O conhecido canto da perdiz

· junho 1, 2018
Essa ave apresenta sons muito distintos, cada um tem uma função diferente. O habitual é o de reclamação, mas sua “linguagem” ou forma de se comunicar é variada, se faz através da emissão de “notas” peculiares.

O canto da perdiz é muito querido e apreciado entre os especialistas e amantes do reino das aves silvestres. Esse pequeno pássaro emite sons muito particulares, o que torna seu canto natural, único e atrativo.

Canto da perdiz: a reclamação

As aves emitem diversos sons que cumprem funções diferentes em sua comunicação e posicionamento social. Por isso, quando dissemos “o canto da perdiz”, na verdade nos referimos ao tipo de canto mais reconhecido dessa ave.

Neste caso, o som típico das perdizes, que nos permite identificá-la facilmente, é o chamado “reclamação”. Trata-se de um som muito potente, pelo qual a ave demonstra sua força, potência e personalidade. Esse som cumpre uma função similar a uma apresentação. A “reclamação” de uma perdiz adulta geralmente tem de três a oito golpes, e é muito fácil de ser reconhecida.

Os outros cantos de uma perdiz

As perdizes são reconhecidamente aves muito vocais que emitem um grande leque de sons característicos. A seguir, vamos apresentar um resumo dos principais cantos da perdiz adulta e suas principais funções:

Sussurro

Esse canto possui diversos nomes populares, mas o mais comum é o sussurro. Isso acontece, porque geralmente o nome do canto faz referência ao som que se escuta.

sussurro da perdiz

Cumpre uma função dupla na estrutura social das perdizes. Quando o macho destina-o a outro macho, trata-se de um canto de desafio. Mas quando o macho dedica-o a uma fêmea, trata-se de um canto amoroso que é utilizado para chamar a atenção e convidar. No primeiro caso, escuta-se um som mais alto e agressivo, totalmente diferente do amoroso.

Beijos

Esse canto consiste em golpes sonoros e secos, que geralmente assemelham-se ao som de beijos. Novamente temos um canto com uma dupla função social: entre machos, representa um desafio, mas dedicados à fêmea são um convite íntimo. Normalmente, os machos fazem esse som depois da “reclamação” ou para reafirmar o sussurro.

Embuchada

O som do canto de embuchada é quase igual ao da “reclamação”. No entanto, o macho o faz em um volume muito mais baixo e de forma mais profunda. Geralmente, são utilizados antes da reclamação, para marcar o início do amanhecer, ou ao fim da tarde, antes de sua retirada para o local onde dorme.

Miado

Segundo muitos especialistas, o miado da perdiz transmite o enceramento do canto de reclamação. Seu som é muito parecido ao miado de um gato, o que explica seu nome popular. É muito raro escutá-lo entre as perdizes do campo, mas é frequente em outras espécies.

Pingo

Mais que um canto, o pingo pode ser considerado uma emissão repetitiva. Trata-se do som que a perdiz emite ao se alimentar, muito similar a um “gu-gu, gu-gu, gu-gu…”.

som da perdiz

As perdizes do campo o veem como um sinal de que podem se aproximar e se alimentar com tranquilidade.

Canto da perdiz: titeo

O termo em espanhol titeo define um canto que é uma reclamação sobressaliente, que é emitido poucas vezes. Seu som característico é similar a um “ti-ti-ti-ti-ti…” muito potente, que a ave emite com sua cabeça entre as patas.

Cumpre, também, uma dupla função na estrutura social das perdizes. Por um lado, consiste em um poderoso chamado amoroso, infalível para atrair as fêmeas. Mas, em raras oportunidades, também pode ser usado para desafiar um macho.

Som de águia

As perdizes emitem esse som quando reconhecem qualquer ameaça para alertar e/ou pedir ajuda aos semelhantes. Seu efeito é rápido e eficaz. Imediatamente, as perdizes que o escutam calam-se e se esmagam contra o solo.

Ajada

Esse canto é considerado por muitos especialistas como o mais desagradável emitido pelas perdizes. Seu som é muito parecido com um “aj, aj, aj, aj…”, sendo emitido repetitivamente e de forma muito exaustiva. As perdizes o utilizam para expressar irritação, chateação ou qualquer outro mal estar.

Arremesso

É um som muito típico das perdizes, emitido geralmente quando são afugentadas de algum lugar e rapidamente saem voando.

Além dos sons anteriores, devemos mencionar o “silêncio” que marca as pausas no canto das perdizes. Assim como nós realizamos pausas muito expressivas em nossa linguagem verbal e corporal, as perdizes alternam sua comunicação social com esses “silêncios”.