Dicas para treinar um cão

fevereiro 2, 2019
Tornar-se um líder, ser paciente e constante, assim como escolher um ambiente no qual o cão se concentre, são algumas das chaves para treinar um cão. 

Embora seja recomendado levar nosso animal de estimação a uma academia ou instrutor quando é um filhote, a verdade é que você pode treinar um cão em casa (ou no parque). Para isso, só precisará de muita paciência e certas técnicas. Contaremos tudo a seguir.

Dicas para treinar um cão

Como primeiro passo, você deve conhecer suas limitações e saber que, caso não obtenha resultados no tempo esperado, sempre terá a opção de levar seu cão a um local especializado. Os erros que comete ao treinar um cão são o que, em suma, retardarão o processo. Estas são as melhores técnicas que podem ajudá-lo:

  1. Mostre que você é o líder

Isto é essencial porque, caso contrário, o seu cão será o ‘alfa’ e não lhe dará ouvidos. Como você pode evitar isso? Ponha de lado o nervosismo e arme-se com muita paciência. Tenha em mente que o processo pode ser bastante longo.

Para mostrar que você é “o responsável”, você não precisa gritar, bater ou repreendê-lo. Muito menos usar colares enforcadores, pois esta é uma crueldade desnecessária. A melhor maneira de ele obedecer é você ser enérgico e consistente em suas palavras. Com uma ordem, o animal deve entender o que tem que fazer.

cão dando a pata

  1. Seja perseverante

Como dito acima, para treinar um cão você precisa ser persistente. Provavelmente, de uma semana para outra o animal esqueceu o que foi aprendido. Portanto, tente dar ‘aulas’ a cada dois ou três dias no máximo.

Não desista se você não observar mudanças muito óbvias. A aprendizagem pode ser lenta, especialmente se for um animal adulto. Os filhotes copiam e retêm informações com mais facilidade.

  1. Escolha um lugar calmo

É muito importante que o cão preste atenção e se concentre em seu treinamento. Portanto, se estivermos em um parque cheio de pessoas – e outros animais – será muito difícil nos concentrarmos. Muito melhor será se estivermos sozinhos em casa ou no quintal e nada nos incomodar.

Além disso, em alguns casos, o cão aprenderá mais facilmente se tiver liberado a energia acumulada, principalmente em raças muito ativas, como pit bull e dobermann. Primeiro, brinque ou faça algum exercício e depois “dê” as aulas.

As sessões para treinar um cão não devem durar mais do que meia hora. Depois desse tempo, corremos o risco de o animal se cansar ou perder o foco. A ideia é que seja divertido e não uma tortura (para você e para ele).

adestramento do labrador

  1. Não se esqueça dos prêmios

Os animais de estimação trabalham com o prêmio e a técnica de ‘punição’. Se ele se comportar adequadamente, você pode dar-lhe um petisco ou biscoito, ou simplesmente fazer um carinho e dizer algumas palavras de congratulação, como “muito bem!” ou “isso mesmo!”

E as punições? Não se trata de machucá-lo, mas de dizer-lhe um “não” forte, retornando à posição inicial e começando novamente com o exercício. E, claro, sem prêmios de qualquer tipo.

  1. Ensine-lhe uma coisa de cada vez

Existem diferentes ‘truques’ que o animal pode aprender se o treinarmos corretamente. Por exemplo, sentar, dar a pata, deitar, vir ao nosso chamado ou caminhar ao nosso lado.

Agora, não podemos esperar que o cão saiba fazer tudo ao mesmo tempo. Portanto, cada sessão de treinamento deve exercitar uma única ordem. Ainda assim em outro dia ou na próxima ‘aula’ voltaremos a ela e, talvez, por um mês todo.

Uma vez que o cão tenha aprendido esse exercício completamente, que ele tenha feito isso sem erros por uma semana, então poderemos passar para o próximo.