Diferença entre animais selvagens e domésticos

As diferenças entre essas espécies estão nas suas formas de adaptação, logicamente, muito diferentes umas das outras. Apesar de tudo, essa capacidade de adaptação é o que define qualquer ser vivo no planeta. Esse é o resultado da evolução
Diferença entre animais selvagens e domésticos

Última atualização: 18 maio, 2018

Todos nós sabemos que os animais são livres por natureza. Antes mesmo da chegada do homem, suas características começaram a mudar de geração em geração. Um exemplo dessas mudanças são os cães e gatos. Afinal, eles eram animais selvagens, mas que vivem conosco hoje em dia. Agora, vamos ver a diferença entre animais selvagens e domésticos.

Animais selvagens e domésticos: seleção e adaptação

A vida tem a capacidade de se adaptar em qualquer ambiente. Esse é um de seus aspectos mais notáveis. Os animais são parte da cadeia da vida. Por isso, vemos diferentes raças e espécies que vivem conosco diariamente.

Mas o que faz um animal selvagem diferente de um animal de estimação? Bem, a resposta pode ser surpreendente para alguns e óbvia para outros.

Antes de respondermos essa pergunta, primeiro temos que falar sobre o que caracteriza um animal selvagem. Ou seja, sua atitude e sua aparência. Não podemos falar sobre todas as espécies, afinal isso exigiria muito mais do que apenas um artigo. Entretanto, podemos avaliar alguns aspectos semelhantes entre as espécies selvagens.

Uma das características que mais chamam a atenção nos animais selvagens é a atitude deles. Especialmente, quando se aproximam de elementos que despertam a curiosidade. Nessas situações, a grande maioria dos animais selvagens são extremamente cautelosos. Isso se deve ao risco de poder ou não ser uma distração de um predador que ameace a vida do animal.

Outra característica que se destaca é a aparência física do próprio animal. Muitos animais usam suas pele e pelagem para se fundirem com o ambiente. Dessa forma, podem perseguir suas presas de forma mais apropriada. Claro, essa estratégia não serve apenas como uma camuflagem, mas também como um alerta para predadores ousados. 

Cores dos animais silvestres

As cores servem como uma forma de aviso de um animal para outro sobre as características que possuem. Na maioria das vezes, é um sinal de perigo. Uma vez que muitas espécies venenosas costumam apresentar cores vivas. Da mesma forma, há outras que simulam essas cores e sobrevivem ao “enganarem” os predadores acerca do risco que oferecem.

Adaptação e domesticação

Os lobos foram os primeiros animais selvagens a serem domesticados pelo homem. Acredita-se que esse processo ocorreu quando um membro de nossa espécie começou a compartilhar sua comida com um filhote ou um jovem adulto de lobo. Assim, pode ter começado uma aproximação entre as duas espécies.

Esse processo foi repetido uma infinidade de vezes, o que resultou na grande variedade de raças de cães que existem hoje. Mas isso não ocorreu apenas com os cães, mas também com gatos selvagens e outros animais que atualmente habitam as fazendas.

As características desses animais domesticados são várias. Ao contrário dos animais selvagens, os animais domesticados não tendem a se desprenderem muito dos seres humanos. Assim, acabam perdendo um pouco daquela liberdade e curiosidade características dos animais selvagens.

Da mesma forma, a pelagem acaba perdendo o tom rústico, adaptado ao terreno. Aos poucos, a pelagem vai ganhando um tom mais amigável e visualmente aceito pelo olho humano. Sendo assim, não veremos mais, na maioria dos casos, os tons camuflados com o ambiente ou as cores berrantes que sinalizam perigo.

Muitos animais apresentam transformações físicas que são transmitidas de geração em geração. Sendo assim, muitos reduzem seu tamanho para serem mais atraentes para o homem. Além disso, alguns até mesmo transformam partes de seu corpo para parecerem mais amigáveis ​​e desejáveis ​​pelos seres humanos.

Além disso, muitas raças mostram uma queda notável na agressividade em relação a qualquer elemento, seja ele vivo ou inanimado. E, muitas raças exibem uma atitude infantil que é muito agradável aos seres humanos, o que aumenta seu potencial como animal de estimação.

Tudo de acordo com sua função

Já falamos sobre as características dos animais selvagens e domésticos, e já respondemos parte da pergunta que fizemos no início do artigo. Em suma, podemos dizer que os animais selvagens são mais agressivos e estão mais adaptados ao ambiente que os rodeia.

Da mesma forma, os animais domésticos são adaptados de acordo com a função que o ser humano desenvolveu com a passagem das gerações. Cães são caçadores e companheiros fiéis dos seres humanos. Assim, eles obedecem a cada uma das ordens que recebem.

Cão caçando ao ar livre

No caso das aves, elas são criadas como uma fonte de alimento facilmente acessível. Isso economiza o trabalho de entrar na natureza e se expor a outros predadores selvagens. A caça é uma competição do mais forte e o perdedor geralmente paga com a vida.

A verdade é que mantemos um equilíbrio entre animais selvagens e domésticos, uma vez que eles cumprem diferentes funções no ecossistema. Afinal, fica o alerta de que o excesso de um desses tipos de animais pode desequilibrar a cadeia da vida.

Pode interessar a você...
7 destinos para ver animais selvagens em liberdade
Meus Animais
Leia em Meus Animais
7 destinos para ver animais selvagens em liberdade

Não há nada melhor para aprender na natureza do que ver animais selvagens em liberdade. É muito bom vê-los em seu habitat natural, onde as pessoas ...