dieta única, eles são capazes de ver a radiação infravermelha emitida pelos corpos que contêm sangue e ouvir claramente a respiração lenta dos animais adormecidos.

Sabem onde estão localizadas as artérias, que é mais fácil de serem acessadas, e qual o melhor momento de se aproximar.

Ao contrário de outros morcegos, são noturnos e só saem quando está completamente escuro.

Suas presas são geralmente bois, vacas, cabras ou pássaros, e há uma espécie que também pode se alimentar de seres humanos.

Essas três espécies se espalharam pelas Américas: só podem ser encontradas em certas partes do México, Chile, Argentina e Brasil.

O maior perigo que representam para os seres humanos é a transmissão de parasitas ou vírus, como a raiva, embora sua transmissão seja muito rara.

  1. Morcego-nariz-de-porco-de-kitti

Como o próprio nome diz, a característica mais marcante deste animal é o seu nariz, que se assemelha ao focinho de um porco.

Mas as semelhanças terminam aqui, já que este morcego é muito menor que os porcos: pesa apenas dois gramas e é considerado um dos menores mamíferos que existem.

Morcego-nariz-de-porco-de-kitti
Fonte: http://greenarea.me

Ele vive no oeste da Tailândia e parte da Birmânia. Habita áreas muito úmidas, como em cavernas próximas às margens dos rios. É considerado em perigo de extinção.

  1. Morcego orelhudo

Esta é outra das espécies de morcegos que vivem na Península Ibérica. No entanto, prefere viver em áreas arborizadas distantes de assentamentos humanos e nas copas das árvores.

Como seu nome indica, suas orelhas são extraordinariamente longas e, quando em repouso, voltam-se para a parte de trás da cabeça.

As orelhas são tão grandes que podem dobrar de tamanho em relação à cabeça. Seu corpo é de tamanho médio.

Mede entre três e seis centímetros de comprimento e quase 25 de envergadura (de asa à asa), e suas orelhas são facilmente distinguíveis.

Os morcegos geralmente aparecem em histórias de terror, mas nada está mais longe da realidade.

A grande maioria come frutas ou insetos e é inofensiva para os seres humanos. Muitos têm a função de polinização e controle de pragas de insetos.