Conheça as espécies de rinocerontes que existem hoje

· fevereiro 25, 2019

Quando são adultos, nenhum desses animais tem predadores naturais. No entanto, todas essas espécies de rinocerontes estão ameaçadas pela ação do homem.

Esses grandes mamíferos placentários, conhecidos por seus chifres, se alimentam de ervas e seus cérebros são pequenos em relação a seus corpos.

A seguir, vamos falar sobre as 5 espécies de rinocerontes que existem hoje. Infelizmente, elas estão em perigo de extinção.

Quais são as espécies atuais de rinocerontes?

Com uma visão limitada, mas um ouvido e um nariz mais do que sensíveis, os rinocerontes podem andar vários quilômetros para conseguir comida.

E comida é algo de que necessitam em grandes quantidades. As espécies de rinoceronte vivem na Ásia e na África e são as seguintes:

1. Rinoceronte indiano

É o maior dos rinocerontes e um dos três que vive na Ásia. Hoje em dia, habita o norte da Índia, Nepal, Paquistão e Bangladesh, e seu estado é vulnerável.

Além disso, o rinoceronte indiano – foto que abre este artigo – pode pesar mais de duas toneladas e medir quase quatro metros de comprimento e dois de altura.

Apesar de ser tão “robusto”, pode correr a 55 km/h. É um excelente nadador, que adora mergulhar em lagoas enquanto se alimenta de ervas.

Um fato interessante é que eles não apresentam predadores quando são adultos. No entanto, os filhotes podem cair nas garras de tigres.

2. Rinoceronte-branco

Aqui encontramos outro das mais pesados e maiores animais terrestres no mundo, que vive em duas áreas específicas da savana na África. Ambas ao Norte no Congo – especificamente no Parque Nacional e Sul Garamba- na África do Sul.

Rinoceronte-branco

O rinoceronte branco tem dois chifres de queratina que podem crescer a cada ano. Por causa deles, ele é caçado ilegalmente.

Enquanto seu nome sugere outra coisa, seu corpo é na verdade cinza, no entanto, mais claro que o de seu parente, o rinoceronte negro.

Além disso, uma de suas características mais marcantes é o fato de ter lábios grandes, que lhe permitem se alimentar de ervas do solo.

3. Rinoceronte negro

É o terceiro das espécies de rinocerontes em termos de tamanho e está em estado crítico de extinção devido à caça ilegal.

Além disso, em algumas regiões africanas, desapareceu completamente. Atualmente, está presente em grupos muito pequenos no centro, leste e sul do continente.

algumas espécies de rinocerontes

O rinoceronte negro pesa cerca de 1.500 quilos e mede 1,60 metro de altura, sendo o quarto maior mamífero da África depois do elefante, do rinoceronte branco e do hipopótamo.

São impressionantes sua cor cinza escura e seu lábio na forma de bico preênsil, para poder se alimentar de arbustos e árvores baixas. Além disso, também se destacam sua pele grossa e seus dois chifres.

4. Rinoceronte de Java

Compartilha muitas características com o rinoceronte indiano, exceto pelo tamanho e suas placas dérmicas, que são menos desenvolvidas. Além disso, essa espécie possui os menores chifres da família, que às vezes não crescem nas fêmeas.

espécies de rinocerontes

O rinoceronte da ilha de Java é a mais rara de todas as espécies, e sua população é estimada em 100 indivíduos.

Hoje só pode ser encontrado nesta ilha, embora no passado tenha habitado todo o sudeste da Ásia e da Índia.

De hábitos solitários, só se reúne em pares durante a época de acasalamento e, às vezes, em piscinas de lama, para se refrescar.

Além disso, é um animal herbívoro que se alimenta de galhos, brotos, frutos e folhas de árvores e arbustos.

5. Rinoceronte de Sumatra

A última das espécies de rinoceronte é bastante estranha e, como a anterior, está criticamente ameaçada. É encontrada em áreas muito pequenas de Java e Sumatra.

espécies de rinocerontes

Além disso, é o menor de toda a família: pesa 800 quilos e mede 1,40 metro. Apesar de sua robustez, eles podem se mover sem problemas entre a vegetação espessa das selvas e andar com facilidade em áreas montanhosas.

O rinoceronte de Sumatra possui dois chifres bem desenvolvidos, é solitário e bastante territorial. As fêmeas permanecem com seus filhotes por quatro anos.

Eles comem durante a noite e sua dieta é composta de todos os tipos de folhas e galhos. Possuem um lábio superior preênsil para colocarem a comida na boca. Os predadores desse rinoceronte são o tigre e o homem, através da caça ilegal.