Dermatite acral por lambedura em gatos: sintomas e tratamento

maio 4, 2019
Se o seu gato lambe continuamente qualquer área específica da pele, é provável que ele sofra de dermatite acral por lambedura. Neste artigo vamos abordar as várias causas, sintomas e tratamentos deste transtorno.

A dermatite acral por lambedura em gatos, também conhecida como neurodermatite, é um comportamento estereotipado e automanipulativo, no qual o felino mantém um padrão de comportamento de lamber sem um objetivo aparente.

Como este ato provoca uma liberação de endorfinas no cérebro, o felino continuará com este padrão. Isso pode ocorrer mesmo quando um granuloma cutâneo doloroso aparece na superfície da pele.

A dermatite acral por lambedura em gatos é muitas vezes o resultado de estresse ou tédio em gatos que vivem presos em casa. No entanto, muitas vezes também é uma resposta a um alérgeno ou outro irritante dérmico que requer um diagnóstico diferenciado.

O ato de lamber em excesso está frequentemente relacionado a um transtorno obsessivo-compulsivo. Também pode ser um sinal clínico de uma condição subjacente. Uma vez que uma ferida (granuloma) aparece, o felino continuará a lamber a área, o que faz com que a pele fique infectada, irritada e anestesiada.

Para diagnosticar corretamente a dermatite acral por lambedura, a consulta com um profissional veterinário é essencial.

Dermatite acral por lambedura em gatos

Sintomas da dermatite acral causada por lambedura em gatos

O principal sinal clínico da dermatite acral causada pela lambida em gatos é o ato de lamber repetidamente uma área do corpo. Este tipo de dermatite é comumente encontrada nas articulações do carpo (punho) ou patas dos membros anteriores.

Os donos de gatos notarão úlceras e feridas vermelhas, úmidas e irritadas na pele e perda de pelo localizada.

À medida que o comportamento continua, essas úlceras podem se transformar em granulomas. Um granuloma é uma massa carnuda rosada que frequentemente faz com que a pele fique mais espessa.

Ao tentar raspar qualquer área desconfortável, o gato pode continuar a lamber repetidamente e acabar causando mais irritação.

Às vezes, a lambida pode se tornar inconsciente e habitual. Isso faz com que o animal continue lambendo a área mesmo quando não se sente mais desconfortável ou com coceira.

Causas da dermatite acral por lambedura em gatos

A verdadeira dermatite acral em gatos é um distúrbio neurológico e obsessivo que surge do tédio, estresse e inatividade. Um felino que não recebe estímulos diários, como brincar ou caçar, procurará maneiras de se entreter.

O ato de se lamber libera endorfinas (hormônios da felicidade) no cérebro e substitui a necessidade de atividade.

No entanto, a dermatite acral por lambedura também pode ser um comportamento automanipulado causado por alergias, traumas, neoplasias, fungos ou infecções bacterianas.

Mordidas de ácaros e insetos, bem como problemas hormonais (como o hipertireoidismo), disfunção nervosa ou reação a um corpo estranho também podem fazer com que o gato se lamba repetidamente.

Diagnóstico da dermatite acral por lambedura em gatos

A dermatite acral por lambedura em gatos pode ser facilmente diagnosticada no exame físico. Isso ocorre porque os granulomas por excesso de lambida são facilmente visíveis na pele. A fim de identificar a causa subjacente do comportamento de automanipulação, um veterinário perguntará ao dono do gato sobre o estilo de vida do animal, sobre sua rotina e como ele usa seu tempo livre.

Gato se lambendo

O veterinário também perguntará sobre quaisquer mudanças recentes na casa. Por exemplo, um novo animal de estimação ou um bebê que pode ter estressado o felino. Os gatos são criaturas de hábitos e podem ser facilmente perturbados com a mudança, portanto, qualquer informação é útil no processo de diagnóstico.

A dermatite acral por lambedura em gatos também pode ser um sinal clínico de um problema de saúde subjacente. A fim de descartar outras causas prováveis ​​deste tipo de dermatite, o veterinário irá realizar um diagnóstico diferencial.

Uma raspagem da pele, culturas bacterianas e um exame histológico da pele ajudarão a eliminar problemas externos. Para identificar um problema de saúde interno, o veterinário pode solicitar que sejam feitos raios X, análise de urina e exames de sangue no felino.

Tratamento

O tratamento da dermatite acral por lambedura em gatos é variável e depende da causa subjacente. Infecções bacterianas na pele que causaram ou resultam do ato de lamber são tratadas com um antibiótico. As infecções fúngicas da pele são comumente tratadas com um creme antifúngico tópico aplicado na área afetada.

Geralmente se usa um colar tipo cone ou bandagem no felino para evitar a destruição da área afetada. No entanto, as causas neurológicas desta condição são difíceis de tratar.

O veterinário pode prescrever um medicamento ansiolítico ou antidepressivo para ajudar a aliviar o estresse do felino. Nestes casos, você pode ir a um especialista em comportamento felino para abordar especificamente a causa da necessidade do animal de lamber excessivamente.