Curiosidades sobre a mula, um animal híbrido

fevereiro 12, 2019
Ligado à história do homem pela sua força e resistência, que lhe permitia transportar objetos pesados, esta espécie é o resultado do cruzamento de uma égua com um asno ou burro.

Você já deve ter ouvido a frase “teimosa como uma mula”, mas provavelmente não sabe como ela surgiu. Por isso, neste artigo contaremos algumas curiosidades sobre a mula, um animal que emergiu após o cruzamento de duas espécies e que, acredite, é estéril.

A esterilidade da mula

Este equino híbrido resultou do cruzamento entre uma égua – fêmea do cavalo – e um asno ou um burro ou vice-versa; isto é, de um cavalo macho e um asna ou burra.

Seus genes dependerão de quem foi o pai ou a mãe, mas em todos os casos será um animal estéril que não pode se reproduzir.

Sendo o resultado da união de duas espécies diferentes, são chamados de “híbridos” e essa é a principal razão para a sua incapacidade de deixar descendentes. O problema está no pareamento dos cromossomos, que é defeituoso.

Sem falar muito em termos científicos, podemos explicar que os cavalos têm 64 cromossomos, e os burros, 62. Essa é a primeira incompatibilidade e, por outro lado, porque os genes não estão distribuídos da mesma maneira em ambas as espécies. 

Isso significa que aspectos fundamentais, como tamanho da orelha, cor da pelagem ou comprimento da cauda não podem ser determinados.

mula

Se as mulas pudessem procriar, entre si ou com outras espécies, o resultado seriam espécimes defeituosos, doentes e sem chance de sobrevivência. 

No momento, esses problemas não foram superados e as mulas continuam sem deixar descendentes puros.

Devemos saber que apenas os machos são completamente estéreis, devido a uma malformação da glândula seminal.

A fêmea, no entanto, produz óvulos férteis muito raramente, que podem ser fertilizados apenas por um cavalo, para gerar um potro ou um burro ou jumento.

Características das mulas

Quanto ao seu aspecto, a mula é semelhante ao burro: cabeça curta e grossa, patas longas e finas, orelhas compridas jogadas para trás, pelos curtos, e cascos estreitos e pequenos. A cauda não tem pelos na raiz.

No entanto, apresenta também algumas características dos cavalos, como a forma do pescoço, os dentes, a altura, a garupa, a uniformidade da pelagem e a robustez do corpo.

Além disso, o som que emite pode ser uma mistura entre seus progenitores: começa como um zurro – como o burro – e termina como um relinchar (típico do cavalo).

mulas no pasto

Curiosidades sobre a mula: a mula e sua relação com o homem

Devido à sua grande força e resistência, as mulas têm sido usadas pelo homem há séculos, seja para transportar mercadorias ou objetos, para arar os campos, para tirar água de poços, etc.

Desde os tempos antigos, dizem que elas são teimosas e que isso não é algo “ruim”, mas muito pelo contrário, já que isso também está relacionado com a resistência que elas têm a certas doenças típicas dos cavalos.

Portanto, se eles lhe disserem que “você é teimoso como uma mula”, em vez de ficar com raiva, você pode considerar isso um grande elogio.

Os agricultores as usavam em solos arenosos e argilosos por causa de seus cascos resistentes. A população de mulas em meados do século 20 era de milhões nos Estados Unidos, mas com a chegada de veículos motores, elas ficaram em segundo plano.

Outra das curiosidades sobre a mula é que elas não se dão muito bem com cães quando eles são muito barulhentos ou ativos, e podem tentar se defender dando coices.

Também houve casos de elas se protegerem de leões e outros animais ferozesElas podem “chutar” em qualquer direção com suas quatro patas e, com sua força, jogar o animal ou pessoas a vários metros.