Conheça o pudu, um cervo pequeno

· janeiro 21, 2019

O pudu é um cervídeo que apresenta o menor tamanho de sua família, já que ele nem chega a meio metro de altura. Conheça esse pequeno cervo!

A grande família de cervídeos é composta de espécies grandes e muito pequenas, como é o caso do pudu. No entanto, não se engane, esse animal nativo da América do Sul, especificamente da área andina, também é conhecido como um cervo. Falaremos sobre ele a seguir.

Características do pudu

Esses cervídeos têm entre 60 e 90 centímetros de comprimento e 30 a 40 centímetros de altura. Além disso, eles pesam entre 7 e 10 quilos. Sua cabeça é pequena e a cor de seu manto pode ser marrom, avermelhada e até acinzentada. Os recém-nascidos têm pequenas manchas brancas, que depois escurecem e desaparecem completamente após três meses.

O pudú escolhe áreas de bosques densos, cercados por árvores frondosas de até 1.800 metros de altura. Dessa forma, alimenta-se de folhas, legumes e ervas nativas da região. Eles são animais solitários, exceto durante o período reprodutivo. Além disso, possui hábitos noturnos.

pudu: reprodução

Não há muitas evidências sobre eles, já que são muito evasivos, assustados e se escondem muito bem. Os principais predadores desse animal são o gato andino, o puma e algumas grandes aves de rapina.

Os maiores problemas enfrentados por este veado são a destruição de sua floresta nativa, juntamente com a caça ilegal, incêndios florestais e acidentes em estradas.

Quanto à sua reprodução, a gestação dura aproximadamente 200 dias. No momento do parto, a fêmea constrói uma espécie de ‘ninho’ com folhas. Apenas um jovem nasce por ninhada, que depende da mãe até os três meses. Nesse tempo, as pontas dos chifres começam a crescer e, até o primeiro ano de vida, ele atinge a maturidade sexual.

As duas subespécies de pudu

Dependendo da localização geográfica e do tamanho, podemos encontrar duas subespécies: o pudu do norte (Pudu mephistophiles) e o pudu do sul (Pudu puda). O primeiro vive no Equador, Venezuela, Peru e Colômbia, enquanto que o segundo vive na Argentina e no Chile (especialmente perto dos lagos da Patagônia). Algumas características de cada um:

pudu: habitat

1. Pudu do Norte

Também conhecido como “venadito de los paramos” ou cervo anão, é o menor cervo do mundo. Prefere áreas altas, estepes, páramos e pune andinos para viver, entre 2.000 e 4.000 metros acima do nível do mar.

Mede no máximo 70 centímetros e pesa em média quatro quilos. Além disso, tem chifres curtos, orelhas arredondadas e pequenas, e pelo marrom avermelhado com pontos claros na garganta e escuros na cabeça.

2. Pudu do Sul

Um pouco mais robusto que seu parente do norte, o pudu do sul é endêmico das florestas do Chile e da Argentina. O maior grupo vive no Parque Nacional Lanín, embora outras populações também sejam conhecidas nas regiões chilenas de Araucanía, Biobío e Aysén.

Forma pequenas famílias ou associações – rebanhos – para explorar a vegetação disponível. Come folhas de arbustos nativos, sementes, frutos caídos e ervas. É mais ativo ao anoitecer e ao amanhecer e, quando corre, é mais rápido ao ficar o mais próximo possível do solo. Embora seu principal predador seja o puma, atualmente também sofre ataques de cães domésticos.

Mede cerca de 40 centímetros de altura e pesa cerca de 10 quilos. Além disso, sua pele é grossa e marrom escura, sua cauda é pequena e apenas os machos têm chifres. Em homenagem a este cervo, os vencedores do Festival Internacional de Cinema de Valdivia (Chile) recebem um pudu de ouro.