Criação de borboletas: conselhos básicos

· abril 13, 2018

As borboletas são um inseto do qual nos lembramos desde nossa infância. Muitas pessoas gostam delas e gostariam de ter um borboletário em casa. Você é um desses? Então veja nossos conselhos para a criação de borboletas.

Como você já sabe, as borboletas primeiro são lagartas. Então, essas serão as primeiras a receber nossos cuidados para que sua metamorfose aconteça. Como fazer isso? Nós lhe contamos!

Conselhos úteis para a criação de borboletas

Vejamos os passos necessários que serão muito práticos para quem estiver pensando em criar borboletas. Esses são alguns:

Recipiente bem ventilado

Quem não lembra daquela caixa de sapatos em que colocávamos larvas de seda que logo se transformavam em borboletas? Você lembra delas com os buracos que sua mãe fez na tampa? Isso acontecia porque a ventilação é de suma importância nesse trabalho. Mas já somos adultos e estamos em outro nível. Uma caixa com buracos não é suficiente.

Os buracos não permitem ventilação e, além disso, as bordas podem causar danos às lagartas. Além de ventilar, será necessário colocar terra na base e grama no fundo para que a lagarta tenha um lugar onde possa ficar.

Faça com que se sinta em casa

O melhor para a sobrevivência e desenvolvimentos das lagartas é adaptar seu entorno o máximo possível a seu habitat natural. Para isso, coloque um pequeno ramo no terrário e não pegue-as com a mão. Elas aderem muito à superfície pela qual caminham e você pode danificá-las. Para movê-la de um lugar a outro, use uma vara para que ela suba e desça sozinha.

Outra coisa que você deverá fazer para que ela se sinta em casa é colocar folhas frescas diariamente e por o terrário ao ar livre onde, possa receber luz direta do sol. Isso se você garantir que a zona onde está o terrário não é nem muito fria nem muito quente.

Cuide

Sempre examine o terrário e limpe o mofo e as fezes diariamente, ainda mais quando o animal começar a trocar de cor, pois pode ser que esteja começando a metamorfose.

Se chegou a esse ponto, já não precisará de água nem de comida, apenas que você ponha água no lugar às vezes para que tenha um clima úmido e ajude o animal a se sentir bem.

criar borboletas

Vigie a crisálida

Na criação de borboletas, esse é um ponto muito importante. Você deve levar em conta se a crisálida está em um espaço aberto que permita que a borboleta se estique quando sair do casulo. Caso contrário, pode se machucar ou até morrer. Se for necessário, mova o ramo onde ela está, mas faça isso com muito cuidado para não causar dano.

E quando chega a borboleta…

Uma vez que a metamorfose acontecer, a borboleta não vai comer durante várias horas, pois deve bombear suas asas até que se sequem. O néctar das flores será o que ela precisa depois de algumas horas, ainda que algumas também gostem de frutas doces.

Libere-a

Se você gosta de borboletas, é provável que você saiba que algumas vivem só um dia. Se você quiser que elas prosperem, deve deixá-las em liberdade. Espere que suas asas estejam secas e ponha um dedo para que elas pousem sobre ele, leve-as a uma flor e deixe que comecem sua vida livremente.

As borboletas são seres delicados que requerem cuidados específicos. Se você não quer deixá-las em liberdade, deverá construir um terrário de cristal gigante para que elas tenham espaço suficiente para voar e se desenvolver. Você gostaria de ter uma criação de borboletas?