9 curiosidades sobre as toupeiras

Como as toupeiras geralmente não vêm à superfície, seus ciclos de sono alternam entre períodos de alta atividade e sono profundo, com duração não superior a 3 horas. Elas não percebem o dia ou a noite como tal.
9 curiosidades sobre as toupeiras

Última atualização: 22 junho, 2022

A toupeira é um pequeno mamífero do tamanho de um rato. Caracteriza-se por passar a maior parte de sua vida no subsolo, por isso raramente é vista na superfície. Além disso, esse animal enigmático, curioso e até fofo tem habilidades incríveis para se guiar pelos túneis.

As características físicas de uma toupeira não são atraentes, pois ela possui uma coloração preta ou marrom que combina muito bem com o ambiente terrestre em que vive. Embora à primeira vista pareça apenas mais um mamífero da natureza, esses seres amigáveis guardam vários segredos por trás de sua aparência. Continue a leitura e descubra algumas das curiosidades sobre as toupeiras.

Curiosidades sobre as toupeiras

Os hábitos de vida das toupeiras levaram ao desenvolvimento de uma série de adaptações e especializações em sua vida cotidiana. Ao contrário de qualquer outro animal terrestre, seus sentidos tiveram que se adaptar a viver no escuro e melhorar sua percepção no subsolo. Consequentemente, uma série de peculiaridades e curiosidades únicas foram produzidas nas toupeiras. Conheça algumas abaixo.

1. Seu parente mais próximo são as toupeiras-de-água

A família Talpidae inclui toupeiras e toupeiras-de-água. No entanto, ambas possuem hábitos bastante contrastantes, pois as primeiras possuem vida subterrânea, enquanto as segundas possuem vida semiaquática. Claro, ambas são pequenos mamíferos que passam facilmente despercebidos.

2. Não existe apenas uma espécie de toupeira

O termo toupeira é usado para identificar várias espécies encontradas dentro da família Talpidae. De fato, elas estão distribuídas por toda a América e o continente euroasiático, por isso é normal que haja uma grande diversidade desses peculiares animais.

3. Elas são cegas

Os olhos das toupeiras são minúsculos e muitas vezes são obstruídos por seus próprios pelos. Isso ocorre porque as habilidades visuais são inúteis para elas, pois vivem em áreas escuras e raramente saem à superfície. Por isso, o processo evolutivo atrofiava sua visão e aprimorava outros sentidos mais adequados para a vida no subsolo.

4. Seus sentidos de olfato e audição as guiam no subsolo

As toupeiras desenvolveram ainda mais seus sentidos de olfato e visão para que pudessem contar com uma maneira de se orientar no subsolo. Com isso, elas são capazes de reconhecer suas presas ou criar uma série de túneis complexos com diferentes rotas. Além disso, elas também têm várias vibrissas ao longo do corpo, que são um tipo especial de pelo especializado em sentir o ambiente através do toque.

5. Suas patas dianteiras têm forma de pás

Devido ao fato de passar toda a vida cavando, a natureza deu a essa espécie curiosas patas em forma de pá que lhe permitem mover a terra com eficiência. Além disso, as toupeiras possuem garras pontiagudas que facilitam sua tarefa e podem medir até 150 centímetros de comprimento.

6. Seus corpos são alongados

O corpo da toupeira tem uma aparência alongada para evitar problemas ao rastejar por seus túneis. Essa característica também é uma adaptação para sua vida subterrânea e facilita a mobilidade em locais estreitos. Como se isso não bastasse, suas extremidades também se adaptaram ao aspecto tubular para que não a impedissem de cavar.

pequenos mamíferos insetívoros

7. São vorazes

Mesmo que as toupeiras pareçam fofas e pequenas, seu metabolismo precisa de muitos nutrientes para funcionar corretamente. Por esse motivo, elas precisam comer até três vezes o seu peso por dia. Entre suas presas favoritas estão as lesmas, os vermes cinzentos e as minhocas.

8. Suas tocas são complexas

As toupeiras são capazes de construir um complexo sistema de túneis que lhes permite acessar diferentes saídas. Alguns levam ao terreno de caça ou ao seu ninho subterrâneo, enquanto outros são túneis de fuga. Além disso, vários ninhos ou tocas se comunicam entre si, o que pode tornar a construção ainda mais complexa.

9. Em alguns lugares são consideradas pragas

As toupeiras não danificam nem comem as colheitas intencionalmente, mas os vários túneis que cavam causam danos à produção agrícola, prejuízos às máquinas ou alteram a estética do terreno. Isso faz com que muitos agricultores procurem acabar com suas vidas para evitar danos à sua colheita.

Toupeira: alimentação e habitat

Como você pode ver, as toupeiras são animais que escondem várias curiosidades por trás de sua aparência delicada e discreta. Além disso, são o exemplo perfeito do processo de adaptação e evolução, pois seus hábitos subterrâneos modificaram várias de suas características. Dessa forma, a natureza altera os organismos e os leva a gerar novas espécies tão curiosas quanto as da toupeira.

Pode interessar a você...
Conheça o rato-toupeira-pelado, um animal que não envelhece
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Conheça o rato-toupeira-pelado, um animal que não envelhece

O rato-toupeira-pelado é, sem dúvida alguma, um animal que desafia as leis da natureza. Continue lendo se você quiser saber por quê.



  • Saey, T., Van Meirvenne, M., De Pue, J., Van De Vijver, E., & Delefortrie, S. (2014). Reconstructing mole tunnels using frequency-domain ground penetrating radar. Applied soil ecology, 80, 77-83.
  • Arlton, A. V. (1936). An ecological study of the mole. Journal of Mammalogy, 17(4), 349-371.
  • Del Cañizo, J. (1948). Animales dañinos: el topo. Hojas divulgadoras, 11(48), 3-12.