Dicas básicas para alimentar um canário doméstico

· julho 19, 2018
Além de alpiste, das sementes e das frutas ou verduras, você precisa avaliar a quantidade de comida oferecida. Além disso, é preciso levar em conta se o animal está na época de reprodução ou se vai enfrentar temperaturas frias no inverno.

O canário é uma das aves domésticas mais populares que existem. A espécie que conhecemos é, na verdade, produto da reprodução seletiva. Por isso, podemos dizer que o canário nasceu domesticamente. Portanto, dada a sua popularidade, neste artigo daremos uma série de dicas para alimentar um canário.

As necessidades nutricionais do canário doméstico

Serinus canaria domestica, ou canário doméstico, foi criado pela ação do ser humano. No século 17, ele foi selecionado a partir de uma série de espécies selvagens.

Para alimentar um canário, há diferentes tipos de grãos, plantas e vegetais. Em vista disso, os alimentos mais comuns em sua dieta são:

  • Alpiste
  • Painço
  • Níger
  • Alface
  • Maçã
  • Cenoura
  • Cânhamo
  • Aveia

Em relação às porcentagens nutricionais de sua dieta, o ideal é que se dê 50% de alpiste, 20% de níger e 30% de outras sementes. Porém, não se pode esquecer das frutas e legumes já mencionados.

Alpiste para alimentar canários

Como devemos alimentar um canário recém-nascido

As necessidades nutricionais dos filhotes de qualquer espécie animal são maiores. Pois, estando em plena fase de desenvolvimento, precisam de uma série de nutrientes para crescerem adequadamente.

Além dos alimentos já mencionados, os canários recém-nascidos precisam de uma série de suplementos nutricionais. Esses suplementos ajudarão no crescimento do animal.

A princípio, a mãe esmaga e regurgita a comida que tem à sua disposição para alimentar os filhotes recém-nascidos. Portanto, a dieta dos pais também deve mudar. A mãe geralmente esmaga aveia, algumas frutas ou vegetais e algum tipo de proteína animal.

Portanto, para incorporar essas proteínas animais na dieta, podemos usar gelatina, ovo cozido, ossos de sépia triturados ou insetos vivos. A mãe, então, os processará corretamente para alimentar seus filhotes com todo o cuidado.

Além disso, a alimentação dos pais durante o processo de reprodução também é importante para o desenvolvimento correto dos ovos. Então, tente incluir alimentos ricos em proteínas animais na dieta após a cópula. Dessa forma, a casca dos ovos se desenvolverá corretamente.

Práticas e alimentos alternativos

Durante o inverno ou períodos de estresse, você terá que complementar a dieta de seu animal. Assim como na época de reprodução ou durante as mudas, será necessário reforçar o sistema imunológico do canário.

Gaiola para canários

Como os pássaros granívoros, o canário esmaga os grãos que come em um órgão chamado moela. Por isso, para ajudá-los a moer mais eficientemente os grãos, podemos colocar à sua disposição areia ou cascalho. Pois eles naturalmente ingerem esses elementos quando estão em liberdade. Assim, poderão desfazer melhor os grãos na moela.

Outra alternativa para alimentar um canário são as plantas silvestres. Existem certos tipos de plantas que essas aves podem comer em cativeiro, como:

  • Dente de leão
  • Urtigas
  • Alfafa
  • Morugem

Finalmente, não se esqueça que você pode incorporar alimentos ricos em proteína animal na dieta. Faça uma pasta com ovo cozido e cereais esmagados, isso irá ajudá-lo a ganhar peso. Assim, seu animal pode se preparar para o inverno.